Passageira diz ter sido ameaçada por motorista da Vimeca com arma de fogo

Um motorista de autocarros da empresa Vimeca terá apontado uma arma de fogo a uma passageira no seguimento de uma discussão. O caso aconteceu em outubro, mas, após várias tentativas de contacto, a rodoviária continua sem se pronunciar.

O caso remonta à tarde do dia 17 de outubro, quando Natércia Macedo, uma guineense, de 41 anos, viu o autocarro operado pela Vimeca a passar a paragem sem parar. Natércia conseguiu chamar a atenção do motorista, que parou o autocarro. Quando entrou no transporte, a mulher terá dito “hoje tive azar, já de manhã passou um motorista que nem olhou para a cara das pessoas que estavam na paragem”.

Acompanhada pela filha de dois anos, Natércia Macedo foi apanhada de surpresa quando se deparou com a resposta fria e agressiva do motorista da empresa de transportes. “Vai-te sentar e cala-te”, disse-lhe o condutor do autocarro.

Ao jornal Público, a passageira contou que lhe respondeu que não ia “porque tinha o direito a reclamar”. Este foi apenas o início de uma discussão que se estendeu. “Cala a boca. Se não te calares, levas uma chapada na cara“, terá dito o motorista já com o veículo em andamento.

De acordo com o relato de Natércia, o condutor tentou várias vezes fazer com que a passageira abandonasse o autocarro. Até que, perto da avenida Aquilino Ribeiro, o motorista terá ameaçado a guineense com uma arma. “Ameaçou-me com a arma e disse-me que tinha sorte de estar com a miúda, que se não fosse estar com ela, iria ver.”

Óscar Costa, de 47 anos, testemunhou o momento. Ao jornal local O Comércio de Massamá e Monte Abraão, o passageiro confirmou esta versão da história. Além disso, acrescentou que várias pessoas terão fugido do autocarro com medo, inclusivamente a sua mulher grávida.

Natércia Macedo deslocou-se à esquadra da PSP para reportar o que lhe tinha acontecido, mas os agentes disseram-lhe “que o processo demoraria muito em tribunal e que era melhor não fazer nada“.

O diário tentou pedir esclarecimentos à Vimeca sobre o sucedido, mas a empresa não respondeu sobre o caso, adiantando apenas que o assunto diz respeito ao departamento de contencioso e que nada tem a dizer sobre o assunto.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Cientistas estão a atirar rochas vulcânicas para telhados (para provar que são perigosas)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Canterbury está a lançar rochas vulcânicas para telhados na Nova Zelândia na esperança de ajudar os habitantes de Auckland a entender os perigos vulcânicos. "Auckland localiza-se num campo vulcânico …

A cordilheira Kong nunca existiu, mas esteve nos mapas durante um século

A cordilheira Kong nunca existiu, mas esteve durante 100 anos em muito dos principais mapas do continente africano. Acabaria por ser um militar francês, que explorou o rio Níger, a acabar com este "fantasma da …

"Continua a pairar perigosamente". Relógio do Juízo final mantém-se a 100 segundos do Apocalipse

A Humanidade nunca esteve tão perto do Apocalipse, alertam os cientistas responsáveis pelo "Relógio do Juízo Final", que decidiram mantê-lo na mesma posição do ano passado, a 100 segundos da meia-noite. O relógio, que é uma …

A primeira bateria doméstica de hidrogénio armazena três vezes mais energia do que uma da Tesla

Para usar energia solar doméstica, é preciso gerar energia quando o Sol brilha e armazená-la quando não aparece. Para isto, as pessoas usam normalmente sistemas de bateria de lítio. Porém, a empresa australiana Lavo construiu …

Um oásis LGBTQ, Budapeste é posto à prova pelo populismo e pela pandemia

Budapeste é um oásis para a comunidade LGBTQ, mas a cena drag da capital húngara vê-se ameaçada pela pandemia de covid-19 e pelas políticas conservadoras e populistas de Viktor Orbán. Durante muitos anos, Budapeste desfrutou a …

Coreia do Sul "ressuscitou" voz de uma superestrela. Chovem preocupações éticas

Pela primeira vez em 25 anos, a distinta voz da superestrela sul-coreana Kim Kwang-seok será ouvida na televisão nacional. O famoso cantor folk morreu em 1996. De acordo com a CNN, a emissora nacional da Coreia …

Maioria dos países africanos só terá vacinação em massa a partir de 2023

A maioria dos países africanos só terá imunização em massa a partir de 2023, segundo previsão da The Economist Intelligence Unit, que admite que, com o evoluir da pandemia, muitos dos países mais frágeis possam …

Mulher que "morreu" com covid-19 aparece viva 10 dias após funeral

Uma mulher de 85 anos ficou infetada com covid-19 num lar na Galiza, em Espanha. A 13 de janeiro a família de Rogelia Blanco recebeu a informação do lar de que a mulher tinha falecido. …

Familiares de vítimas na China pressionadas a não falar com OMS

As autoridades chinesas estão a pressionar as famílias das primeiras vítimas da covid-19 para que não entrem em contacto com os investigadores da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Wuhan, segundo familiares dos falecidos. Mais de …

Falsas vacinas à venda na Internet são grande risco para a saúde

Embora milhões de pessoas tenham sido já vacinadas contra a covid-19 nos países ricos, proliferam as fraudes na Internet com fármacos falsos que representam um grande risco para a saúde, alertaram peritos das Nações Unidas. As …