A gregos e a troianos. Ana Gomes espera contar com votos à direita

Tiago Petinga / Lusa

Ana Gomes

Ana Gomes, candidata à Presidência da República, espera “ter votos à direita”, assumindo ter uma candidatura “abrangente, da direita à esquerda do campo democrático”.

Em entrevista à TSF e ao Diário de Notícias, a candidata presidencial confirmou que tem “tido muitas pessoas e amigos, mas não só amigos, de direita” a afirmarem que “votarão” na sua candidatura.

“Tenho muita gente à direita que se revê na minha candidatura, e eu, naturalmente, não os quererei desapontar”, afirmou Ana Gomes. Apesar de ser socialista, Ana Gomes não reúne o apoio formal da direção do PS, tendo avançando de forma independente.

Em relação ao mandato de Marcelo Rebelo de Sousa, a antigo eurodeputada faz uma avaliação positiva, sobretudo por considerar que “contribuiu para a descrispação do país”. Contudo, mostra-se crítica quanto ao que chama de “políticas assistencialistas, caridadezinhas”, que não resolvem os problemas.

“O Presidente da República tem um papel fundamental para fazer funcionar as instituições, para assegurar a separação de poderes – para assegurar que o Governo governa na execução das políticas em benefício do bem comum de todos os portugueses”, defende.

A não recondução do presidente do Tribunal de Contas (TdC), Vítor Caldeira, também foi um tema presente nas entrevistas, com Ana Gomes a lamentar que a substituição aconteça “no contexto de crise gravíssima, da entrada de fundos substanciais para o país” e perante “apreensões não só quanto à capacidade de absorção, mas quanto aos fundos não serem malbaratados, desviados”.

“O Presidente da República, com a responsabilidade de garantir o bom funcionamento das instituições da República, não pode assinar de cruz”, atirou. “Num dia, não sabe quem é que lhe vai ser proposto e, no dia seguinte, assina de cruz e nomeia um outro responsável para o setor, quando o enquadramento é de grande preocupação do conjunto dos cidadãos.”

A candidata sublinhou ainda que, no seu entender, o Bloco Central é pior para a corrupção do que uma nova Geringonça, considerando que o entendimento para as direções das CCDR torna estas eleições “falsas”, com distribuições regionais já concertadas entre PS e PSD.

Esta concertação “é altamente preocupante e é demonstrativo de que as instituições não estão a funcionar regularmente”, salientou.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Também concordo. O campo democrático de Ana Gomes é do PSR, mais à esquerda, até ao PS, mais à direita. Por isso Ana Gomes diz que quer votos da direita, ou seja do PS! Todos os partidos para a direita do PS ou são de extrema direita ou fascistas e alguns até deveriam ser ilegalizados. No tempo de Salazar também se ilegalizavam os partidos de Ana Gomes. Qual é a diferença afinal?

RESPONDER

Vídeo mostra salmões feridos devido ao sobreaquecimento das águas

O vídeo foi gravado por um grupo de conservação ambiental depois de uma onda de calor no Noroeste Pacífico que fez as temperaturas da água atingirem os 21 graus Celsius. De acordo com o jornal The …

Uma prenda de aniversário. Israelita doou um dos seus rins a um menino palestiniano

Uma israelita quis doar um rim a um estranho. Estranho esse que acabou por ser uma criança, de apenas três anos, que vive na Faixa de Gaza, na Palestina. De acordo com a agência Associated Press, …

Novo método permite eliminar a bioincrustação marinha eficazmente

Um projeto inovador demonstrou como os revestimentos de superfície eletricamente carregados podem eliminar a bioincrustação marinha ou o crescimento de organismos marinhos, melhorando a operação e manutenção de embarcações navais. A bioincrustação marinha é um fenómeno …

Aglomerado de safiras estrela encontrado no Sri Lanka pode ser o maior do mundo

Um aglomerado de safiras estrela do mundo foi encontrado num quintal no Sri Lanka. A pedra é azul, pesa 510 quilos e estima-se que valha cerca de 84 milhões de euros. A pedra foi encontrada …

Médico sírio acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade

Um médico sírio foi acusado na Alemanha de crimes contra a humanidade por supostamente torturar e matar pessoas em hospitais militares no seu país de origem, informaram os promotores na quarta-feira. O Ministério Público Federal de …

Justiça climática. Vamos todos sofrer com as alterações climáticas, mas não de forma igual

A recente onda de calor na América do Norte é mais um exemplo de que apesar de ser um problema global, as alterações climáticas não vão afectar todos igualmente e podem exacerbar injustiças sociais e …

Os exemplos que Portugal deve seguir (e evitar) nas últimas etapas da pandemia

No plano apresentado pela equipa de Raquel Duarte comparam-se as estratégias opostas adotadas por Israel e Reino Unido, com a segunda a merecer nota negativa por parte dos investigadores. Os dados foram lançados na reunião que …

Jogos da Taça da Liga de sábado adiados para domingo para poderem ter público

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) anunciou, esta quinta-feira, que os jogos da Taça da Liga agendados para sábado vão ser adiados para domingo, para que possam ter público nas bancadas. "A Liga, …

Dinamarca enfrenta acção legal por querer repatriar refugiados sírios

O governo dinamarquês quer repatriar sírios naturais de Damasco depois de um relatório mostrar que há zonas da Síria onde a segurança melhorou. A decisão está a ser criticada por activistas e o caso pode …

Pela primeira vez, foi observada luz por detrás de um buraco negro

Um estudo divulgado esta quarta-feira revelou a primeira observação direta da luz por detrás de um buraco negro, através da deteção de pequenos sinais luminosos de raios-X, confirmando a Teoria da Relatividade Geral, de Einstein. Segundo …