Angola troca (outra vez) Portugal por Espanha

Manuel de Almeida / Lusa

O presidente de Angola, João Lourenço. Ao fundo, a figura de José Eduardo dos Santos

Angola cancelou a sua presença numa cimeira empresarial luso-angolana, marcada para este mês em Lisboa, para dar prioridade à visita de Mariano Rajoy em Luanda.

Segundo o Expresso, Angola não vai participar na cimeira empresarial luso-angolana, que estava agendada para dia 27 deste mês em Lisboa, para receber o presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy. A cimeira empresarial ficou assim adiada.

A SIC Notícias, que cita a notícia do semanário, explica que depois de ter garantido a presença de um governante na conferência, o Presidente João Lourenço já tinha optado por circunscrever a representação angolana à presença simbólica do embaixador em Portugal, que nem sequer estaria mandatado para fazer qualquer intervenção.

Fonte do Executivo angolano adiantou ao semanário que se trata “um novo sinal político de endurecimento nas relações com Lisboa”, uma decisão que pode ser associada devido aos avanços da Operação Fizz, que acusa o ex-vice-presidente angolano de corrupção.

Em causa está o facto de o ex-procurador Orlando Figueira, ter deixado, em 2012, o Ministério Público para ir trabalhar para o banco BCP, com capital acionista angolano, e para o Banco Privado Atlântico. Para os investigadores, os empregos eram fictícios, servindo apenas de alibi para o pagamento de luvas em troca do arquivamento de uma investigação a Manuel Vicente. Ao todo, o arguido recebeu 760 mil euros pelos favores.

Em fevereiro, o Expresso também já tinha avançado uma “troca de Portugal por Espanha”, com o Governo angolano a parecer dar prioridade às visitas de Mariano Rajoy, Emmanuel Macron e Sergey Lavrov nos próximos seis meses, não havendo lugar para as visitas de Marcelo Rebelo de Sousa ou de António Costa.

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E eu com isso?….. Espanha virá cá comprar para vender a eles. Os Angolanos nitidamente preferem os produtos e serviços Portugueses, falam e têm os hábitos Portugueses, e não os de Espanha. Deixas-os ir,… deixas-os pousar. Vamos viver novamente o caso de Moçambique / Suécia. Passaram a comprar
    (muito mais caro, está claro) os produtos Portugueses aos Suecos. Durou pouco,.. quando viram que estavam a alimentar os Suecos com camarão e cajú ao preço da chuva,.. em pouco tempo lhes doeu. E a consequencia, até que voltassem,… foi o aumento de transacções PORTUGUESAS com a Suecia e com a Africa do Sul, (por sinal muito melhores pagadores) e de tabela a divulgação de muitos dos nossos produtos que continuam a ser exportados para lá.., até o camarão diga-se de passagem, passou a vir de Madagáscar, com muito melhor qualidade, e passamos com admiração, a exportar uns contentores de água mineral para lá. (Não para consumo de Madagascar, esta claro.)
    De igual modo veremos em pouco tempo, (e até os Angolanos compreenderem os volumosos impostos e custos que lhes cobrará Madrid) os capitais Angolanos regressar a Portugal via Espanha. Ou acreditam que os Banqueiros de ” nuestra hermana ” vão deixar sobreviver um Banco Angolano para guardar as fugas? Sem cobrar nada??? ( Não me façam rir !!!!). Acham que Espanha vai vender aos Angolanos as grandes Empresas ao preço da uva mijona? Ou que lhes vão vender o Algarve e o Estoril ao desbarato? Os meninos e as meninas de Angola vão estudar em Espanhol ? Com vivenda e chauffer???… não brinquem com coisas sérias…
    A vida, com o decorrer do tempo vai dando lições a todos nós, inclusivê aos Portugueses e aos Angolanos, e esta situação vai obrigar particularmente os nossos empresarios a não dormir à sombra da bananeira, isto é.. à consequente procura de outros mercados, nem mesmo que a título provisório, mas que cá ficarão. Esperemos…!

RESPONDER

Não há democracia na Coreia do Norte? "É uma opinião", diz Jerónimo

Jerónimo de Sousa evitou classificar o regime de Kim Jong-un em termos "de ser ou não ser" uma democracia. A Coreia do Norte é ou não uma democracia? "É uma opinião", respondeu Jerónimo de Sousa. Numa …

Afinal, o esparguete à bolonhesa não existe

Quando se trata de refeições italianas clássicas, a maioria das pessoas pensa em pratos simples como uma pizza Margherita, lasanha e esparguete à bolonhesa. Contudo, segundo Virginio Merola, presidente de Bolonha, em Itália, o esparguete à bolonhesa …

Javalis tomaram o lugar dos coelhos. "Muitos animais estão doentes"

Para já, não há perigo de saúde pública, mas os javalis carregam doenças que podem passar a outros animais. Se antes se matavam mil coelhos, abatem-se agora 10 javalis. Jacinto Amaro, presidente da Fencaça - Federação …

Maduro prepara reestruturação do Governo venezuelano

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu aos ministros do seu Governo que ponham os seus cargos à disposição, a fim de impulsionar uma "reestruturação profunda" do Executivo. O anúncio foi feito este domingo através do …

"Cojones" de Ronaldo valem-lhe processo disciplinar da UEFA

A UEFA abriu um processo disciplinar a Cristiano Ronaldo pelo seu festejo na vitória por 3-0 frente ao Atlético Madrid. O gesto ousado do português após marcar o terceiro golo na partida foi uma resposta …

Olimpíadas de Tóquio terão robôs a ajudar pessoas em cadeira de rodas

As Olimpíadas de Tóquio, que decorrem em 2020, podem vir a ficar conhecidas como os "Jogos dos Robôs", devido aos robôs que serão usados ​​no novo Estádio Nacional para ajudar os apoiantes em cadeiras de …

Banco de Portugal quer obrigar bancos a reduzir custos de transferências imediatas

O Banco de Portugal quer que a banca implemente práticas que reduzam o preço das transferências imediatas, de forma a aumentar a sua adoção. Estas são transações monetárias de uma conta para outra, efetuadas num …

Holanda investiga morte de milhares de doentes mentais na II Guerra Mundial

A Holanda vai investigar as circunstâncias em que milhares de pessoas com incapacidades e doenças mentais morreram nos hospitais psiquiátricos do país na II Guerra Mundial, um número que é desconhecido, divulgou a imprensa local. "Não …

Roubo, sequestro e violação. PJ descortinou 210 crimes inventados nos últimos cinco anos

Nos últimos cinco anos, a Polícia Judiciária descortinou que 210 investigações lançadas após denúncias de alegados lesados eram, na verdade, invenções. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia, os delitos mais …

Número de mortos pela passagem do ciclone Idai por África aumentou para 200

O número de vítimas mortais devido à passagem do ciclone Idai por Moçambique, Zimbabué e Malaui subiu para 200, de acordo com dados divulgados este domingo pela Organização das Nações Unidas (ONU). No Zimbabué, o número …