Arrefecer Terra e expedições à Antártida: O que vai marcar a Ciência em 2019

Experiências para arrefecer a Terra e expedições à Antártida para estudar o impacto das alterações climáticas são algumas das iniciativas que deverão marcar este ano na ciência mundial, segundo uma antevisão divulgada esta semana pela revista especializada Nature.

Num contexto de aumento das emissões poluentes, este ano poderão realizar-se as primeiras experiências para tentar arrefecer o planeta através de geo-engenharia solar, uma técnica em que se usam partículas pulverizadas na estratosfera para refletir alguma percentagem dos raios solares.

O glaciar Thwaites será o destino da maior missão internacional à Antártida em 70 anos, em que cientistas britânicos e norte-americanos investigarão o estado daquela gigantesca e instável massa de gelo, que alguns estudos colocam em risco de derreter completamente no espaço de um ou dois séculos.

No fim de 2019, outra expedição, de cientistas europeus, apontará para debaixo do gelo antártico para recolher uma amostra de uma camada com 1,5 milhões de anos e tentar obter o mais antigo registo intocado das condições climatéricas e atmosféricas da Terra.

O maior radiotelescópio do mundo, situado na China, deverá estar completamente operacional e disponível para cientistas de todo o mundo em setembro próximo, permitindo olhar o universo com um poderoso instrumento de 149 milhões de euros.

No campo da genética, 2019 será ainda marcado pelo anúncio feito pelo chinês He Jiankui no ano passado do nascimento de gémeas humanas geneticamente alteradas, o que motivou condenação da comunidade científica, que se comprometeu a arranjar um conjunto de boas práticas e mecanismos de regulação de alteração de ADN humano.

A terminar 2019, a China poderá aparecer na frente da lista dos países que mais investem em investigação, enquanto na União Europeia se discutirá como aplicar 100 mil milhões de euros em ciência, ainda sem certezas sobre se os investigadores britânicos poderão beneficiar desse investimento, com a saída do Reino Unido do bloco europeu.

Em março, saber-se-á se o Japão sempre está disponível para receber o sucessor do acelerador de partículas instalado no CERN, na fronteira entre a França e a Suíça, um projeto de 6 mil milhões de euros para aprofundar o estudo de partículas como o Bosão de Higgs.

No Canadá, deverão ser divulgados estudos sobre o cultivo e biologia da canábis, legalizada naquele país em outubro passado, e começará a funcionar o primeiro centro académico dedicado exclusivamente à planta.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

Responder a ZAP Cancelar resposta

Japoneses vão ficar a trabalhar em casa durante os Jogos Olímpicos

https://vimeo.com/348655021 Centenas de milhares de funcionários em Tóquio vão trabalhar em casa durante duas semanas como parte de um teste de medidas destinadas a reduzir o congestionamento durante os Jogos Olímpicos do próximo ano. Com mais de …

Ministério Público acusa Groundforce de discriminação com prémios de 2017

O Ministério Público avançou com uma acusação contra a Groundforce por ter discriminado mais de 200 trabalhadores na atribuição de prémios em 2017. Segundo o Diário de Notícias, o Ministério Público (MP) acusa a Groundforce de …

Londres chumba construção de "Tulipa" com 300 metros

Os planos para construir um arranha-céus de 300 metros apelidado de "Tulipa" na cidade de Londres, perto do Tamisa, foram chumbados pelo presidente da capital, Sadiq Khan. O edifício, projetado pela prática arquitetónica de Norman Foster, …

Coreia do Norte importou milhões de dólares em bens de luxo apesar da proibição da ONU

A Coreia do Norte não pode importar bens de luxo. Mas um relatório da C4ADS - organização sem fins lucrativos que analisa conflitos e transações mundiais - concluiu que o país importou pelo menos 191 …

Texto base do inquérito à CGD aprovado. Indícios de gestão danosa ficam de fora

O Parlamento aprovou esta quarta-feira por unanimidade o projeto base do relatório da II comissão parlamentar de inquérito à recapitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD) e atos de gestão, noticia o jornal Eco. Tal como …

Alemanha aprova multas até 2.500 euros para pais que não vacinem filhos contra sarampo

A decisão aprovada, esta quarta-feira, estabelece que as multas poderão chegar aos 2.500 euros e também determina a exclusão de crianças não vacinadas do direito às creches. O conselho de ministros da Alemanha aprovou, esta quarta-feira, multas …

Demissão no PS Guarda após chumbo da lista liderada pela candidata de Costa

O presidente da Federação Socialista da Guarda, Pedro Fonseca, anunciou que vai demitir-se do cargo depois de a lista de candidatos às eleições legislativas, liderada por Ana Mendes Godinho, que foi apontada por António Costa, …

EDP não quer construir barragem do Fridão porque "é um péssimo negócio", diz Matos Fernandes

O ministro do Ambiente e Transição Energética reiterou esta terça-feira que o Governo não vai devolver dinheiro à EDP, que estava destinado à construção da barragem de Fridão, referindo que foi a empresa a desistir …

Estado vai ajudar restaurantes e hotéis a pagarem cinzeiros

Os estabelecimentos comerciais que ficam obrigados a disponibilizarem cinzeiros para cumprir a Lei das Beatas que foi aprovada, podem candidatar-se a fundos públicos para financiarem a colocação destes objectos. A Lei das Beatas, que prevê multas …

Meninas paquistanesas unidas pelo crânio foram separadas com sucesso em Londres

Duas meninas paquistanesas, que nasceram unidas pela cabeça num caso raro de siamesas, foram separadas com sucesso num hospital de Londres e já tiveram alta. Nascidas em janeiro de 2017, na cidade de Charsadda, no centro …