Androide super-realista vai ser apresentadora de televisão no Japão

Uma androide super-realista vai ser a nova apresentadora de um programa de televisão online e ao vivo no Japão, como parte de um estudo que pretende mostrar que um robô é capaz de se desenvolver ao interagir com seres humanos.

“Androidol U” (do inglês “idol”, de “ídolo”) foi apresentada esta quarta-feira em Tóquio, tem 1,60 metros de altura, pesa aproximadamente o mesmo que um ser humano e responde de forma autónoma aos interlocutores que enviam mensagens pelo portal de vídeos “Niconico”.

Durante a apresentação, a androide apareceu no palco sentada numa moderna cadeira em forma de bola e leu alguns comentários dos interlocutores, como um que a elogiava por estar muito bonita. “Isso deixa-me envergonhada”, respondeu, em tom mecânico.

“U” tem a aparência de uma jovem japonesa com franja, está vestida com uma blusa branca, calças e sapatos de salto. Também está maquilhada e usa verniz nas unhas para completar o “look” super-realista.

No Japão, estes androides já são protagonistas de vitrines, peças de teatro e filmes. O cientista japonês Hiroshi Ishiguro, “pai” da androide e conhecido por ter criado um clone robótico de si mesmo, afirmou que nos próximos anos estes robôs vão ser uma grande ajuda em lugares públicos como shoppings, estações e escolas, inclusive como professores.

“U” é o primeiro destes novos robôs: a interação com os utilizadores através do seu programa semanal servirá para aumentar o seu vocabulário e contribuir para melhorar a sua inteligência artificial.

“Tenho 22 anos, mas nasci com 22 anos”, brincou a androide durante a apresentação.

“A comunicação com os utilizadores ajuda a superar as limitações do androide. Quantos mais dados são acumulados, mais ajuda ao seu desenvolvimento”, afirmou Ishiguro, professor da Universidade de Osaka e diretor do Laboratório de Telecomunicações Avançadas que usa o seu nome no Japão.

Esta é uma boa forma de tirar o androide do laboratório e fazer com que adquira novos conhecimentos através da interação com seres humanos, explicou. O projeto foi desenvolvido pelo próprio Ishiguro, em colaboração com a companhia de telecomunicações Dwango – dona de “Niconico” – e as lojas de departamento Parco.

“O nosso objetivo é fazer com que o androide possa finalmente ajudar na comunicação entre as pessoas”, argumentou.

De acordo com o cientista, o projeto também é perfeito para saber se um androide pode chegar a ser aceite como um “ídolo” da sociedade. “É um teste muito interessante para saber o que as pessoas realmente pensam dela”, acrescentou.

Ainda não foi divulgada a data exata da estreia do programa e, “por enquanto”, os responsáveis pelo projeto descartam a hipótese da androide vir a ser comercializada.

ZAP // EFE

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Qual o interesse??? Vai dar mau resultado, como é óbvio. Aliás, repare-se no insidioso disto tudo… Cito: (…) Hiroshi Ishiguro, “pai” da androide (…) afirmou que nos próximos anos estes robôs vão ser uma grande ajuda em lugares públicos como shoppings, estações e escolas, inclusive como professores. (…)
    Isto é fantástico: preparámos-nos para nos substituir a nós próprios! É insano. Mais insano ainda porque vai haver milhões de imbecis que vão achar o máximo.

Plataformas de streaming passam a ter de pagar 1% do seu lucro ao Estado

As plataformas de streaming passam a pagar uma taxa, após a proposta de lei ser aprovada esta sexta-feira, na Assembleia da República. Serviços como a Netflix, a HBO Portugal ou a Disney +, passam a …

Porto 1-0 Gil Vicente | Dupla Shoya-Evanilson embala “dragão”

Difícil, mas justo. O FC Porto recebeu o Gil Vicente numa noite chuvosa no Dragão, dominou claramente até aos 75 minutos – altura em que Zaidu foi expulso – e venceu por 1-0. Um resultado …

O novo recurso da Google encontra qualquer música. Basta cantarolar, assobiar ou cantar

Na semana passada, a gigante tecnológica da Google lançou uma versão atualizada da aplicação que ajuda a encontrar qualquer música que esteja presa na sua cabeça - mas que não saiba o nome. Com a nova …

Pintura de Jacob Lawrence desaparecida há 60 anos foi encontrada em Nova Iorque

Uma visitante do Met, nos Estados Unidos, descobriu o paredeiro do quadro desaparecido de Jacob Lawrence. A mulher associou o quadro a um pendurado na sala de estar dos seus vizinhos, suspeitando que poderia fazer …

Fezes ancestrais ajudam a descobrir como o microbioma afeta a nossa saúde

Um novo estudo, realizado em Israel e na Letónia, analisou fezes ancestrais e comparou-as com o nosso microbioma para tentar descobrir pistas sobre as doenças modernas. A equipa de investigadores, que trabalhou enterrada até aos joelhos …

Santa Clara 1-2 Sporting | “Leão” mostra POTEncial nas ilhas

Ao final da tarde deste sábado, o Sporting venceu o Santa Clara por 2-1, num duelo a contar para a 5ª jornada da Liga NOS que decorreu no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. …

Robô ultrarrealista pode vir a substituir os golfinhos em cativeiro em parques temáticos

A empresa de engenharia Edge Innovations, com sede em São Francisco, Estados Unidos, projetou e construiu um golfinho-robô que se parece e age quase exatamente como um. Nadando ao redor da piscina enquanto um grupo de …

PCP avisa: Abstenção é “apenas e só” para discutir o OE2021

O secretário-geral do PCP avisou este sábado que a abstenção anunciada pelo partido visa "apenas e só" fazer passar o Orçamento do Estado de 2021 a "outra fase de discussão" e recusou estar garantido um …

Convento medieval encontrado sob parque de estacionamento em Inglaterra

Uma equipa de arqueólogos britânicos encontrou um convento medieval, há muito perdido, debaixo de um parque de estacionamento em Inglaterra. Há muito que os arqueólogos britânicos especulavam sobre a potencial localização de um antigo convento medieval, …

Virgin Galactic leva cientista planetário ao Espaço pela primeira vez

O norte-americano Alan Stern será o primeiro a realizar experiências científicas financiadas pela NASA, a bordo de uma aeronave comercial da empresa espacial privada Virgin Galactic. A NASA revelou a semana passada que o cientista planetário …