Há pelo menos 5 mil alunos no Algarve sem todos os professores

As escolas do Algarve sentem cada vez maior dificuldade em preencher horários de professores e há pelo menos 5.000 alunos da região sem alguma ou mais disciplinas, estimou hoje à Lusa fonte sindical.

Ana Simões, coordenadora distrital de Faro do Sindicato dos Professores da Zona Sul, disse à Lusa que, no Algarve, “devem estar em falta muitos professores, que correspondem a entre 200 a 250 turmas, o que significa que há 5.000 a 6.000 alunos” sem algum professor, desde o pré-escolar até ao ensino secundário.

“Temos falta de professores de Geografia, Educação Física, Francês, Educação Tecnológica, Informática, Inglês, Físico-Química, portanto, são muitas disciplinas e estamos a falar em alguns destes horários completos e anuais”, precisou a dirigente sindical.

Ana Simões reportou a existência de casos em que “foram feitas três colocações” para um horário, mas nenhum professor cobriu a vaga, ou em que houve horários que “nem sequer foram ocupados desde o início do ano letivo”, há pouco mais de um mês.

A mesma fonte revelou que está em curso até “final da próxima semana” um levantamento rigoroso sobre o número de professores em falta na região, apontando duas causas para o problema: um relacionado com a perda com as condições laborais e atratividade da profissão, e outro com o custo de vida e a dificuldade em pagar casa quando se vai de outra zona do país para o Algarve.

“A desvalorização que tem sido feita junto da opinião pública, as condições de trabalho que os professores têm, com horários sobrecarregados, o aumento da idade de aposentação, o desgaste que têm, a questões da carreira, também, tudo tem levado a que a profissão de docente não seja atrativa para os jovens”, argumentou.

A mesma fonte considerou ainda que o “elevado custo de vida na região” faz com que “muitos professores, concorrendo desde o norte para horários no Algarve, por vezes incompletos”, tenham salários que “não dão para pagar casa, comer e deslocar-se para o trabalho”, acabando por desistir das vagas.

Ana Simões reconheceu que este é um problema que “não afeta só os professores, mas todos os cidadãos”, e que “mesmo quem mora no Algarve tem dificuldade em alugar casas, porque há pouca oferta e a que há tem custos difíceis de suportar”, defendendo a rápida revisão das “medidas de fundo de política educativa”.

Um dos concelhos mais afetados no distrito de Faro é o de Alcoutim, no interior nordeste da região, dificuldade que tem sido testemunhada pelo presidente da Câmara, Osvaldo Gonçalves, que deu o exemplo de uma filha e dos colegas de turma, que “não tiveram inglês no 9.º ano”, sentindo “dificuldades quando foram fazer o secundário” e vindo depois a precisar dessa disciplina para entrar na universidade.

“Estes problemas, mais tarde ou mais cedo, teriam que se agudizar, e aos problemas da classe [profissional] juntam-se os problemas do território, estamos aqui a criar um ‘cocktail’ de dificuldades que, no limite, irá prejudicar o ensino e terá um impacto muito grande nos territórios do interior”, afirmou.

O autarca considerou que, caso não haja “uma mudança e uma alteração em relação a algumas políticas e a sistemas de incentivos”, como a criação de casas para alojar professores no concelho, as dificuldades aumentarão e “qualquer dia, não há é professores”.

“Em Alcoutim há alunos sem Inglês, Físico-Química, e apesar de todo o trabalho e energia de quem está na escola, eles não conseguem fazer professores”, lamentou, apelando à adoção de incentivos para a fixação de docentes no interior.

A Lusa tentou obter, sem sucesso, uma posição da tutela, quer junto da Direção Geral de Estabelecimentos de Ensino quer do próprio ministério da Educação.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Cada vez mais se vai ver mais disto já que os professores estão a ficar velhos e a sair para a reforma. Depois as escolas contratam licenciados sem qualquer formação em Ciências da Educação que não estão para aturar meninos malcriados e desobedientes. Enfiam-lhes uns bananos como o outro de Informática e marimbam-se para os processos disciplinares. Este tinha um horário de 6 horas. Devia ganhar uma ridicularia. Com certeza não chegava para aturar os malcriados dos filhos dos outros.

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …