Arrefecer Terra e expedições à Antártida: O que vai marcar a Ciência em 2019

Experiências para arrefecer a Terra e expedições à Antártida para estudar o impacto das alterações climáticas são algumas das iniciativas que deverão marcar este ano na ciência mundial, segundo uma antevisão divulgada esta semana pela revista especializada Nature.

Num contexto de aumento das emissões poluentes, este ano poderão realizar-se as primeiras experiências para tentar arrefecer o planeta através de geo-engenharia solar, uma técnica em que se usam partículas pulverizadas na estratosfera para refletir alguma percentagem dos raios solares.

O glaciar Thwaites será o destino da maior missão internacional à Antártida em 70 anos, em que cientistas britânicos e norte-americanos investigarão o estado daquela gigantesca e instável massa de gelo, que alguns estudos colocam em risco de derreter completamente no espaço de um ou dois séculos.

No fim de 2019, outra expedição, de cientistas europeus, apontará para debaixo do gelo antártico para recolher uma amostra de uma camada com 1,5 milhões de anos e tentar obter o mais antigo registo intocado das condições climatéricas e atmosféricas da Terra.

O maior radiotelescópio do mundo, situado na China, deverá estar completamente operacional e disponível para cientistas de todo o mundo em setembro próximo, permitindo olhar o universo com um poderoso instrumento de 149 milhões de euros.

No campo da genética, 2019 será ainda marcado pelo anúncio feito pelo chinês He Jiankui no ano passado do nascimento de gémeas humanas geneticamente alteradas, o que motivou condenação da comunidade científica, que se comprometeu a arranjar um conjunto de boas práticas e mecanismos de regulação de alteração de ADN humano.

A terminar 2019, a China poderá aparecer na frente da lista dos países que mais investem em investigação, enquanto na União Europeia se discutirá como aplicar 100 mil milhões de euros em ciência, ainda sem certezas sobre se os investigadores britânicos poderão beneficiar desse investimento, com a saída do Reino Unido do bloco europeu.

Em março, saber-se-á se o Japão sempre está disponível para receber o sucessor do acelerador de partículas instalado no CERN, na fronteira entre a França e a Suíça, um projeto de 6 mil milhões de euros para aprofundar o estudo de partículas como o Bosão de Higgs.

No Canadá, deverão ser divulgados estudos sobre o cultivo e biologia da canábis, legalizada naquele país em outubro passado, e começará a funcionar o primeiro centro académico dedicado exclusivamente à planta.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Acesso à Internet deve ser considerado direito humano básico

Uma nova investigação, levada a cabo pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido, concluiu que acesso à Internet deve ser um direito humano básico, pois significa a capacidade participar na vida pública. Merten Reglitz, professor de …

Fórmula 1 quer atingir emissões zero de CO2 até 2030

A Fórmula 1 pretende reduzir a zero as emissões de CO2 até 2030, com base num plano que pretende “pôr em marcha de imediato”, anunciou esta terça-feira a Federação Internacional do Automóvel (FIA). O plano divulgado …

A Tesla vai lançar a sua misteriosa pickup “cyberpunk” elétrica ainda este mês

A nova Tesla Cybetruck já tem data de lançamento após um longo tempo de espera. O fundador da empresa, Elon Musk, anunciou que a carrinha "pickup" será revelada no dia 21 de novembro. O anúncio foi …

Asteróide "potencialmente perigoso" aproxima-se da Terra esta quarta-feira

Um asteróide com 147 metros de diâmetro, caracterizado pela NASA como "potencialmente perigoso" vai aproximar-se da Terra esta quarta-feira. Em causa está o corpo rochoso UN12 2019, explica a agência espacial norte-americana, dando conta que o …

Encontrado submarino da II Guerra Mundial que esteve perdido durante 75 anos (devido a um erro de tradução)

Uma equipa de exploradores oceânicos privada encontrou na costa do Japão um submarino do exército norte-americano do tempo da II Guerra Mundial, que estava desaparecido há 75 anos por causa de um erro num dígito …

Uma casa esteve a afundar-se no Tamisa para alertar para a subida do nível dos oceanos

No passado domingo, quem passou junto ao rio Tamisa, em Londres, não deverá ter ficado indiferente à típica casa dos subúrbios ingleses que se afundava perto da Tower Bridge. Felizmente, de acordo com a agência Reuters, …

A defesa de Lage é a melhor do Benfica em quase 30 anos

A defesa de Bruno Lage leva apenas quatro golos sofridos em 11 jornadas, o que faz dela a melhor defesa do campeonato e a melhor do Benfica desde a temporada de 1990/1991, escreve o jornal …

OE2020. “Não vamos para negociar”, esclarece Jerónimo de Sousa

O PCP vai reunir esta quarta-feira com o Governo com vista ao Orçamento de Estado para 2020. Jerónimo de Sousa esclareceu esta terça-feira que os comunistas não vão para negociar, sendo "manifestamente exagerado dizer que …

Benjamin "morreu" enquanto cumpria pena de prisão perpétua. Agora está vivo e quer a liberdade

Um norte-americano, de 66 anos, que cumpre pena de prisão perpétua por ter espancado um homem até à morte em 1996, pretendia ser libertado, uma vez que o seu coração parou por breves instantes. Em 1996, …

“Máfia do Sangue”. Ministério Público deixa Octapharma fora da acusação

O Ministério Público (MP) deixou a farmacêutica Octapharma fora da acusação da operação "O Negativo" por considerar que o ex-administrador Lalanda e Castro montou um esquema de corrupção para a venda de plasma ao Serviço …