Passageira diz ter sido ameaçada por motorista da Vimeca com arma de fogo

Um motorista de autocarros da empresa Vimeca terá apontado uma arma de fogo a uma passageira no seguimento de uma discussão. O caso aconteceu em outubro, mas, após várias tentativas de contacto, a rodoviária continua sem se pronunciar.

O caso remonta à tarde do dia 17 de outubro, quando Natércia Macedo, uma guineense, de 41 anos, viu o autocarro operado pela Vimeca a passar a paragem sem parar. Natércia conseguiu chamar a atenção do motorista, que parou o autocarro. Quando entrou no transporte, a mulher terá dito “hoje tive azar, já de manhã passou um motorista que nem olhou para a cara das pessoas que estavam na paragem”.

Acompanhada pela filha de dois anos, Natércia Macedo foi apanhada de surpresa quando se deparou com a resposta fria e agressiva do motorista da empresa de transportes. “Vai-te sentar e cala-te”, disse-lhe o condutor do autocarro.

Ao jornal Público, a passageira contou que lhe respondeu que não ia “porque tinha o direito a reclamar”. Este foi apenas o início de uma discussão que se estendeu. “Cala a boca. Se não te calares, levas uma chapada na cara“, terá dito o motorista já com o veículo em andamento.

De acordo com o relato de Natércia, o condutor tentou várias vezes fazer com que a passageira abandonasse o autocarro. Até que, perto da avenida Aquilino Ribeiro, o motorista terá ameaçado a guineense com uma arma. “Ameaçou-me com a arma e disse-me que tinha sorte de estar com a miúda, que se não fosse estar com ela, iria ver.”

Óscar Costa, de 47 anos, testemunhou o momento. Ao jornal local O Comércio de Massamá e Monte Abraão, o passageiro confirmou esta versão da história. Além disso, acrescentou que várias pessoas terão fugido do autocarro com medo, inclusivamente a sua mulher grávida.

Natércia Macedo deslocou-se à esquadra da PSP para reportar o que lhe tinha acontecido, mas os agentes disseram-lhe “que o processo demoraria muito em tribunal e que era melhor não fazer nada“.

O diário tentou pedir esclarecimentos à Vimeca sobre o sucedido, mas a empresa não respondeu sobre o caso, adiantando apenas que o assunto diz respeito ao departamento de contencioso e que nada tem a dizer sobre o assunto.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Governo disponível para retomar reuniões no Infarmed (mas nega falta de informação)

O Governo manifestou esta quinta-feira “abertura para retomar as reuniões” no Infarmed sobre o ponto de situação da epidemia de covid-19, mas rejeitou falhas na informação ao parlamento e aos partidos. Na conferência de imprensa do …

Israel e Emirados Árabes Unidos alcançam "acordo histórico" mediado pelos Estados Unidos

O Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou esta quinta-feira que Israel e os Emirados Árabes Unidos concordaram em estabelecer relações diplomáticas plenas, como parte de um acordo para impedir a anexação israelita de terras ocupadas pelos …

Em contingência, Câmaras de Lisboa passam a definir horários do comércio. O (pouco) que muda este sábado

A generalidade de Portugal continental continuará em situação de alerta e a Área Metropolitana de Lisboa em situação de contingência até ao final do mês devido à pandemia de covid-19, anunciou o Governo. Segundo explicou esta …

Três meses depois do anúncio, o apoio de emergência às Artes ainda não chegou

Cinquenta das 311 entidades abrangidas pela Linha de Apoio de Emergência às Artes, dotada de 1,7 milhões, ainda não tinham esta quinta-feira recebido o valor que lhes foi atribuído, três meses depois do anúncio dos …

Avaliação dos professores, "mock exams" e testes no outono. Britânicos podem "escolher" as próprias notas

O Governo britânico deu aos estudantes de liceu três alternativas diferentes para obterem o resultado das suas avaliações deste ano letivo, que foi atípico devido à pandemia de covid-19. De acordo com o jornal britânico The …

Governo reitera que não há exceções para a Festa do Avante. Críticas multiplicam-se

A ministra de Estado e da Presidência destacou que o Governo “não tem competências legais ou constitucionais” para proibir iniciativas políticas como a Festa do Avante!, mas salientou que não serão admitidas exceções às regras. Na …

Trabalhadores que estiveram em lay-off durante pelo menos 30 dias também vão ter bónus

O Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei que clarifica que os trabalhadores que estiveram em lay-off por mais de 30 dias consecutivos, mesmo sem completar um mês civil, vão receber o complemento de estabilização. "Criado com …

Marcelo pede tolerância zero contra o racismo (e pede “sentido nacional” a Governo e oposição)

O Presidente da República recomendou esta quinta-feira aos democratas “tolerância zero” e “sensatez” para combater o racismo, ao comentar as ameaças de que foram alvo três deputadas e outros sete ativistas. “Os democratas devem ser muito …

43% das escolas no mundo sem condições de higiene para reabertura segura

Mais de 40% das escolas no mundo não têm acesso a condições básicas de higiene, como água para lavar as mãos e sabão, aumentando os riscos de reabertura no contexto da pandemia de covid-19, alertam …

Mais seis mortes, 325 novos casos e 237 recuperados

Portugal regista esta quinta-fira mais seis mortes por covid-19, 325 novos casos de infeção e mais 237 pessoas dadas como recuperadas em relação a quarta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …