Angela Merkel quer proibir uso da burca na Alemanha

Moritz Hager / World Economic Forum

Angela Merkel, chanceler alemã

Angela Merkel, chanceler alemã

A chanceler alemã discursou no congresso do seu partido, a União Democrata-Cristã (CDU), no qual referiu que a burca deve ser proibida “onde for legalmente possível” na Alemanha.

Durante um discurso no congresso da União Democrata-Cristã (CDU), Angela Merkel defendeu que vai apoiar a proibição nacional do uso da burca.

“O véu que cobre todo o rosto não é aceitável no nosso país”, afirmou no congresso do seu partido, citada pelo The Independent.

Tem de ser banido, onde for legalmente possível”, acrescentou a chanceler alemã, que recebeu de imediato muitos aplausos.

Em agosto passado, o ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, um dos maiores aliados de Merkel, já tinha proposto uma interdição parcial da burca.

O governante considerou que a lei devia ser aplicada em lugares onde isso “é importante para a coexistência da sociedade” como, por exemplo, entidades públicas, escolas, universidades e tribunais.

Recorde-se que, no mês passado, na Holanda, foi aprovada uma lei semelhante. Outro desses caso é a França, que já proíbe o véu islâmico desde 2011.

Merkel, que já anunciou a candidatura a um quarto mandato, sofreu uma queda significativa na sua popularidade depois da sua política de imigração.

A chanceler alemã abriu as fronteiras aos requerentes de asilo, o que provocou a chegada de quase um milhão de refugiados ao país.

Mesmo assim, a líder do CDU afirmou que “uma situação como a do verão deste ano não pode nem deve voltar a repetir-se”.

“Aleppo é uma vergonha”, declarou ainda no discurso do congresso, que está a acontecer na cidade de Essen.

“É uma vergonha termos sido incapazes de criar um corredor humanitário, mas temos de continuar a lutar por um”.

A chanceler lamentou que, ao mesmo tempo que se convocam manifestações contra o tratado de comércio livre entre a União Europeia e os Estados Unidos, não haja também protestos ou ações semelhantes contra os bombardeamentos na cidade síria.

Mais de 50 mil sírios fugiram nas últimas semanas de Aleppo devido à intensificação dos ataques das forças do regime à zona da cidade controlada pelos rebeldes.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Lei da eutanásia aprovada na especialidade. PS, BE e PAN votaram a favor

A lei da morte medicamente assistida foi esta quinta-feira aprovada, na especialidade, na comissão de Assuntos Constitucionais, com os votos favoráveis do PS, BE e PAN, o voto contra do CDS-PP e PCP e abstenção …

MP abre inquérito à morte de idoso que esperou três horas em ambulância em Portalegre

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito sobre a morte de um idoso, de 87 anos, na passada segunda-feira, no hospital de Portalegre, depois de estar quase três horas numa ambulância. Questionada pela agência Lusa através …

AHRESP pede revogação da proibição de venda de bebidas em take away

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu, na quarta-feira, a revogação da proibição da venda, no 'take away' de qualquer tipo de bebidas, alertando que o que se pretende impedir é …

Governo garante que Portugal terá todas as vacinas para cumprir plano de vacinação

O Ministério da Saúde garantiu que Portugal terá todas as vacinas necessárias para cumprir o plano de vacinação estabelecido, tendo já assegurado mais de 31 milhões de doses, suficientes para vacinar mais de 18 milhões …

Galp compromete-se a falar com cada um dos 401 trabalhadores da refinaria de Matosinhos

A petrolífera anunciou que irá realizar, entre fevereiro e março, conversas individuais com cada um dos 401 trabalhadores afetados pela decisão de fechar a refinaria de Matosinhos. No final de dezembro do ano passado, a …

RTP anuncia intérpretes do Festival da Canção 2021. Final acontece em estúdio sem público

A RTP anunciou, esta quarta-feira, os intérpretes e as 20 canções a concurso na edição deste ano do Festival da Canção. Na conferência de imprensa, decorrida online, ficou também a saber-se que a final do …

França disposta a reconhecer erros do passado colonial na Argélia

O Presidente francês Emmanuel Macron vai adotar "atos simbólicos" destinados a reconhecer os erros da era colonial francesa na Argélia, mas não está a considerar um pedido de "desculpas" oficial pretendido por Argel, indicou esta …

Sporting avança com nova proposta por Paulinho

O Sporting avançou com uma nova proposta pelo avançado português Paulinho, ao serviço do SC Braga, depois de as partes não terem conseguido chegar a acordo na janela de transferências do verão passado.  De acordo com …

Beatriz Freitas escolhida para presidente do Banco Português de Fomento

Beatriz Freitas, que já assegurava o cargo de forma interina, foi a escolhida para presidente executiva do Banco Português de Fomento (BPF). O jornal online ECO apurou, junto de vários fontes, que Beatriz Freitas foi a …

Pais com filhos até 12 anos já podem pedir apoio à Segurança Social

Os pais de crianças até aos 12 anos que tiverem de ficar em casa com os filhos devido ao encerramento das escolas já podem pedir o apoio excecional à família, segundo o Instituto da Segurança …