Vivia nos Pirinéus e foi o único animal que se extinguiu duas vezes

A cabra-montesa, ou Pyrenean ibex, foi a primeira espécie animal arrancada à extinção – e a primeira a extinguir-se duas vezes.

Durante séculos, a cabra-montesa, também conhecida como bucardo, viveu nos Pirinéus, a cordilheira que faz fronteira natural entre Espanha e França. Apesar de sobreviver a diferentes predadores, este animal adornado com grandes cornos encaracolados não resistiu às ações do ser humano.

Desde meados do século XIX, os seus cornos converteram este ruminante num atrativo alvo para os caçadores e, pela metade do século XX, os seus ossos eram mais facilmente encontrados em paredes do que ao ar livre.

Segundo a IFL Science, ao longo da década de 80 foram realizados intensos esforços de reprodução, mas foram insuficientes e era já demasiado tarde. Em 1997, só restava viva a cabra-montesa Celia, mas, ao fim de três anos, também esta acabou por morrer, esmagada por uma árvore no Parque Nacional de Ordesa, em Aragão, Espanha.

Tudo parecia estar perdido, mas não foi exactamente isso que aconteceu. Dez meses antes de Célia morrer, Alberto Fernández-Arias, o veterinário espanhol que a tinha capturado, tinha recolhido amostras das suas células, que foram cultivadas em laboratório e congeladas.

Na altura, pensava-se ainda que a clonagem de mamíferos era impossível, mas o aparecimento da ovelha Dolly em 1996 “mudou tudo”, explicou o veterinário. Então, uma equipa hispânico-francesa de cientistas dirigida por José Folch começou a trabalhar com essas células.

Seguindo o mesmo processo, os especialistas injetaram ADN do animal em óvulos de cabras comuns sem núcleo e implantaram embriões em 57 desses animais. No entanto, apenas sete ficaram grávidas.

Contra todas as probabilidades, em 2003, uma destas cabras conseguiu levar a gestação até ao fim, pariu uma cria, e parecia que a humanidade tinha derrotado a extinção, ainda que apenas durante um período muito breve.

“Quando peguei no animal com as minhas mãos, soube que sofria de dificuldades respiratórias. Tínhamos preparado oxigénio e medicamentos especiais, mas o animal não respirava de forma adequada. Ao fim de sete ou 10 minutos, morreu“, relatou Alberto Fernández-Arias.

A história só se tornou conhecida em 2009, quando o jornal Theriogenology publicou o estudo científico. Por essa altura, o financiamento do projeto tinha acabado, forçando muitos dos investigadores a abandonarem-no.

E com a morte do último exemplar de Pyrenean ibex, a cabra-montesa extinguiu-se de novo, tornando-se a primeira espécie a fazê-lo duas vezes.

ZAP ZAP // IFLS

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E nós “Humanos” continuamos a matar aquilo que a natureza nos dá e privilegia de vêr e “nós” não damos valor nenhum! Um dia vamo-nos arrepender e será tarde. Pena é que eu vou pagar pelo que estes caçadores de ….andam a fazer. Matava-vos a todos é o que era!

RESPONDER

Juventus: FC Porto deverá ter Dybala pela frente (durante 30 minutos)

Uma das figuras do campeão italiano pode reduzir a lista longa de lesionados no plantel. E o regresso deverá acontecer contra o campeão português. Paulo Dybala continua fora dos jogos da Juventus mas há uma data …

A Via Láctea pode estar cheia de "Terras" (com oceanos e continentes)

Uma equipa de investigadores da Universidade da Dinamarca acredita que a Via Láctea pode estar cheia de planetas semelhantes à Terra, com oceanos e continentes. Há muito tempo que os astrónomos vasculham o vasto Universo na …

Podem as leis da Física refutar a existência de Deus?

Se existe um Deus que criou todo o universo e todas as leis da Física, Deus segue as suas próprias leis? Ou pode Deus substituir as suas leis, como viajar mais rápido do que a …

Covid-19. Perda de olfato e paladar pode durar até cinco meses

A perda dos sentidos do olfato e do paladar pode durar até cinco meses depois da infeção por covid-19, segundo um estudo preliminar dado a conhecer esta terça-feira, sendo os resultados definitivos apresentados em abril, …

Na Florida, duas mulheres disfarçaram-se de idosas para serem vacinadas contra a covid-19

Na Florida, duas mulheres disfarçaram-se de idosas para conseguirem receber a segunda dose da vacina contra a covid-19, mas foram "apanhadas". De acordo com a CBS News, duas mulheres foram "apanhadas" a tentar obter as segundas …

O Rei Leão. Teoria que nasceu no TikTok sugere que Mufasa foi vítima de canibalismo

Christian Jones, um fã do filme de animação O Rei Leão, partilhou no TikTok uma teoria intrigante sobre a história da Disney. No filme O Rei Leão, o leão patriarca Mufasa é assassinado e substituído pelo seu …

Gérard Depardieu indiciado por violação e agressão sexual

Gérard Depardieu foi acusado de "violação" e "agressão sexual" de uma jovem atriz e bailarina em Paris, atos que terão ocorrido nos dias 7 e 13 de agosto de 2018. O ator francês Gérard Depardieu foi …

Uma experiência artística imersiva. Abriu em Las Vegas um supermercado psicadélico

A mercearia mais excecional dos Estados Unidos já abriu. O Omega Mart baseia-se numa experiência artística imersiva, criada pela empresa de artes e entretenimento Meow Wolf, e está agora oficialmente aberto no complexo de artes …

A imensa erupção do Etna surpreendeu até quem estuda vulcões

Há mais de uma semana que o vulcão Etna tem vindo a expelir lava, cinzas e rochas vulcânicas. Aquele que é considerado o vulcão mais ativo da Europa foi o protagonista dos últimos dias na …

Fotógrafo descobre raro pinguim amarelo na Geórgia do Sul

O pinguim amarelo foi fotografado na Geórgia do Sul, em dezembro de 2019, e as fotografias do animal estão agora a correr o mundo. Especialistas estão divididos sobre a causa desta condição rara. Este raro pinguim …