Argélia expulsa para o deserto 390 pessoas (incluindo grávidas e crianças)

A Argélia expulsou este domingo 391 pessoas em condições precárias, incluindo crianças e grávidas, para o deserto do Níger.

A Organização Internacional para as Migrações, OIM, indicou que as pessoas expulsas, oriundas de países da África Subsaariana foram detidas pelas autoridades argelinas a trabalhar sem papéis em diferentes cidades do país e levados em camiões até à fronteira, no posto de In Guezzam.

As pessoas, incluindo crianças e mulheres grávidas, foram obrigadas a atravessar a fronteira a pé e com muito pouca água e alimentos, afirma a OIM, sem que tenha havido confirmação ou desmentido oficial das autoridades argelinas.

Os ministros do Interior da Argélia e do Níger estiveram reunidos em Argel no âmbito de um comité bilateral fronteiriço. O responsável argelino, Noureddin Bedoui, reiterou que o seu país não aceitará criar centros de detenção temporária propostos por diversos países europeus e que vai combater a imigração nos seus próprios termos.

Organizações internacionais como a Amnistia Internacional ou a Human Rights Watch acusam a Argélia de tratamento desumano a milhares de homens, mulheres e crianças migrantes, expulsos sem olhar ao seu estado de vulnerabilidade.

Em 14 meses, a Argélia abandonou milhares de migrantes no Saara, obrigando-os a atravessar o deserto sem água ou comida. Desde 2014, terão morrido cerca de 30 mil pessoas. Morrem ainda mais migrantes no Saara do que no Mediterrâneo, diz a OIM.

O abandono de migrantes começou no ano passado, altura em que a União Europeia começou a pressionar os países do norte de África para desmobilizarem os migrantes que quisessem ir para a Europa através do Mar Mediterrâneo.

A expulsão de migrantes é permitida desde que seja feita nos termos da lei internacional. No entanto, não é o que está a acontecer na Argélia, dado que não está a recorrer às verbas oferecidas pela União Europeia para ajudar com a crise migratória.

Noureddin Bedoui admitiu em maio passado que nos últimos três anos foram expulsas 27.000 pessoas da Argélia, mas afirma que tudo se passou no “estrito respeito dos direitos humanos“, acusando as organizações de quererem “ferir a imagem” do país.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Pois é a Argélia expulsa as pessoas para o deserto e o governo Português não faz nada é como se nada fosse o dr.Guterres o dr,Sampaio o dr.António Vitorino e muitos mais o que estão a fazer que não vão biscar as pessoas em Albufeira fazem muita falta.

RESPONDER

Mortes nos Comandos. Governo só indemniza famílias se for condenado

O Governo deu ordem para parar as negociações com as famílias dos recrutas que morreram durante o 127.º Curso de Comandos, que decorreu na região de Alcochete, em 2016. Segundo o Jornal de Notícias, o Governo …

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …

Sem Joacine, nova direção do Livre foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos

Este domingo, no segundo dia do IX congresso do Livre, a nova direção do partido foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos (e não conta com a deputada Joacine Katar Moreira). No final …

Juiz pede escusa do caso dos emails por ser adepto do Benfica

O juiz desembargador apresenta vários motivos para pedir escusa do processo, nomeadamente por ser "sócio do Benfica desde 1968". De acordo com o jornal Público, Eduardo Pires, juiz desembargador do Tribunal da Relação do Porto (TRP), …

Afinal, Irão já não vai pedir ajuda para analisar caixas negras do avião

O Irão recuou na intenção de enviar para análise as gravações da caixa negra do avião ucraniano, que abateu acidentalmente na semana passada, para que sejam sujeitas a análises adicionais, revelou a agência noticiosa iraniana. Citado …

Bruno Fialho sucede a Marinho e Pinto na liderança do PDR

Bruno Fialho é o novo presidente do Partido Democrático Republicano (PDR), ao obter 75% dos votos na eleição deste sábado para escolher o sucessor de António Marinho e Pinto, que anunciou o abandono do cargo …

Legislador russo culpa "arma climática" dos EUA pelo inverno quente de Moscovo

Alexei Zhuravlyov, membro da câmara baixa do Parlamento da Rússia (Duma), culpou uma alegada "arma climática" secreta dos Estados Unidos pelas anómalas temperaturas que se fizeram sentir este inverno em Moscovo.  Em declarações à estação de …

Nova espécie de louva-a-deus empala as suas presas como se fossem fondue

O Carrikerella simpira, uma nova espécie de louva-a-deus, caça as suas presas perfurando-as de um lado ao outro com as suas patas em forma de tridente. Cientistas descobriram uma nova espécie de louva-a-deus com uma característica …

Astrónomos descobrem que o fósforo foi gerado na formação de estrelas

Astrónomos descobriram que o fósforo, elemento químico essencial à vida, se constituiu durante a formação de estrelas e sugerem que chegou à Terra através de cometas. Uma equipa de astrónomos detetou monóxido de fósforo na região …