Árbitros admitem boicotar jogos de Serena Williams

Daniel Murphy / EPA

Os árbitros de ténis admitem boicotar os jogos de Serena Williams. A medida surge em protesto à forma como a tenista norte-americana se dirigiu ao árbitro português Carlos Ramos no final do Open dos Estados Unidos.  

De acordo com o The Times, que avançou com a notícia esta terça-feira, alguns árbitros da modalidade já estariam descontentes com a forma como o evento foi organizado este ano e a polémica com Serena Williams terá sido a gota de água.

Os árbitros terão ficado ainda mais descontentes quando quando as posições da Associação de Ténis Feminino (WTA) e da Associação de Ténis Norte-Americana (USTA) vieram a público, dando apoio à tenista norte-americana.

Segundo o jornal britânico, que cita um dirigente de arbitragem sob anonimato, “há um consenso entre os árbitros de que Carlos Ramos foi atirado aos lobos simplesmente por fazer o seu trabalho” e que “os juízes estão a debater se devem ou não tomar uma posição em defesa do seu trabalho”.

Por tudo isto, os árbitros ponderam neste momento a melhor forma de ação para demonstrarem o seu descontentamento e defenderem a sua profissão. A medida que ganha mais peso, aponta o The Times, é o boicote aos jogos de Serena Williams enquanto a tenista não se desculpar pelo seu comportamento.

A polémica com Williams, uma das mais aclamadas e vitoriosas desportistas da sua modalidade, surgiu quando Carlos Ramos a advertiu por receber indicações do treinador que estava na bancada. Furiosa com a advertência, a tenista partiu a raquete acabando por receber outra penalização.

Descontente com a situação, Serena Williams dirigiu-se ao árbitro português: “Estás a ofender o meu caráter e deves-me um pedido de desculpas. És um mentiroso. Nunca mais vais arbitrar um encontro meu na vida. Pede-me desculpa. Tu roubaste-me um ponto e és um ladrão também“.

A linguagem valeu-lhe outro advertência, a terceira, que acabaria por ditar a sua derrota na final do Open. Mais tarde, Serena usou o sexismo como escudo, acusando Carlos Ramos de só a ter advertido por ser mulher.

Toda esta polémica acabou por ofuscar a vitória da japonesa Naomi Osaka, que venceu Serena de forma inquestionável por 6-2 e 6-4.

Nesta segunda-feira, a Federação Internacional de Ténis defendeu a atuação do árbitro Carlos Ramos durante a prova. “Carlos Ramos é um dos árbitros mais experientes e respeitados no ténis. As decisões estavam de acordo com as regras pertinentes e foram reafirmadas com a decisão da organização do US Open em multar Serena Williams pelas três ofensas que fez”, considerou em comunicado.

SA, ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Extrema pouca vergonha e falta de carácter por parte da tenista e das associações que a defendem. Para além do comportamento ofensivo para com o árbitro e da falta de respeito para com a colega é gritante o oportunismo sexista que usa para se justificar.
    Muito baixo!!!

  2. Convém lembrar que existe um contexto milionário por trás do nome “Serena Williams” com poder para fazer surgir muitas opiniões aberrantes, e dar um enorme apoio àquilo que só merece repúdio.
    (Já para não falar num patriotismo doentio)
    Concordo que foi pena o arbitro não ter dado uma admoestação verbal prévia, e assim não existiria qualquer argumento, mas ele não é obrigado a isso e agiu sempre correctamente.
    Só foi lamentável ter-se perdido uma final fantástica, e ver a Serena Williams ser completamente derrotada com uma vitória indiscutível de uma jovem de 20 anos de nome Naomi Osaka, na sua primeira final de um Grand Slam, isto é que não poderia ter acontecido e tudo vale para que o protagonismo seja desviado para onde estão os milhões.

RESPONDER

Santana Lopes desafia Rio e Cristas para coligação contra a "frente esquerda"

Pedro Santana Lopes considera que a única forma de derrotar a aliança de esquerda nas próximas eleições legislativas é formar uma "frente centro-direita" com PSD, CDS e Aliança juntos. Declarações efectuadas pelo presidente do Aliança em …

Igreja católica destruiu documentos sobre abusos sexuais a menores

A igreja católica destruiu os dossiês sobre abusos sexuais perpetrados no seu seio, admitiu este sábado o cardeal alemão Reinhard Marx, um assessor próximo do papa Francisco, falando na cimeira que decorre no Vaticano. Os processos …

Tomás Correia vai impugnar multa de 1,5 milhões do Banco de Portugal

O antigo presidente da Caixa Económica Montepio Geral e atual presidente da Associação Mutualista, Tomás Correia, vai impugnar a multa de 1,5 milhões de euros do Banco de Portugal. A notícia foi avançada pela TSF esta …

"O click foi a ADSE". Marcelo pressionou Costa a negociar, mas Centeno não abre a torneira

Marcelo Rebelo de Sousa puxou os cordelinhos para convencer o primeiro-ministro a negociar com professores e enfermeiros. António Costa só cedeu depois do "click" do "conflito na ADSE". Mas as negociações batem no obstáculo Mário …

Sporting pagou 1,7 milhões a empresa do sogro de Bruno de Carvalho (e 60 mil em brindes)

O presidente do Sporting revelou esta sexta-feira que o clube leonino gastou, em três anos, 1,7 milhões de euros em assuntos de advocacia, valor pago a uma empresa que tem ligações a um ex-sogro de …

Ajuda humanitária em risco. Governo da Venezuela encerra parcialmente fronteira com a Colômbia

O Governo da Venezuela vai encerrar parcialmente a fronteira com a Colômbia perante "as ameaças" contra a sua soberania, a poucas horas da esperada entrada de ajuda humanitária internacional através da cidade de Cúcuta. Numa publicação …

"Um funeral-sequestro". Filho de Arnaldo Matos acusa PCTP/MRPP de raptar corpo do pai

Um dos filhos de Arnaldo Matos, Pedro Matos, acusou este sábado o PCTP/MRPP de ter “montado” um velório e “funeral-sequestro” ao seu pai, recusando participar nas cerimónias fúnebres do político. Numa nota enviada à Lusa, Pedro …

Donativos "escondidos" em Pedrógão são "mentiras orquestradas"

O presidente da Câmara de Pedrogão Grande reagiu à reportagem da TVI, que dava conta de donativos "escondidos" em armazéns na câmara que seriam desviados para familiares ou amigos dos autarcas. Valdemar Alves repudia aquilo …

Adolescente acorda de um coma de quatro dias e descobre que deu à luz sem saber que estava grávida

Uma adolescente desmaiou em casa e foi levada para o hospital, em Oldham, no Reino Unido, depois de uma noite de convulsões. Já internada e num coma que durou quatro dias, os médicos descobriram que …

França pode ter a peça-chave para resolver o mistério do MH370

Peter Foley, especialista em aviação que fez parte da equipa do Departamento de Segurança no Transporte da Austrália nas buscas pelo avião do voo MH370, disse que a chave para revelar o local onde caiu …