Angela Merkel quer proibir uso da burca na Alemanha

Moritz Hager / World Economic Forum

Angela Merkel, chanceler alemã

Angela Merkel, chanceler alemã

A chanceler alemã discursou no congresso do seu partido, a União Democrata-Cristã (CDU), no qual referiu que a burca deve ser proibida “onde for legalmente possível” na Alemanha.

Durante um discurso no congresso da União Democrata-Cristã (CDU), Angela Merkel defendeu que vai apoiar a proibição nacional do uso da burca.

“O véu que cobre todo o rosto não é aceitável no nosso país”, afirmou no congresso do seu partido, citada pelo The Independent.

Tem de ser banido, onde for legalmente possível”, acrescentou a chanceler alemã, que recebeu de imediato muitos aplausos.

Em agosto passado, o ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, um dos maiores aliados de Merkel, já tinha proposto uma interdição parcial da burca.

O governante considerou que a lei devia ser aplicada em lugares onde isso “é importante para a coexistência da sociedade” como, por exemplo, entidades públicas, escolas, universidades e tribunais.

Recorde-se que, no mês passado, na Holanda, foi aprovada uma lei semelhante. Outro desses caso é a França, que já proíbe o véu islâmico desde 2011.

Merkel, que já anunciou a candidatura a um quarto mandato, sofreu uma queda significativa na sua popularidade depois da sua política de imigração.

A chanceler alemã abriu as fronteiras aos requerentes de asilo, o que provocou a chegada de quase um milhão de refugiados ao país.

Mesmo assim, a líder do CDU afirmou que “uma situação como a do verão deste ano não pode nem deve voltar a repetir-se”.

“Aleppo é uma vergonha”, declarou ainda no discurso do congresso, que está a acontecer na cidade de Essen.

“É uma vergonha termos sido incapazes de criar um corredor humanitário, mas temos de continuar a lutar por um”.

A chanceler lamentou que, ao mesmo tempo que se convocam manifestações contra o tratado de comércio livre entre a União Europeia e os Estados Unidos, não haja também protestos ou ações semelhantes contra os bombardeamentos na cidade síria.

Mais de 50 mil sírios fugiram nas últimas semanas de Aleppo devido à intensificação dos ataques das forças do regime à zona da cidade controlada pelos rebeldes.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …

A maior entrada de sempre em bolsa. Saudi Aramco garante 25,6 mil milhões de dólares

Para além de fazer uma entrada em estilo na bolsa de Riade na próxima semana, com a maior IPO de sempre, a Saudi Aramco torna-se na empresa mais bem avaliada do mundo. A Saudi Aramco, petrolífera …

Novo livro revela provas de que Albert Camus foi assassinado pelo KGB

Giovanni Catelli é autor da teoria que o prémio Nobel da literatura Albert Camus foi assassinado pelo KGB. No seu novo livro, reitera essa ideia e revela algumas provas. O romancista Albert Camus foi vencedor do …

Embaixada da China reage com "forte indignação” às declarações de Pompeo em Lisboa

A embaixada da China em Portugal reagiu esta sexta-feira com “forte indignação e firme oposição” às declarações do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, sobre o governo e empresas chineses, durante a visita que fez …

Ministério Público quer anular libertação do amante de Rosa Grilo

O Ministério Público (MP) pediu a nulidade do despacho judicial que ordenou esta sexta-feira a libertação de António Joaquim, acusado de matar o triatleta Luís Grilo, em coautoria com a mulher da vítima, Rosa Grilo. “O …