Anonymous ameaça derrubar governo do Camboja após detenção de dois membros

JacobDavis / Flickr

O grupo de hacktivistas Anonymous ameaçou o Governo do Camboja com ataques informáticos após a detenção de dois membros do grupo que terão pirateado portais oficiais, informa hoje a imprensa local.

“Todos os Anonymous do mundo juntar-se-ão a nós para derrubar o Governo do Camboja. Não esquecemos nem perdoamos quem deteve os nossos companheiros”, advertiu o grupo internacional na sua página no Facebook.

Tha Bun King Mongkolpanha, aliás “Black Cyber“, e Cho Sengheng, aliás “Zoro“, ambos de 21 anos e estudantes de uma universidade privada de Phnom Penh, foram detidos a 07 de abril, após uma investigação conjunta da polícia local e do FBI norte-americano.

As detenções ocorreram ao fim de oito meses de investigação, iniciada depois de vários organismos oficiais terem denunciado ataques contra os seus portais na Internet.

Contra os dois jovens, que se encontram em prisão preventiva, pendem três acusações relacionadas com pirataria informática, as quais podem resultar numa pena de um mês a dois anos de prisão.

“Apenas prenderam dois de nós. Isso não nos vai parar, mas antes fortalecer-nos”, frisou o Anonymous.

Segundo a polícia cambojana, mais de 30 portais de instituições públicas e privadas foram alvo de ataques do Anonymous, incluindo o da Comissão Nacional Eleitoral, da Unidade Anticorrupção, do Ministério dos Negócios Estrangeiros ou do serviço de imprensa do Conselho de Ministros.

Os ativistas iniciaram a sua campanha de ataques informáticos numa altura que coincidiu com as manifestações convocadas pela oposição para denunciar a alegada fraude nas eleições de julho do ano passado e a repressão violenta dos protestos por parte das autoridades.

O Governo cambojano prepara a sua primeira lei de combate à criminalidade informática, cuja proposta foi criticada pelos grupos de defesa dos direitos humanos e activistas por considerarem que visa silenciar as críticas por parte dos opositores.

ZAP/Lusa