António Costa explica Orçamento com mini-vídeos no YouTube

(cv) República Portuguesa / YouTube

O primeiro-ministro decidiu recorrer à Internet para explicar aos portugueses a proposta do Orçamento de Estado para 2016.

Para já estão disponíveis dois vídeos, depois de terem sido publicados este domingo à tarde no Twitter do Governo, mas António Costa já anunciou que ao longo da semana vão surgir ainda mais.

Com cerca de um minuto e meio de duração, os dois fazem parte de uma iniciativa do Governo para explicar aos portugueses a proposta do Orçamento de Estado.

“Quero explicar-lhe pessoalmente a nossa proposta para o Orçamento de Estado para 2016”, diz Costa no primeiro vídeo.

O primeiro-ministro continua a apresentação, classificando este Orçamento como “exigente” mas “responsável” e que consegue “cumprir os objetivos eleitorais” a que se propôs.

Na perspetiva do líder do Partido Socialista, a ideia é que este Orçamento traga ao país três focos essenciais: “mais crescimento, melhor emprego e maior igualdade”.

Costa refere que o Governo já está a tomar medidas para atingir estes objetivos, como é o caso do aumento do salário mínimo, a aceleração da execução dos fundos comunitários e o regresso do Simplex.

O chefe do Executivo garante que a proposta “cria condições para termos mais crescimento e melhor emprego, maior proteção social e permite uma gestão de rigor que diminua o défice e ainda diminua a dívida pública”.

No segundo vídeo, Costa diz novamente que este é um Orçamento “responsável” e “que quer virar a página da austeridade”.

O primeiro-ministro explica que, para isso, quer “fazer as escolhas certas” e dá como exemplo a diminuição do IRS para 99,7% dos portugueses, enquanto que a tributação da Banca para o Fundo de Resolução foi aumentada.

Ainda um outro exemplo dado por António Costa é a redução do IVA da restauração, em contrapartida com o aumento dos impostos especiais sobre o consumo.

“Não queremos que sejam os mesmos a pagar. Queremos que o esforço seja distribuído com justiça e com equidade”, afirma.

Ainda não se sabe quando será publicado o próximo vídeo e se outras figuras do Governo vão aparecer nestes vídeos explicativos.

ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Este é o tipo de “lavagem ao cérebro dos humanos”. Dantes o PCP nos países comunistas colocavam “cassetes” nos locais de trabalho das pessoas, estes novos politicos fazem o mesmo mas através da internet o que os coloca pela n/ casa dentro. Foi este tipo de “lavagem” que o Chavez fez na Venezuela e o que o s/ sucessor continua a fazer. Agora em vez de comunicações ao país pela televisão(como se fazia no tempo do fascismo) temos comunicação pela internet. É muito mais fácil, não tem de se dar a cara aos jornalistas nem aos camara mens. Esta politica de NOJO está a tomar proporções nunca vistas. Os seres humanos p/ estes politicos cada vez representam menos p/ eles, aos poucos estamos a deixar de ser pessoas. é NOJENTO.

    • Cfr. você é o tipo de pessoa pra quem tudo está mal. Aliás n é a 1ª vez q leio comentários feitos por si. Deve ser 1 pessoa muito infeliz e cheia de recalcamentos. Consulte um psicologo

  2. Psicologia política para manter o mora das tropas, o senhor 1º ministro é originário lá daqueles lados do Kim Jong-un talvez esteja a implementar algumas formas eficazes para que não hajam desertores.

  3. O vilão
    Este ” primeiro” está a chamar burros aos portugueses e portuguesas…como ele diz. Ja toda a gente percebeu no que isto vai dar…só estamos à espera da fatura.

