Angola enviou carta aos embaixadores da CPLP sobre processo de Manuel Vicente

Amanda Lucidon, WHite House / Flickr

Manuel Vicente, ex-vice-presidente de Angola

Angola enviou uma carta a todos os embaixadores da CPLP a questionar a investigação a Manuel Vicente. O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse que a carta “não tem a ver” com o mandado de detenção do ex-vice-Presidente angolano.

Esta quarta-feira, o ministro das Relações Exteriores angolano entregou uma carta ao embaixador de Portugal em Luanda, para o seu homólogo português Augusto Santos Silva, sobre o processo que envolve Manuel Vicente.

Fonte ligada ao processo avançou à Lusa que a carta tem a ver com a posição de Angola sobre o caso judicial ligado ao ex-vice-Presidente de Angola, que decorre em Portugal, e foi igualmente entregue a todos os embaixadores dos Estados-membros da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP).

João Caetano da Silva, embaixador de Portugal em Luanda, não quis prestar declarações à saída de uma audiência no Ministério das Relações Exteriores de Angola.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, afirmou esta quarta-feira que a carta enviada pelo Governo angolano a todos os embaixadores da CPLP não está relacionada com o mandado de detenção de Manuel Vicente.

“A carta não tem a ver com o mandado de detenção que foi emitido pelas autoridades judiciais portuguesas”, disse o ministro aos jornalistas, segundo o jornal i.

Santos Silva adiantou que “a nota verbal do Governo angolano é mais um desenvolvimento nos contactos que temos tido a propósito das repercussões do processo” que envolve o ex-vice-Presidente de Angola, Manuel Vicente.

O ministro frisou ainda que existem acordos judiciários bilaterais com Angola, para além daqueles que estão estabelecidos no âmbito da CPLP. “Angola teve a gentileza de remeter a Portugal informação sobre o seu ponto de vista em relação à aplicação dos acordos judiciários quer bilateral quer multilateral”, explicou.

Augusto Santos Silva não detalhou o conteúdo da carta e pediu que “não se dê mais importância às coisas do que aquela que têm. Só provam que o canal diplomático entre Portugal e Angola e Angola e Portugal está a funcionar na perfeição“.

Manuel Vicente é acusado de ter corrompido Orlando Figueira, no processo Operação Fizz, com o pagamento de 760 mil euros, para o arquivamento de dois inquéritos, um deles o caso Portmill. O julgamento do caso começou em Lisboa, mas a Justiça portuguesa não conseguiu notificar Manuel Vicente e separou o seu processo.

Esta carta surge depois de o ex-vice-Presidente de Angola ter enviado uma carta ao procurador-geral angolano a pedir a transferência do processo para aquele país.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Augusto Inácio (de) novo diretor-geral do Sporting

O Sporting anunciou hoje, através de um comunicado, que o novo diretor-geral de futebol é Augusto Inácio, que regressa assim aos «leões» para substituir André Geraldes. No mesmo comunicado, pode ler-se que o presidente do Sporting, …

Morreu Júlio Pomar

O pintor e artista plástico português Júlio Pomar faleceu esta terça-feira, no Hospital da Luz, em Lisboa. Tinha 92 anos. O artista plástico português faleceu esta terça-feira, aos 92 anos, em Lisboa. O pintor modernista é …

Jovem britânico em fuga responde à polícia no Facebook (e é detido)

A polícia de West Yorkshire, no Reino Unido, fez um apelo no Facebook a pedir informações sobre o paradeiro de um jovem. O próprio desaparecido respondeu ao apelo e foi detido. No texto publicado na rede …

Casa de 600 mil euros pode custar liderança do Podemos a Pablo Iglesias

O líder do Podemos e a companheira, porta-voz do partido, poderão renunciar aos seus cargos de deputados devido à polémica compra de uma vivenda de 600 mil euros. Segundo o Diário de Notícias, o líder do …

Sim, há igrejas para ateus. E são cada vez mais

O declínio constante da religião no mundo ocidental está atualmente a rever-se no crescimento das chamadas igrejas ateístas. De acordo com o Pew Research Center, os "religiosamente não filiados" são agora o segundo maior grupo religioso …

Mais de 80% dos doentes sem acesso a cuidados paliativos

Entre 69 a 82% dos doentes que morrem em Portugal necessitam de cuidados paliativos, mas mais de 80% não os têm porque as respostas são insuficientes. Os maiores hospitais do país, incluindo o Instituto Português de …

Atentado no Afeganistão faz pelo menos 16 mortos e 38 feridos

Pelo menos 16 pessoas morreram e 38 ficaram feridas, na explosão de uma camioneta armadilhada em Kandahar, sul do Afeganistão, no momento em que agentes da polícia tentavam desarmadilhá-la, anunciaram as autoridades. "Os últimos números disponíveis …

Giuseppe Conte: um desconhecido sem experiência política para dirigir o Governo italiano

Giuseppe Conte é o nome proposto ao presidente pela Liga e pelo Movimento 5 Estrelas. O Presidente italiano, Sergio Mattarella, terá a última palavra em relação à escolha do primeiro-ministro. Giuseppe Conte. É este o nome …

Detidos por álcool e droga vão ser enviados para consultas médicas

Quem conduzir sob o efeito de álcool ou de estupefacientes vai ser encaminhado para consultas médicas em vez de ser punido com penas de prisão ao fim de semana ou trabalho comunitário. Retirar pessoas das cadeias …

Há 20 anos, com muito "cagaço", vulcões e o Gil, a Expo98 mudou Lisboa (e o país)

Foi há 20 anos que a Expo 98, inaugurada a 22 de Maio de 1998, transfigurou a zona oriental de Lisboa, mas também mudou a face do país, naquele que foi o primeiro grande evento …