Antigo líder da JSD desfilia-se por estar descontente com falta de democracia interna

PSD / Flickr

Primeiro dia do XXXV Congresso Nacional do PSD

Jorge Nuno Sá esteve à frente da Juventude Social Democrata entre 2002 e 2005. Na terça-feira pediu a desfiliação partidária, definindo o PSD como um “barco à deriva” e um partido onde “há racistas”.

O antigo líder da JSD denuncia que “há racistas” no partido e que centenas de candidatos autárquicos do partido em Lisboa foram escolhidos à margem dos estatutos. Para Jorge Nuno de Sá, a gota de água foi nada ter acontecido quando André Ventura defendeu o regresso da pena de morte.

Por isso, na terça-feira, Jorge solicitou a desfiliação partidária. Na carta que enviou a Passos Coelho, na qual explica as razões da saída, o conselheiro nacional demissionário denuncia a falta de democracia interna no partido.

“Ou estamos alinhados com uma espécie de poder informal instituído que comanda o partido ou nada podemos”. Jorge Nuno Sá acrescenta ainda: “Não gosto, mas admito que haja pessoas racistas no meu partido, desde que as possa combater. Não me deixo perturbar muito com as declarações sexistas de Abreu Amorim, além de caracterizarem mais o próprio do que outrem, desde que as possa contrariar”.

O ex-líder da JSD diz ainda que foi ultrapassada “a última das linhas vermelhas” a partir do momento em que “um qualquer candidato do PSD – referindo-se a André Ventura – equaciona a reintrodução da pena de morte, e nada acontece. Aí é o fim da linha.”

Além disso, Jorge Nuno Sá denuncia ainda o desrespeito pelos estatutos no caso de Lisboa. “Das centenas de candidatos que o PSD apresenta em Lisboa apenas cinco cumpriram os requisitos estatutários”. O ex-líder da “jota” refere-se a Teresa Leal Coelho, candidata à autarquia, e aos restantes quatro presidentes de junta que se recandidatam. “Foram os únicos 5 que eu enquanto militante me pude pronunciar e fi-lo”.

Logo no início da carta, o conselheiro nacional eleito no último congresso lembra a Passos que esta é “a carta que não queria escrever“, lembrando que tem “um quarto de século de militância, o que para alguém que acabou de completar 40 anos é mais de metade da vida”.

“O problema não é apenas o PSD ser neste momento um barco à deriva, e eventualmente afundar, já perdi e já me afundei junto daqueles em que acredito e convictamente defendo, para depois me reerguer e construir algo de novo. O problema é essa deriva levar-me a um porto para o qual eu não quero ir e nada poder fazer, pois não tenho garantias nem instrumentos aos quais recorrer”, explica.

O ex-líder da JSD despede-se do partido 25 anos depois: “O PSD tem feito escolhas e opções que eu não gosto, não quero, não subscrevo, e ao mesmo tempo retirou-me os instrumentos que eu tinha para os contestar e combater. Assim Não! Os nossos caminhos separam-se aqui, deixei de acreditar“.

ZAP //

2 COMENTÁRIOS

  1. Enquanto o PSD estiver refém de mafiosos como o Marco António e amigos, é natural que os militantes mais sérios sintam falta de democracia!…
    É urgente uma limpeza de mafiosos e de palermas dentro do PSD a bem do próprio partido e da democracia nacional.

  2. Eu que sempre achei que este Sr. era um “Bétinho” e só queria era subir no PSD. Agora vejo que afinal não
    assim.Peço desculpa pelo juízo formado. E sim acho que ele teve t…..tes para enfrentar aqueles lambe botas que reinam no Partido, tais como LMontenegro,Marco Antonio.
    Haja alguém que faça ver a PCoelho que ele já era…E não tem outra coisa a fazer se não deixar a politica.
    Deixar-se de aquando entrevistado mostrar aquele sorriso de sarcasmo e de parvalhão que tem mostrado.

RESPONDER

Catalunha aplaude referendo curdo. Erdogan pode fazê-los "passar fome"

Os curdos iraquianos votaram esta segunda-feira de forma massiva no referendo sobre a sua independência, mas esta possibilidade alimentada há um século arrisca provocar uma escalada nas tensões regionais. O parlamento em Bagdade, na presença dos …

Enfermeiros exigem aumento mínimo de 400 euros. Ministro da Saúde considera "incomportável"

Os enfermeiros podem voltar à greve a 16 de outubro caso o Governo não satisfaça um conjunto de reivindicações esta terça-feira entregues à tutela e que incluem um aumento mínimo de 400 euros para todos …

João Lourenço põe Portugal fora da lista dos principais parceiros

O novo Presidente angolano, João Lourenço, excluiu esta terça-feira Portugal da lista de principais parceiros, no seu discurso de tomada de posse, sublinhando que Angola considerará todos que "respeitem" a soberania nacional. A posição foi assumida …

MP desvalorizou indícios de maus tratos contra menino que morreu na Guarda

A mãe da criança de 7 anos que morreu no sábado, na Guarda, depois de cair de um terceiro andar, está acusada dos crimes de violência doméstica e de exposição ou abandono. O alerta dado …

Casa do presidente da Câmara de Lisboa também vai ser alojamento local

"É tão absurdo como Marcelo Rebelo de Sousa concessionar o Palácio de Belém para um hotel de charme." A crítica é do candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal de Lisboa, Ricardo Robles, sobre …

Marcelo Rebelo de Sousa assobiado na tomada de posse de João Lourenço

João Lourenço, de 63 anos, foi esta terça-feira investido, pelas 12:15, no cargo de Presidente da República de Angola, o terceiro que o país conhece desde a independência, em novembro de 1975. Marcelo Rebelo de …

Centeno e Governador do Banco de Portugal à beira da ruptura

As declarações do Governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, sobre as "tentações" do Governo de reduzir a independência dos bancos centrais, caíram mal no seio das Finanças que exigem a Governador que se "retrate". "A …

Fraude massiva com medicamentos potencialmente letais leva centenas à prisão

123 países estiveram envolvidos na operação Pangea X, uma ação a nível internacional coordenada pela Interpol que pretendia combater medicamentos falsificados e os perigos associados à compra de medicamentos pela internet. No âmbito da operação Pangea …

Quase 60 mil pessoas retiradas devido a "erupção iminente" de vulcão em Bali

Mais de 57 mil pessoas fugiram das zonas em torno do vulcão de Monte Agung, na ilha indonésia de Bali, perante registo de atividade sísmica sem precedentes no local. O centro de vulcanologia da ilha …

Governo alarga concurso de regularização da função pública a precários em tempo parcial

Os trabalhadores do Estado em tempo parcial vão poder participar nos concursos para integração de precários. A proposta do PS vai ao encontro do que defendem o BE e o PCP e é votada na …