António Guterres abandona cargo na ONU no fim do ano

European Parliament / Flickr

Ex-primeiro-ministro, ex-líder do PS, o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres

Ex-primeiro-ministro, ex-líder do PS, o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres

António Guterres vai abandonar o cargo de Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados no final do ano, quando terminar o seu mandato, sem planos de se recandidatar.

A porta-voz da agência da ONU para os refugiados (ACNUR), Melissa Fleming, confirmou a informação à Reuters. “Ele está de saída. O seu mandato termina no fim de dezembro e ele não se vai recandidatar”.

Guterres, ex-primeiro-ministro e ex-líder do Partido Socialista, foi eleito para o cargo em 15 de Junho de 2005, sucedendo ao holandês Ruud Lubbers, e reeleito cinco anos depois para um segundo mandato.

Em fevereiro, a Assembleia Geral das Nações Unidas prolongou o seu mandato, que terminava em junho, até o final de 2015, após recomendação do próprio secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

A notícia surge numa altura em que a Europa enfrenta a maior crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial. O ex-líder do PS apelou, esta sexta-feira, à distribuição de pelo menos 200 mil refugiados, defendendo a obrigatoriedade de todos os estados-membros deverem participar no programa.

O nome de Guterres tem sido associado a uma eventual candidatura a secretário-geral da Organização das Nações Unidas, além de ser apontado como potencial candidato do Partido Socialista às eleições presidenciais de janeiro de 2016.

Sobre a corrida a Belém, no entanto, Guterres já se tinha pronunciado: “Já me fizeram essa pergunta muitas vezes e eu respondo sempre que não sou candidato a ser candidato. Sempre me interessei pelo serviço público e pretendo continuar a fazê-lo, mas o que gosto mais de fazer é o tipo de função que tenho atualmente, que permite ter uma ação permanente e direta sobre o que se passa no terreno”, afirmou, em abril, à Euronews.

Mas salientou, contudo, que seria “sempre livre de decidir”.

ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Claro que vai abandonar!! Agora este cargo vai dar MUITOOOO TRABALHO, coisa que a gente to PS não sabe o que é. Gostam é de andar a distribuir sorrisos, e cumprimentos, quando toca a trabalho FOGEM…

  2. A liderança serve-se no campo de batalha!…
    O invertebrado põe-se sempre ao fresco quando dele se espera um acto de generosidade, entrega e luta.
    Um país como o nosso – que independentemente dos montantes e das taxas teve que pedir e receber ajuda externa em resultado dos desmandos da canalha xuxa, volta a provar ao mundo que os políticos que por cá são paridos só servem para grunhir e engordar na borda da gamela.
    É um desgosto que cala fundo na alma do genuíno e comum cidadão Português – um ser humano generoso, apóstolo da compaixão e dador de exemplos de inigualável nobreza – que de forma incompreensível e paradoxal nunca se viu nem vê representado por esta escumalha política, enfeitada de gravata e portadora de cartão partidário.
    Esta escumalha política só serve para esbanjar e pedir, dar e servir…. NUNCA!

    • Inteiramente de acordo, meu caro amigo. E alguma solução tem de haver para esta trapaça. Um homem, um grupo de cidadãos, um movimento popular como em 1385? – Não sei, mas é uma questão de tempo…

  3. Os dois senhores que falaram antes de mim não compreendem uma coisa. Ninguém pergunta às crianças à nascensa: “Queres ser do partido X ou queres ser uma pessoa íntegra, trabalhadora e honesta?”
    Em Portugal continua a entender-se a política como se de Futebol se tratasse: O que faz de alguém bom ou mau é estar no Partido A ou B… Quando a verdade é que a unica coisa má mesmo são as máquinas partidárias. Pessoas potencialmente boas ou más, fracas ou fortes, virtuosas ou trafulhas.. Há em todos os partidos. Há que compreender é o caracter de cada indivíduo e a força das suas virtudes para conseguir dizer que não à máfia partidária e mesmo assim ser reconhecido pelo Povo.

    Agora essa ideia romântica de que as pessoas que estão no poder são más e povo é humano e generoso é de uma falta de senso e ausência de reflexão, como eu nunca vi. Os nossos políticos são cidadãos portugueses e nós temos políticos que reflectem exactamanete a mentalidade que temos. A diferença é que sem estar no poder, apenas chateamos a mulher ou o marido… e talvez o gato lá de casa. Mas quando estamos no poder, o nosso Ego e as nossas fraquezas, afectam milhões de pessoas.
    Mas essa ideia fantasista de que o mundo está dividido em bons e maus , e os maus estão no poder… Por favor!.. Santa ingenuidade!..

  4. Meu estimado Guterres… Não te lembras de mim nem o meu nome… Eu sei! Mas queria dizer que passaste todo este tempo a visitar refugiados e perseguidos de guerra mas sempre aparecias de helicóptero, de guardas-costas e a votar “faladora” ao povo, que invariavelmente te não entendia. E, no final do mês, lá tinhas os teus milhares na tua conta bancária provenientes da ONU. Como amigo nunca te vendo nem venderei. Mas dá aos pobres aquilo que reclamaste injustantemnte e eu te serei muito grato.

RESPONDER

PJ afasta "intervenção de terceiros" na morte de diretor do EuroBic

O diretor nacional da PJ disse, esta quinta-feira, que os elementos recolhidos sobre a morte do diretor do private banking do EuroBic, arguido no caso Luanda Leaks, "apontam para que não haja intervenção de terceiros". Questionado …

Carlos Amaral Dias terá ficado retido na ambulância avariada durante uma hora

Os resultados de um inquérito aberto pelo INEM apontam para que Carlos Amaral Dias tenha ficado dentro de uma ambulância avariada durante uma hora. De acordo com o Jornal de Notícias, a equipa da ambulância dos …

Luanda Leaks. Mário Leite Silva renuncia à presidência do Banco de Fomento Angola

O presidente do Conselho de Administração do Banco de Fomento Angola (BFA), Mário Leite Silva, gestor de Isabel dos Santos, renunciou ao cargo, com efeitos a partir de 22 de janeiro. A informação foi transmitida …

Tempestade “Glória” faz pelo menos nove mortos em Espanha

Pelo menos nove pessoas morreram e outras quatro estão dadas como desaparecidas em Espanha na sequência da passagem da tempestade “Glória”, intempérie que atinge o país desde o passado fim de semana. As autoridades confirmaram cinco …

Há um "milagre da multiplicação" dos votos que os deputados querem travar

Todos os partidos concordam: é preciso travar o "milagre da multiplicação" dos votos na Assembleia da República. Estabelecer regras objetivas para o fazer é o mais complicado. Os deputados começaram esta quarta-feira a discutir como “regrar” …

Pensões entre 877 e 2600 euros têm aumento mínimo de 6,14 euros

Os pensionistas que ganham entre 877,6 e os 2558 euros brutos por mês vão ter aumentos acima dos 0,24% que inicialmente se calculou com base na taxa de inflação (sem habitação) apurada até novembro do …

PCP quer travar "ameaça de despejos" no final deste ano

O PCP entregou uma proposta de alteração ao Orçamento do estado para 2020 para manter congeladas as rendas antigas, quando os locatários tenham um rendimento inferior a cinco salários mínimos nacionais. O PCP quer manter congeladas …

CDS/Congresso: Carlos Meira disponível para acordo que vença João Almeida

Carlos Meira, candidato à liderança do CDS-PP, admite estar disponível para se unir a Filipe Lobo d'Ávila e Francisco Rodrigues dos Santos para vencer João Almeida e lutar "contra o sistema". Carlos Meira, militante de Viana …

Manuais gratuitos também no privado e no cooperativo. Iniciativa Liberal quer igualdade na Educação

O Iniciativa Liberal (IL) propôs uma alteração ao Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) na área da educação, que passa por fornecer manuais escolares gratuitos a todos os alunos da escolaridade obrigatória, quer frequentem o ensino …

Bezos lembra que Governo saudita assassinou um jornalista. ONU pede investigação a pirataria

Dois peritos das Nações Unidas dizem que Mohammed Bin Salman acedeu a informações pessoais de Jeff Bezos para tentar influenciar cobertura do The Washington Post sobre a Arábia Saudita. Depois de uma investigação do The Guardian …