Argélia expulsa para o deserto 390 pessoas (incluindo grávidas e crianças)

A Argélia expulsou este domingo 391 pessoas em condições precárias, incluindo crianças e grávidas, para o deserto do Níger.

A Organização Internacional para as Migrações, OIM, indicou que as pessoas expulsas, oriundas de países da África Subsaariana foram detidas pelas autoridades argelinas a trabalhar sem papéis em diferentes cidades do país e levados em camiões até à fronteira, no posto de In Guezzam.

As pessoas, incluindo crianças e mulheres grávidas, foram obrigadas a atravessar a fronteira a pé e com muito pouca água e alimentos, afirma a OIM, sem que tenha havido confirmação ou desmentido oficial das autoridades argelinas.

Os ministros do Interior da Argélia e do Níger estiveram reunidos em Argel no âmbito de um comité bilateral fronteiriço. O responsável argelino, Noureddin Bedoui, reiterou que o seu país não aceitará criar centros de detenção temporária propostos por diversos países europeus e que vai combater a imigração nos seus próprios termos.

Organizações internacionais como a Amnistia Internacional ou a Human Rights Watch acusam a Argélia de tratamento desumano a milhares de homens, mulheres e crianças migrantes, expulsos sem olhar ao seu estado de vulnerabilidade.

Em 14 meses, a Argélia abandonou milhares de migrantes no Saara, obrigando-os a atravessar o deserto sem água ou comida. Desde 2014, terão morrido cerca de 30 mil pessoas. Morrem ainda mais migrantes no Saara do que no Mediterrâneo, diz a OIM.

O abandono de migrantes começou no ano passado, altura em que a União Europeia começou a pressionar os países do norte de África para desmobilizarem os migrantes que quisessem ir para a Europa através do Mar Mediterrâneo.

A expulsão de migrantes é permitida desde que seja feita nos termos da lei internacional. No entanto, não é o que está a acontecer na Argélia, dado que não está a recorrer às verbas oferecidas pela União Europeia para ajudar com a crise migratória.

Noureddin Bedoui admitiu em maio passado que nos últimos três anos foram expulsas 27.000 pessoas da Argélia, mas afirma que tudo se passou no “estrito respeito dos direitos humanos“, acusando as organizações de quererem “ferir a imagem” do país.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois é a Argélia expulsa as pessoas para o deserto e o governo Português não faz nada é como se nada fosse o dr.Guterres o dr,Sampaio o dr.António Vitorino e muitos mais o que estão a fazer que não vão biscar as pessoas em Albufeira fazem muita falta.

RESPONDER

Depois do "selo Brexit", os correios da Áustria emitem o "selo corona" impresso em papel higiénico

O serviço postal da Áustria uniu dois pontos da pandemia do novo coronavírus ao criar um selo impresso em papel higiénico que, segundo os correios, as pessoas também podem, a qualquer momento, usar para ajudar …

A Moog celebra os 100 anos do Theremin com um novo instrumento: o Claravox Centennial

Este ano marca o 100º aniversário do Theremin - um dos primeiros instrumentos musicais completamente eletrónicos, controlado sem qualquer contacto físico pelo músico. Para celebrar vai ser lançado o Claravox Centennial. Foi em 1920 que Leon Theremin, …

Depósito inexplorado na Sibéria tem uma das maiores reservas de ouro do mundo

O maior produtor de ouro da Rússia, PJSC Polyus, anunciou esta semana que o seu depósito inexplorado em Sukhoi Log, na região siberiana de Irkutsk, possui uma das maiores reservas mundiais deste metal preciosos. De …

Os novos iPhones não trazem carregador. Apple poupa muito nos custos, mas não no ambiente

A Apple decidiu vender os seus novos iPhones sem carregador ou auscultadores, alegando que a alteração tem em conta o ambiente, uma vez que serão utilizados menos produtos na embalagem dos telemóveis, mas os especialistas …

Caça ao tesouro secular. Lendária ilha pode esconder Santo Graal, manuscritos de Shakespeare e jóias reais

Perto da Nova Escócia, no Canadá, há uma lendária ilha com misteriosos túneis e estranho artefactos. Há quem acredite que esconde o Santo Graal, os manuscritos de Shakespeare e um tesouro de um capitão. Porém, …

Aprender "baleiês" pode evitar choque de navios com o animal

Uma equipa de cientistas da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, tem uma nova ideia para salvar as baleias-azuis em migração das colisões com navios. Durante a época de migração das baleias-azuis, os animais enfrentam sérios …

Afinal, os carros elétricos não são a melhor resposta para combater as alterações climáticas

Os carros elétricos, surgem como alternativas mais sustentáveis aos veículos a gasolina ou gasóleo, podem não ser a melhor forma de combater as alterações climáticas no âmbito dos transportes, de acordo com um novo estudo. …

Seria Jesus um mágico? Há arte romana que parece sugerir que sim

Em alguma arte antiga, Jesus é retratado a fazer milagres com algo na mão que parece ser uma varinha. Investigadores sugerem que se trata de um cajado, que era usado como símbolo de poder. Segundo a …

Nem todos os clubes estão a afundar – alguns estão a prosperar durante a pandemia

Nem todos os clubes estão a sofrer às mãos desta pandemia de covid-19. Alguns deles têm conseguido bons resultados financeiros apesar da crise. A covid-19 provou ser um adversário devastador para o desporto profissional em todo …

Kibus: o aparelho que vai revolucionar a forma como os nossos cães se alimentam

Ter cães como melhores amigos pode ser muito benéfico, mas também traz a sua dose de trabalho e responsabilidades. Levar ao veterinário, dar banho, levar a passear, brincar, dar de comer... No fundo é como …