Apple, Google e Tesla acusadas de lucrar com trabalho infantil

Microsoft, Tesla, Dell, Apple e Google estão entre as gigantes tecnológicas que estão a ser acusadas de compactuar com fornecedores de cobalto que usavam crianças para trabalhar nas minas na República Democrática do Congo.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, o trabalho de produção de um componente importante para as baterias causaram mortes e ferimentos graves a várias crianças.

O mineral, que é um componente essencial das baterias de lítio utilizadas em smartphones, tablets, computadores portáteis e veículos elétricos, provém maioritariamente (60%) do sudeste da RD Congo e tem vindo a registar uma forte procura nos últimos anos, acompanhando o desenvolvimento da tecnologia.

Este poderá ser um processo com implicações profundas no setor tecnológico mundial, desde logo porque as maiores empresas estão identificadas como clientes de empresas que usavam crianças para trabalhar nas minas.

O processo foi apresentando em Washington DC, nos EUA, pela International Rights Advocates em representação de 14 pais e crianças congolesas. “O boom tecnológico intensificou a procura de cobalto por parte das empresas”, explicou a International Rights Advocates, respresentante das famílias.

Os queixosos argumentam que as crianças estavam a trabalhar ilegalmente em minas de cobalto detidas pela britânica Glencore, que escoa parte da produção para a empresa Umicore que, por sua vez, vende este minério a empresas como as gigantes tecnológicas referidas.

As crianças tentavam fugir à pobreza extrema, trabalhando a troco de um a dois dólares (0,90 a 1,79 euros) por dia nas minas, escavando à procura de pedras de cobalto com ferramentas primitivas dentro de túneis subterrâneos escuros.

“O cobalto é minerado na RD Congo em condições extremamente perigosas”, explicou a associação. Aliás, estas condições de trabalho terão levado à morte e a ferimentos graves em várias crianças, algumas das quais terão ficado paralisadas na sequência de acidentes, como derrocadas nos túneis.

ZAP //

 

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. os 3 pedofilos bem protegidos pelo capitalismo sistema vampiro o tal sistema quando ha lucro e so para as bestas do costume e quando ha prejuizo ai viram logo comunistas e distribui-se o prejuizo pelo povo

    assim funciona o sistema as custas dos do costume

  2. e depois de podres de ricos à custa da desgraça e sofrimento alheio viram filantropos e constroem barracões em África a que chamam escolas. forca com esses escroques todos.

RESPONDER

Portugueses estão menos preocupados com a pandemia, mas apreensivos com a economia

O grau de preocupação com a pandemia diminuiu de 80,9% durante o estado de emergência para 76,2% no estado de calamidade, mas os portugueses estão mais alerta quanto ao impacto na economia, conclui um inquérito …

Nova morte, saqueamentos e protestos. Minneapolis vive caos após homicídio de George Floyd

Um homem foi encontrado morto a tiro, na madrugada de hoje, suspeito de ter sido vítima dos protestos, em Minneapolis, contra a morte de um homem negro sob custódia policial. Durante a noite de quarta-feira, milhares …

Filho de Deeney tem problemas respiratórios. Jogador foi alvo de abusos por recusar treinar

O futebolista Troy Deeney, capitão do Watford, revelou que tem sido alvo de abusos e comentários depreciativos, por ter recusado voltar aos treinos, face aos problemas respiratórios do seu filho. “Vi comentários em relação ao meu …

Parlamento aprova alargamento de apoios a todos os sócios-gerentes afetados pela pandemia

O parlamento aprovou hoje, em votação final global, um texto final que alarga os apoios no âmbito do `layoff´ aos sócios-gerentes das micro e pequenas empresas afetadas pela pandemia covid-19, independentemente do volume de faturação. Com …

Pandemia de covid-19 alimenta corrupção na América Latina

A propagação da Covid-19 na América Latina está a alimentar a corrupção nos vários países que a integram, que vai desde a inflação dos preços a situações de aproveitamento económico e de ligações entre políticos …

Mais de 500 católicos portugueses contra proibição de comunhão na boca

Mais de 500 católicos portugueses, entre leigos e sacerdotes, apelaram à Conferência Episcopal Portuguesa para revogar a proibição de os fiéis receberem a comunhão na boca, por causa da pandemia de covid-19, informou na quarta-feira …

Adeptos recusam devolução dos bilhetes. Bayern distribui dinheiro por clubes amadores

Os adeptos do Bayern renunciaram ao direito de serem reembolsados pelos bilhetes comprados para os jogos até ao final da temporada. O clube decidiu distribuir o dinheiro pelos emblemas amadores da região da Baviera. Tal como …

Trabalhadores acusam TAP de pagar abaixo do salário mínimo a tripulantes em lay-off

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) acusou hoje a TAP de não estar a pagar o previsto na lei do ‘lay-off’, indicando vários casos em que a remuneração é inferior …

Tesla baixa preço de quase todos os modelos nos Estados Unidos

A empresa de carros elétricos Tesla baixou o preço dos Modelos 3, S e X no mercado norte-americano, visando estimular as vendas que estão em declínio durante a pandemia, avança a agência Reuters. O semanário …

Assessor de Boris cometeu infração ao confinamento, conclui polícia

A polícia britânica concluiu que Dominic Cummings, assessor do primeiro-ministro, Boris Johnson, cometeu uma violação "menor" das regras de confinamento introduzidas para combater o novo coronavírus, mas não pretende abrir um processo. Cummings admitiu ter conduzido …