A Amazon começou uma guerra no Twitter contra senadores norte-americanos

rwoan / Flickr

Jeff Bezos, CEO da Amazon

Bernie Sanders e Elizabeth Warren têm criticado as práticas de trabalho e negócios da Amazon. Jeff Bezos não ficou feliz e a discórdia atingiu novos patamares, com a empresa a atacar os senadores nas redes sociais.

A Vox avança que o CEO da Amazon, Jeff Bezos, exprimiu insatisfação com os funcionários da empresa por não serem agressivos na forma como resistem às críticas de que a Amazon é alvo. Perante o puxão de orelhas do líder, seguiu-se uma série e tweets sarcásticos e agressivos.

O momento coincidiu com a maior eleição sindical da história da empresa em Bessemer, no Alabama. Quando surgiram notícias de que Bernie Sanders estava a planear uma visita ao estado norte-americano, Dave Clark, um alto executivo da empresa, deu início à guerra de tweets.

“Dou as boas-vindas a @SenSanders em Birmingham e agradeço o seu esforço por um local de trabalho progressivo. Costumo dizer que somos os Bernie Sanders dos empregadores, mas não é bem assim, porque, na verdade, oferecemos um local de trabalho progressivo”, escreveu Clark.

Poucas horas depois, a conta oficial da Amazon News, com mais de 170 mil seguidores, atirou contra o deputado Mark Pocan, que questionou a afirmação de “local de trabalho progressivo” de Clark ao aludir a rumores de que o ritmo de trabalho da Amazon estava a ser tão exigente que os trabalhadores “têm que urinar em garrafas de água“.

“Não acredita nessa história de fazer xixi em garrafas, pois não?” questionou a conta oficial da Amazon News. “Se isso fosse verdade, ninguém trabalharia para nós.”

A Vox continua e conta que, depois de uma troca de ideias com Elizabeth Warren, que começou com a senadora a criticar os pagamentos de impostos da empresa, a mesma conta da Amazon fez outro tweet polémico.

“Isto é extraordinário e revelador. Uma das políticas mais poderosas dos Estados Unidos acabou de dizer que vai acabar com uma empresa americana para que não possa mais criticá-la“, escreveu.

Questionado pela Vox, um porta-voz da Amazon não quis tecer comentários.

Se o objetivo de Jeff Bezos era abafar as notícias da campanha sindical durante um período de tempo, conseguiu. No entanto, em vez de falarem do sindicato, os meios de comunicação social concentraram-se na atitude invulgar de uma empresa a lutar contra poderosos legisladores no Twitter.

Dentro da Amazon, os próprios funcionários ficaram perplexos com a abordagem da empresa na rede social e levantaram suspeitas acerca da atividade suspeita da conta.

Um engenheiro de segurança salientou, inclusivamente, que os tweets foram publicados usando a aplicação da web do Twitter em vez do Sprinklr, o software de administração de redes social normalmente usado pela conta da Amazon News.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Uniforme da II Guerra Mundial encontrado num pacote "cheio de história"

Um uniforme de piloto da Força Aérea Real (RAF), usado na II Guerra Mundial, foi descoberto embrulhado num pacote feito de folhas de jornais e vai agora a leilão. De acordo com a cadeia televisiva CNN, …

Primeiro motociclo voador do mundo pode alcançar uma velocidade de quase 490 km/h

A empresa Jetpack Aviation concluiu os testes referentes ao projeto Speeder, para o desenvolvimento de uma aeronave que faz descolagens e aterragens na vertical. Segundo a companhia, o veículo, que se assemelha a um motociclo, …

Scarlett Johansson processa Disney por estreia de "Viúva Negra" no streaming

A atriz norte-americana processou a Disney, esta quinta-feira, por violação do contrato, na sequência do lançamento digital do filme "Black Widow" na plataforma de streaming, adiantando que o seu salário estava dependente das receitas de …

Incidente com módulo russo fez EEI mudar de posição

A Estação Espacial Internacional (EEI) perdeu, esta quinta-feira, o controlo de orientação e saiu da posição configurada, na sequência de um incidente com o módulo russo Nauka. A situação, que se prolongou durante 47 minutos, aconteceu …

Relatório dos CDC indica que variante Delta é tão contagiosa como a varicela

Um relatório interno dos Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos indica que a variante Delta é tão contagiosa como a varicela. O jornal Washington Post teve acesso a este relatório interno …

Task force concorda que número de mortos e internados vacinados seja divulgado

A sugestão apresentada pelo presidente da Assembleia da República, de se divulgar os dados da vacinação nos internamentos e óbitos por covid-19, "é muito sensata", defendeu o coordenador da task force do plano de vacinação. Em …

Lucro da CGD sobe 18% para 294 milhões de euros no primeiro semestre

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) registou 294 milhões de euros de lucro no primeiro semestre, mais 18% do que no período homólogo, foi anunciado esta sexta-feira. "A Caixa Geral de Depósitos registou 294 milhões de …

Acordar uma hora mais cedo diminui (muito) o risco de depressão

Estudo envolveu mais de 800 mil pessoas. Risco de cair em depressão desce 23%. Um estudo recente indica que, se uma pessoa se levantar uma hora mais cedo do que o habitual, o risco de cair …

Adeptos no Dragão: acabou o "enorme vazio no coração do FC Porto"

O Estádio do Dragão vai voltar a ter pessoas nas bancadas em jogos do FC Porto, 17 meses depois. O regresso vai acontecer na estreia na I Liga, contra o Belenenses SAD, e o clube …

México planeia libertar milhares de reclusos idosos ou que foram torturados

O Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta quinta-feira que vai libertar por decreto reclusos detidos em circunstâncias especiais, como os que foram torturados, os maiores de 75 anos e os que estão …