  4. O Senhor Primeiro Ministro não precisa de estar preocupado com explicações esfarrapadas sobre as medidas que diz vai tomar com o objectivo de “virar a página da austeridade”.Qualquer cidadão normal da aldeia mais recôndita de Bragança até á mais estival do Algarve tem consciência de que Portugal nas condições exigidas hoje pela TROIKA NUNCA IRÁ PODER PAGAR A DÍVIDA QUE CONTRAIU COM O RESGATE como o Senhor 1º Ministro sabe melhor do que eu.Portugal já pagou em juros mais de metade dos 78 mil milhões de euros que lhe “emprestaram” em 2011 e continua a dever mais do que isso(só em 2016 vai pagar quase 9 mil milhões de juros).
    A teimosia em não renegociar/reestruturar a nossa dívida (aliás como fazem particulares e empresas com a banca) só irá prolongar o inevitável-um 2ºresgate a curto prazo.E o país continuará parado.O ESTADO não faz uma obra pública desde 2012, e nem sequer acaba as que o Sócrates começou, !!!O que tem feito são remendos vergonhosos.Sem este arranque de obras não haverá dinamização do mercado de trabalho.É uma pena que os portugueses que tanto se queixam de falta de trabalho não arregaçarem as mangas e pôr as terras abandonadas a produzir.Portanto se quer dar futuro a Portugal tome medidas que dinamizem a economia e evite a tentação fácil de arranjar dinheiro aumentando sempre impostos sejam eles quais forem.
    NOTA-a todos os comentadores gostava que não se escondessem no pseudónimo quando fazem os seus justos e necessários comentários

  5. Este 1º Ministro brinca com a direitalha, quando eles pensam que ele vai já ele vem de volta. a direitalha pensava que tinha as televisões na mão e Ele aparece no you tube, twiter etc. tão a ser muito bem comidos. espertos são os cães que caçam coelhos este Sr. 1º Ministro é muito inteligente.

RESPONDER

"Não acredito que cumpra as nossas leis". Trump diz que voto por correspondência é "inapropriado"

O Presidente dos Estados Unidos (EUA) disse que é "inapropriado" os estados levarem vários dias a contar os votos por correspondência, defendendo que o vencedor deve ser declarado na noite das eleições. "Seria muito, muito apropriado …

Reservas de sangue O+ e A+ com níveis críticos. Federação apela à dádiva

A Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) alertou, esta terça-feira, que as reservas nacionais estão com níveis críticos dos tipos O+ e A+, apelando aos portugueses para darem sangue. Em comunicado, a FEPODABES refere …

Madeira quer visitantes infetados a ajudar nas despesas da estadia. "É aquilo que é justo"

O presidente do Governo madeirense anunciou esta terça-feira que decorrem diligências para encontrar mais uma unidade hoteleira para acolher doentes com covid-19, defendendo que os visitantes infetados devem ajudar a custear as despesas da sua …

Filhos de pais separados não podem circular entre concelhos no fim-de-semana

Os filhos de pais separados não poderão deslocar-se entre concelhos para efetuar trocas de residência entre os progenitores entre 30 de outubro a 3 de novembro, o próximo fim-de-semana que abrange o Dia de Todos …

Receita fiscal cai 2.822,7 milhões arrastada pela quebra do IVA e IRC

A receita fiscal do subsetor Estado registou uma redução de 2.822,7 milhões de euros até setembro, recuando 8,3% face ao mesmo período de 2019, refletindo os efeitos da pandemia, segundo a Síntese de Execução Orçamental. “No …

Novo Banco põe à venda carteiras de malparado (e têm nomes de jogadores de râguebi)

Depois de ter cancelado o projeto “Nata 3”, com crédito malparado no valor de 1,2 mil milhões de euros, o Novo Banco prepara agora a venda de carteiras de dimensões mais reduzidas. A revelação foi feita …

"Racismo cultural". Com França e Turquia em rota de colisão, Charlie Hebdo publica caricatura de Erdogan

Numa altura em que França e Turquia estão em rota de colisão, a publicação satírica Charlie Hebdo colocou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan na capa a levantar as vestes de uma mulher. De acordo com …

Rui Pinto responde a Júdice: "Lidou durante décadas com ladrões e nunca se queixou"

O pirata informático respondeu, esta terça-feira, através do Twitter, às críticas do antigo sócio fundador da sociedade de advogados PLMJ que, em tribunal, lhe chamou "ladrão". Esta terça-feira, na 17.ª sessão do julgamento sobre o processo …

Leopoldo López admite que nunca quis fugir (e promete regressar para "libertar" a Venezuela)

O líder da oposição venezuelana Leopoldo López disse esta terça-feira, em Madrid, na primeira conferência de imprensa depois de ter saído do seu país, que nunca o quis deixar e que a intenção é "regressar …

É "tempo de unidade". Ex-ministro da Saúde apela a Marta Temido para deixar "retórica ideológica"

O ex-ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes afirmou esta terça-feira que é "tempo de unidade no país" e é preciso "falar verdade" quanto à pandemia da covid-19, considerando que um novo confinamento generalizado "seria devastador". Adalberto …