Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em Massamá, Sintra.

Segundo adiantou ao semanário Expresso uma fonte da PSP, o motorista do autocarro que no passado domingo denunciou à polícia a passageira Cláudia Simões, foi agredido esta sexta-feira, em Massamá, no concelho de Sintra.

O motorista, funcionário da Vimeca tem “ferimentos com gravidade”, resultantes do uso da força física, sem recurso a armas, precisou a fonte policial. Está agora a ser preparada a “reação policial para encontrar o agressor ou agressores“, acrescentou.

“Não houve recurso a arma branca nem de fogo, mas, sim, força física”, confirmou à agência Lusa o intendente Nuno Carocha. A PSP “já referenciou algumas pessoas”, acrescentou o porta-voz da polícia. Duas carrinhas do pelotão de intervenção rápida da PSP foram destacadas para o local.

Segundo o Observador, o motorista terá sofrido uma forte pancada na cabeça, quando fazia uma pausa no trabalho, e foi levada para o Hospital Amadora-Sintra.

Cláudia Simões, de 42 anos, alega ter sido agredida pelo agente que a deteve junto à paragem de autocarros na Rua Elias Garcia, na Amadora, dentro do carro da polícia que a transportou para a esquadra da Boba, em Casal de S. Brás.

Segundo a Direção Nacional da PSP, o polícia acusado de agredir a mulher detida “foi abordado pelo motorista de autocarro de transporte público, que solicitou auxílio ao agente “face à recusa de uma cidadã em proceder ao pagamento” do transporte da sua filha, e também pelo facto de a mulher “o ter ameaçado e injuriado”.

O Ministério da Administração Interna abriu um inquérito à “atuação policial” para apurar responsabilidades no caso.

“O Ministro da Administração Interna determinou à Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI) a abertura de um inquérito para apuramento dos factos relacionados com a atuação policial ocorrida domingo, na Amadora, após o pedido de intervenção do motorista de um autocarro de passageiros”, lê-se no comunicado divulgado.

A mulher ficou indiciada do crime de resistência e coação sobre agente da autoridade, tendo sido constituída arguida, tendo ficado sujeita à medida de coação de termo de identidade e residência. Segundo fonte da Direção Nacional da PSP, o polícia envolvido “não foi constituído arguido”.

Segundo apurou o CM junto de fonte policial, Cláudia Simões tem um passado de violência, com queixas até do marido, a quem terá ameaçado dar uma facada.

Em 2017, diz o jornal, o marido e pai de dois dos filhos de Cláudia “queixou-se na PSP de que a mulher disse, em frente aos filhos, que lhe espetava uma faca”, e que suportava “há anos” insultos e ameaças. Já em 2016, a mulher terá espancado um vigilante que a abordou por suspeita de furto numa loja.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Curioso! Precisamente o mesmo motorista que denunciou, e bem, a madame que queria seguir viagem com a filha, que não levava o passe. Coincidência? Talvez, mas, e se fôr mesmo alguém ligado á madame? Será que, nesse caso, vamos ter o SOS Racismo, a gritar e estrebuchar “Foi Racismo”???

    • os camaradas do SOS racismo têm palas nos olhos e no cérebro.

      podemos ficar sentados.

      mas culpados são quem os atura e lhes dá as abébias do costume, como as fofinhas do BE e amigos e claro os MSM eles mesmos coutada da extrema esquerda.

  2. POLÍCIAS À CADEIA, CRIMINOSOS PARA A RUA, !!!,,, POLÍCIAS À CADEIA, CRIMINOSOS PARA A RUA!!!
    Ainda vamos ver isto em cartazes.
    Somos uns cobardes, continuamos como estígma da colonização, mais do que os colonizados. Permitimos TUDO., e ainda sentimos a necessidade de os indemnizar.
    Queremos estar a bem com Deus e com o Diabo.
    Vi o eixo do mal, vi o governo sombra, aques jornalistas tomarm partido, ainda sem saberem da missa a metade. Nem sabiam que o motorista tinha sido atacado.
    Há gente boa e gente má em todas as etnias. Não tomem decisões precipitadas, não tomemos o partido do mais fraco, sem termos todos os detalhes.

