Antiga fábrica de sabão demolida por perigo para saúde pública

Steve Johnson / Flickr

-

A antiga fábrica de sabões do Porto, que constituía um dos principais focos de tráfico e consumo de droga da cidade, começou hoje a ser demolida devido à degradação do prédio e perigo para a saúde pública.

As máquinas de demolição iniciaram os trabalhos por volta das 07h40 horas, depois de uma brigada cinotécnica da PSP ter verificado se estavam pessoas no edifício.

Os edifícios da fábrica, que no passado produziu sabão e mais tarde dedicou-se à transformação de metais, é propriedade privada e encontra-se sem qualquer atividade há mais de 10 anos.

Nos últimos anos, o local, que está num estado de grande degradação, tem sido um dos principais locais de tráfico e consumo de drogas da cidade do Porto, sendo ainda ilegalmente habitado por 15 pessoas, além de constituir um foco de prostituição.

Segundo avançou a Câmara do Porto, o edifício apresentava ainda diversos riscos para a saúde pública, desde logo, pela existência de grandes quantidades de amianto, proveniente do isolamento e das coberturas dos edifícios em fibrocimento, e que se encontra espalhado praticamente por todo o perímetro do terreno.

A habitação ilegal por 15 pessoas, a prostituição e o consumo de drogas levantava também o risco de problemas de saúde pública, com a existência de focos de tuberculose e outras doenças infeciosas, acrescentou.

Antes de iniciar o processo de demolição, a Câmara do Porto esteve no local para aplicar um plano social de ajuda às pessoas que ali viviam, tendo contado com o apoio de diversas entidades como juntas de freguesia, da Administração Regional de Saúde, do Centro Distrital de Segurança Social do Porto, Polícia Municipal, do batalhão de sapadores bombeiros e da Proteção Civil.

No âmbito deste processo, os serviços sociais propuseram alojamento aos habitantes regulares do local mas apenas três aceitaram essa ajuda.

A retirada de pessoas do local foi dada como concluída na passada sexta-feira e, desde essa altura, a Polícia Municipal tem-se mantido presente no sentido de impedir a reocupação das instalações.

A decisão política de avançar com a demolição da antiga fábrica do sabão foi tomada por Rui Moreira pouco tempo depois de ter tomado posse. Na sequência da decisão, e segundo a autarquia, os proprietários foram formalmente contactados no sentido de garantirem a segurança e salubridade pública da sua propriedade.

A câmara não obteve, no entanto, qualquer resposta nem foram tomadas quaisquer medidas, tendo tomado posse administrativa do terreno e avançado com a decisão de demolir a fábrica.

O processo de demolição de todos os edifícios da fábrica deverá ficar concluído no prazo de uma semana.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque alerta que só terá material médico até 5 de abril

O presidente da câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio, alertou esta sexta-feira que a cidade apenas tem material médico até 5 de abril, lembrando que a 'Big Apple' é atualmente o epicentro do novo …

Cientistas determinaram como é que o cérebro controla a voz dos morcegos

Segundo um recente estudo levado a cabo por biólogos da Universidade de Frankfurt, é um circuito neuronal específico no cérebro dos morcegos que controla as suas vozes. Os morcegos são conhecidos pelo seu exímio sentido de …

Detetadas outras nove misteriosas rajadas rápidas de rádio que se repetem

Foram detetadas nove outras Rajadas Rápidas de Rádio (FRB) que se repetem entre as 700 já identificadas desde outubro de 2018 pelo projeto científico CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment), que se baseia num telescópio localizado …

"Não é completamente de loucos" pensar que há vida em Mercúrio

Há a possibilidade, ainda que pequena, de que Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, possa abrigar vida, concluiu uma nova investigação. "É possível que, enquanto houver água, as temperaturas [no planeta] sejam apropriadas para …

O porta-aviões mais avançado do mundo tem um problema inesperado nas suas casas de banho

O porta-aviões de propulsão nuclear USS Gerald R. Ford, o mais avançado da Marinha dos Estados Unidos, tem um problemas nas suas casas de banho, que precisam de ser lavadas com ácido regularmente. De acordo com …

Retirada dos ricos, colapso dos transportes e medo do contacto. As cidades no pós-pandemia

Mesmo depois de a pandemia do novo coronavírus diminuir e voltar a ser seguro estar com outras pessoas, a sociedade pode nunca mais ser a mesma. A atual pandemia de Covid-19 está a mudar rapidamente a …

"Quando a Alemanha disser que há eurobonds, os holandeses vão pastar para outras paragens"

Ana Gomes mostrou-se satisfeita com a atuação de António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa durante esta pandemia. A ex-eurodeputada deixou ainda duras críticas aos holandeses, que diz irem pastar para outras paragens quando os …

Coreia do Norte diz não ter casos de covid-19 (mas terá pedido ajuda secretamente)

Apesar de negar ter casos de infeção por covid-19, o novo coronavírus oriundo da China, a Coreia do Norte terá discretamente solicitado ajuda a outros países no combate da doença. As autoridades do país asiático terão …

Seguranças chineses usam óculos inteligentes que detetam pessoas com febre

Os seguranças do Parque Hongyuan, em Hangzhou, na China, conseguem detetar a temperatura corporal de todos os visitantes à distância de até um metro. Como? Graças a uns óculos inteligentes. De acordo com o jornal South …

"O cisne negro de todos os cisnes negros". Vírus é global, mas Portugal e Itália serão mais prejudicados

A grande pandemia motivada pelo coronavírus vai ser económica, consideram especialistas que acreditam que no pós Covid-19, o mundo mudará de forma significativa em várias áreas. Certo é que a crise económica vai afectar os …