Ambulância do INEM (acabada de reparar) incendeia-se no hospital

Estela Silva / Lusa

No final da manhã deste domingo, uma ambulância incendiou-se dentro do hospital Rainha Santa Isabel, em Torres Novas.

Uma ambulância do Instituo Nacional de Emergência Médica (INEM) incendiou-se, este domingo, quando estava estacionada na base, o hospital de Torres Novas.

Segundo o Expresso, nenhum dos tripulantes da ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV), um técnico de emergência pré-hospitalar e um enfermeiro, ficaram feridos. A ambulância não tinha nenhum paciente a bordo.

Embora não haja nenhuma informação oficial sobre o sucedido, fontes contactadas pelo jornal falam de veículos envelhecidos. Segundo fonte do INEM, a ambulância realizou, no domingo, um serviço de emergência médica pré-hospitalar às 8h14 que terminou às 11h00.

“O incidente ocorreu às 11h48 com a ambulância parada, parqueada nas urgências do Hospital”, conta. O INEM acionou os Bombeiros Voluntários de Torres Novas e a PSP. Pelas 13h30 “o INEM colocou uma ambulância SIV ao serviço, em substituição da acidentada”.

A viatura em questão “beneficiou de uma grande reparação no mês de dezembro de 2017, tendo sido colocado um motor novo, com dois anos de garantia, num investimento de mais de 10.000 euros”, esclareceu a fonte.

A ambulância, que entrou ao serviço como SIV de Torres Novas no dia 21 de maio, tinha 157.083 km, e o motor (novo) tinha menos de 10.000 km de funcionamento. “A última intervenção ocorreu no dia 10 de maio com a colocação de um novo conversor”, refere a fonte do INEM ao mesmo jornal.

Incidentes como este mostram as falhas do sistema. A reportagem do Expresso “INEM em estado crítico” evidencia uma situação de bases degradadas, viaturas sem manutenção, equipamentos desadequados, fármacos em falta ou escassez de profissionais.

“As ambulâncias SIV, com técnico e enfermeiro, na sua maioria, não passariam na inspeção. Os pneus estão gastos, a direção tem folgas, os amortecedores estão totalmente danificados e, mesmo assim, temos de fazer uma condução a grande velocidade”, denunciou um técnico de emergência pré-hospitalar da região de Lisboa.

Já um enfermeiro do Norte referiu que “nas ambulâncias SIV que não estão integradas numa unidade de saúde, a reposição dos stocks é muito difícil e optamos por pedir aos colegas da Urgência para dispensarem material”. “Chegamos a pedir seringas, sistemas de soros ou medicamentos”, confessa.

Ao instituto são apontadas falhas em todas as áreas. O Expresso frisa que quem critica diz-se prejudicado, razão pela qual todos os testemunhos foram feitos sob anonimato.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Moderna contradiz Trump. Não haverá vacina até às eleições

O diretor-executivo da farmacêutica Moderna Therapeutics, que está a desenvolver uma das mais avançadas vacinas para a covid-19, disse que esta não estará pronta até às eleições presidenciais dos Estados Unidos. Em declarações ao jornal Financial …

Brigadas dos lares arrancam com menos profissionais do que o previsto

As Brigadas de intervenção Rápida para os lares atingidos por surtos de covid-19 arrancam esta quinta-feira - mas há menos enfermeiros e cuidadores do que o previsto. Em declarações à Renascença, o presidente do Instituto da …

PS segue PSD e propõe voto antecipado para eleitores em confinamento

O Partido Socialista (PS) decidiu juntar-se ao Partido Social Democrata (PSD) na ideia de alargar o direito de voto antecipado aos eleitores que estejam em confinamento à data das próximas eleições presidenciais. De acordo com o …

Santos Silva assume "contactos" para reforço dos EUA da base das Lajes (e desdramatiza eventual crise política)

Augusto Santos Silva, ministro dos Negócios Estrangeiros, disse, em entrevista ao Público e à Renascença, que há "contactos" com os Estados Unidos para reforço norte-americano da base das Lajes e desdramatizou a aprovação do Orçamento …

3.800 euros por mês. Genebra aprova o primeiro salário mínimo (e é o mais alto do mundo)

Os habitantes de Genebra, na Suíça, aprovaram, este domingo, a proposta de um salário mínimo de 23 francos suíços por hora (equivalente a cerca de 21,30 euros) para todos os que trabalham na cidade. De acordo …

No day after do debate caótico, Biden pede regras rígidas e Trump queixa-se do moderador

O debate caótico entre Donald Trump e Joe Biden motivou críticas generalizadas que suscitam dúvidas sobre se será de manter os outros dois debates ou se, mantendo-os, será necessário alterar as regras. Um dia após a …

OE2021. Pontas soltas, alguns avanços e uma certeza: se houver entendimento, há acordo por escrito

Se houver entendimento em algumas matérias com o Bloco de Esquerda e o PCP, haverá um "compromisso escrito", adiantou Duarte Cordeiro, secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares. Em entrevista ao podcast Política com Palavra, do PS, …

Covid-19. Hospitais da região de Lisboa pedem camas uns aos outros

Os hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo continuam a bater à porta uns dos outros a pedir camas para internar doentes com covid-19. Segundo a edição desta quinta-feira do jornal Público, os …

Vinícius perto do Tottenham de Mourinho

O avançado brasileiro deverá ser confirmado como reforço do Tottenham ainda esta quinta-feira, saindo do Benfica por empréstimo e com opção de compra que ronda os 40 milhões de euros. De acordo com o jornal Record, …

Navalny acusa Putin de estar por trás do seu envenenamento

O líder da oposição russa, que já deixou o hospital alemão onde estava a ser tratado, acusou o Presidente do país de ser a pessoa responsável pelo seu envenenamento. "Afirmo que Vladimir Putin está por trás …