  3. Aí está o resultado de tentarem fazer dos bandidos, as “vitímas”!…
    Os animais cobardes que fizeram isto mereciam ser logo abatidos!!

  4. E ainda vêm falar de racismo!!! Ela queria era circular sem pagar, fez-se de vítima mas disso não tem nada, era só o que faltava. Quem não tem passe paga bilhete, ponto.
    É descobrir quem bateu no motorista e obriga-los a pagar uma indemnização, ou não tendo nada, irem para a cadeia (lugar de delinquentes), ou retorna-los para o país deles, lá estarão melhor, pois quem não tem civismo, regras …

  5. o que avia de ser feito é pegar nesses animais, mas qualquer dos animais e os mandar para terra deles, estes só na selva é que estão bem, quem não é português toca a correr com eles, la fora é o que se faz, limpar a bosta que temos em Portugal, assim pelumenos se poupava na segurança social e mais haveria para quem é português e sobre tudo para quem descontou

"Charlie" é o robô peixe-gato da CIA que permitiu pesquisas subaquáticas (e já realizou missões secretas)

De várias formas e tamanhos, os robôs têm sido sido muitas vezes usados por muitas entidades para trabalhos de pesquisa e investigação. A CIA não é exceção e por isso desenvolveu um peixe robótico chamado …

Possível obra de Banksy surge na parede de uma famosa prisão. Pode representar Oscar Wilde

Um graffiti possivelmente pintado pelo famoso artista de rua Banksy apareceu durante a noite no lado de fora de uma parede da prisão de Reading, no Reino Unido. Na madrugada desta segunda-feira, a obra foi avistada …

Na tentativa de tirar a selfie perfeita com um elefante, indiano acaba morto pelo animal

No passado domingo, dia 28 de fevereiro, um homem de 21 anos morreu enquanto tentava tirar uma selfie com um elefante. O animal andou a pairar por zona residencial e anteriormente já tinha matado uma …

Milhares de professores vacinados antes de médicos. Presidente do México acusado de fazer política com a vacinação

Milhares de professores do ensino público que lecionam nas zonas mais rurais do México foram vacinados contra o novo coronavírus antes dos profissionais de saúde que combatem a pandemia na mesma região. De acordo com …

Passageiros com documentos e teste de covid-19 falsificados detetados pelo SEF

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, no domingo, no Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, três cidadãos portadores de documentação falsa, dois dos quais na partida de um voo com destino à República da …

Coronadiktatur, Gesichtskondom, Fussgruss. Os alemães inventaram milhares de palavras novas sobre a pandemia

O confinamento de quase quatro meses na Alemanha não colocou restrições ao seu idioma de palavras multissilábicas. Os alemães inventaram mais de 1.200 novas palavras para descrever as regras e realidades da vida em tempo …

Ordem coordena vacinação de 4000 médicos "deixados para trás"

A Ordem dos Médicos vai vacinar cerca de quatro mil médicos que trabalham em hospitais e clínicas privadas e que, por algum motivo, não foram vacinados na altura devida. De acordo com um comunicado da ordem, …

A mais recente turbina eólica chama-se Wind Catcher e é portátil

Uma empresa dinamarquesa decidiu inovar e desenvolver uma turbina eólica portátil. O Wind Catcher é mais leve, mais poderoso e mais fácil de usar do que qualquer outro sistema de energia eólica no mercado. O Wind …

Spike Lee vai produzir série documental para o 20.º aniversário dos atentados de 11 de setembro

O realizador Spike Lee está a preparar uma série documental para estrear no 20.º aniversário dos atentados do 11 de Setembro, um "retrato sem precedentes" dos nova-iorquinos e da capacidade de recuperação depois da destruição …

Guru de investimentos, Warren Buffett, assume ter cometido um "erro"

O bilionário norte-americano Warren Buffett, considerado o "guru" dos mercados de investimento, assumiu ter cometido um erro quando adquiriu, em 2016, a Precision Castparts por 32,1 mil milhões de euros. Na carta que escreve anualmente para …