Alunos da Universidade do Minho usam cruz suástica em praxe e causam revolta

Hugo Delgado / Lusa

Uma braçadeira com uma cruz suástica, usada por um estudante da Universidade do Minho (UM) durante uma praxe, está a indignar a comunidade académica bracarense.

A praxe, realizada por um grupo de alunos do curso de Biologia Aplicada, foi protagonizada há dias e tem gerado polémica depois de terem sido divulgadas fotografias nas redes sociais, conta hoje o Jornal de Notícias.

“Ontem antes de ir dormir dei de caras com esta fotografia. Nela podemos ver um grupo de estudantes de biologia aplicada da universidade do Minho faz uma praxe. Até aí nada de novo. O que me deu a volta ao estômago completamente foi reparar que um dos praxados ostentava uma braçadeira do partido nazi!”, lê-se numa publicação no Facebook de Ricardo Sant’Anna, um judeu que vive em Braga.

“No passado dia 27 de Janeiro celebrou-se a nível mundial o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, e ontem, dia 9 de Fevereiro, os alunos da prestigiada Universidade do Minho andavam a brincar“, adiantou.

De acordo com o JN, Ricardo Sant’Anna é um dos contestatários desta praxe que envolveu símbolos nazis e pretende “dar conhecimento deste ato à comunidade judaica de Lisboa”.´

A ação, que se realizou há poucos dias, já foi condenada pelo presidente da Associação Académica e pelo reitor.

“Tenho pena que haja alunos que usem braçadeira nazis, mas garanto que a praxe não se realizou no interior das instalações da universidade”, afirmou ao JN António Cunha, reitor da Universidade do Minho.

O presidente da Associação Académica da UM, Bruno Alcaide, também lamenta o incidente e refere que pretende reunir com os representantes do curso para discutir o que dizem ter sido uma “sátira irrefletida”.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Caro zap,
    claramente – e à falta de fonte original desta peça – esta notícia é de vossa autoria (leia-se escrita).
    Se estivesse no vosso lugar eu alteraria o título desta notícia (“Universidade do Minho usa cruz suástica em praxe e causa revolta”), com o intuito de evitar repercussões legais.
    A instituição não usou a braçadeira e legalmente apenas os representantes designados para o efeito podem efectivamente representar uma instituição. Um aluno não é um representante da instituição e como tal o vosso título não é correcto, quiçá ético (de todo) em usar…
    Parece-me, a título pessoal, que o “clickbait” começa a ser prática comum por aí…

    Cumprimentos.

    • Caro Filipe Silva
      Obrigado pelo seu reparo, na sequência do qual entendemos adequado alterar o título original.
      Permita-nos apenas salientar que a peça indica na realidade e com clareza a fonte em que se baseou (no caso, o Jornal de Notícias)

  2. Pergunto-me os nazis nao têm o mesmo direito que os catolicos? É uma relegiao, tao simples quanto isso… nao sei o pq de tanta revolta, todos têm direito ha relegiao que quiserem, simples…. se forem julgar nazis pelo holocausto, entao devem julgar os cristaos pela inquiziçao, e por ai adiante em quase todas as relegioes que mataram em nome de algo maior

      • Entao nao é? Uma relegiao é quando tens fé numa certa coisa/pessoa… neste caso foi Hitler, eles podem e têm o direito a considerar Hitler como deus, nao é muito difrente do cristianismo e muitas outras relegioes

  3. Está notícia para além de mal elaborada está a induzir os leitores em erro. Peço que não cometam o mesmo erro que o JN e demais jornais e informem como foi as circunstâncias do uso do símbolo em causa.
    Obrigada

RESPONDER

Ucrânia perdeu 11 milhões de habitantes desde 2001

A Ucrânia perdeu mais de 11 milhões de habitantes desde o último censo de 2001 devido à imigração, à anexação da Crimeia e à guerra no leste do país. De acordo com os novos dados oficiais, …

CGD sobe comissões a partir deste sábado (incluindo MB Way)

As transferências por MB Way, as contas-pacote e os serviços mínimos bancários na Caixa Geral de Depósitos vão sofrer um agravamento a partir deste sábado. Tal como tinha sido anunciado em outubro do ano passado, a …

Isabel dos Santos não vai ser detida se for a Angola, garante PGR

O procurador-geral da República de Angola afirmou, esta sexta-feira, que a justiça quer esgotar todos os procedimentos para notificar a empresária angolana antes de pedir um mandado internacional de captura. "Primeiro vamos esgotar a possibilidade de …

Assange deixa ala médica da prisão e passa para área com outros reclusos

O fundador do WikiLeaks, Julian Assange, foi transferido da ala médica da prisão de Belmarsh, no sudeste de Londres, onde estava isolado, para uma área da prisão com outros presos, anunciou hoje um membro do …

"Saudações da Tailândia." Depois de fugir da prisão, Sekkaki enviou um postal aos diretores

Depois de fugir da prisão, Oualid Sekkaki provocou os responsáveis do estabelecimento prisional e enviou-lhes um postal. Em dezembro do ano passado, Oualid Sekkaki e outros quatro indivíduos fugiram do estabelecimento prisional de Turnhout, na Bélgica. …

Irlanda. Tribunal decide extraditar motorista acusado da morte de 39 migrantes vietnamitas

O tribunal de Dublin sentenciou, esta sexta-feira, que o motorista acusado da morte de 39 imigrantes vietnamitas - encontrados em outubro num contentor refrigerado, perto de Londres - pode ser extraditado para o Reino Unido, …

Atriz norte-americana confronta em tribunal Weinstein com acusação de violação

A atriz americana Annabella Sciorra, conhecida por ter participado na série "Os Sopranos", confrontou na quinta-feira o produtor Harvey Weinstein em tribunal, acusando-o de a ter violado, em meados dos anos 1990. Segundo avançou o Expresso, …

Mulher agride médica na Urgência do Hospital de Águeda

Uma médica foi agredida, esta quinta-feira, na Urgência do Hospital de Águeda, por uma mulher que acompanhava o filho a uma consulta. De acordo com o Jornal de Notícias, a médica, de 33 anos, que estava …

Polícia do Rio de Janeiro matou cinco pessoas por dia em 2019

A polícia do Rio de Janeiro matou 1.810 pessoas em 2019, um recorde de cinco mortes por dia e um aumento de 18% em relação ao ano anterior, informou o Instituto de Segurança Pública (ISP) …

Governo dedica 20 milhões do Orçamento ao combate à violência doméstica

O orçamento total para combater a violência doméstica em 2020 é de 20,3 milhões de euros, adiantou na quinta-feira a ministra de Estado e da Presidência no Parlamento, Mariana Vieira da Silva, sublinhando o reforço orçamental …