Aliança defende aeroporto em Alverca (e não no Montijo)

António Cotrim / Lusa

O presidente do Aliança, Pedro Santana Lopes, defendeu esta terça-feira que o aeroporto complementar ao de Lisboa deve ficar situado em Alverca, apontando para “ganhos ambientais e socioeconómicos” para sustentar a posição.

“Não há nenhuma razão que torne o Montijo preferível do que esta solução óbvia que é Alverca. Alverca é a solução mais lógica e racional”, afirmou o líder da Aliança.

Pedro Santana Lopes, que falava esta tarde aos jornalistas no Heliporto de Oeiras, sublinhou que a base de Alverca, no concelho de Vila Franca de Xira, “sempre foi reconhecida como uma excelente localização para um aeroporto pela sua proximidade a Lisboa”.

“Está na margem com mais de 90% das origens e destinos, tem uma boa acessibilidade ferroviária e o custo para a dotar dessas condições não é superior aquilo que se prevê para o Montijo”, ressalvou.

O antigo primeiro-ministro admitiu que a hipótese Alverca já foi falada no passado e afastada, mas explicou que, agora, se introduz uma “solução inovadora” relativamente à nova pista a ser construída. “Construir uma nova pista cuja orientação enforme um par de pistas paralelas independentes é uma solução, nunca avaliada, que apresenta uma relação custo-benefício competitiva”, explicou, comparando a solução com aquela que existe no aeroporto britânico de Gatwick.

Relativamente aos benefícios ambientais, o líder da Aliança referiu que a implementação da nova pista em Alverca preserva a hidrodinâmica fluvial e reduz as emissões poluentes sobre a população.

“O desvio da maioria do tráfego aéreo para pistas de Alverca leva a que na vida da concessão se verifique à volta de menos sete milhões de voos sobre a população a baixa altitude, com os correspondentes benefícios a nível do ruído e redução da probabilidade de acidente aéreo”, sublinhou.

O líder da Aliança ressalvou que a intenção do partido não é fazer uma proposta, mas sim “um apelo ao Governo” para que reveja a opção Montijo. “Iremos agora procurar diligenciar junto do Governo, da Assembleia da República e do senhor Presidente da República este assunto para que se possa encontrar uma boa solução”, concluiu.

A ANA e o Estado assinaram a 8 de janeiro o acordo para a expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa, que prevê um investimento de 1,15 mil milhões de euros até 2028 e inclui a extensão da atual estrutura Humberto Delgado, em Lisboa, e a transformação da base aérea do Montijo.

No dia 4 de janeiro, o então ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou que serão cumpridas integralmente as eventuais medidas de mitigação que venham a ser definidas pelo estudo de impacto ambiental para o aeroporto complementar do Montijo.

O primeiro-ministro, António Costa, também já disse que apenas se aguarda o EIA para ser “irreversível” a solução aeroportuária Portela + Montijo, considerando haver consenso nacional sobre o projeto.

A 11 de janeiro, António Costa admitiu que “não há plano B” para a construção de um novo aeroporto complementar de Lisboa caso o estudo de impacto ambiental chumbe a localização no Montijo e voltou a garantir que “não haverá aeroporto no Montijo” se o estudo de impacte ambiental não o permitir.

A 8 de março, a associação ambientalista Zero anunciou que tinha interposto uma ação judicial contra a APA, para que seja efetuada uma Avaliação Ambiental Estratégica ao novo aeroporto do Montijo.

// Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Se foi o Santana a fazer o “estudo”, tem tudo para estar completamente errado!!
    Também é engraçado só se lembrar agora…

  2. A base de Alverca também fica perto da reserva natural do estuário do Tejo tal como montijo levantando as mesmas questões ambientais… E Alverca não tem a mesma capacidade de crescimento que o Montijo

  3. Nem Montijo nem Alverca.
    Ambos os locais são maus por diferentes razões.
    Montijo não passa numas conclusões ambientais isentas, com uma das pistas a invadir o sapal protegido, perigo de colisão com aves e com corredores aéreos inter secantes com a Portela. Aeroporto sem possibilidade de crescer, enclausurado numa península.
    Alverca apresenta uma orografia desaconselhada, e uma densidade populacional obrigando a muitas alterações e indemnizações (se calhar muitos interessados). Acesso mau, congestionando ainda mais a A1.
    O aeroporto ficaria bem situado numa zona plana, desabitada, a meia distancia entre Samora Correia e Alcochete, ou perto de Rio Frio. Vejam no Google Maps.

  4. “redução da probabilidade de acidente aéreo” ????
    Este Santana é um iluminado… é só rir!

    Explica lá o Santana porque motivo é que Alverca reduz a probabilidade de acidente aéreo?
    É com cada energumeno!

  5. O Dr Pedro Santana Lopes é um visionário que tem o dom de raciocinar bem e saber defender com coragem aquela solução que se apresenta a melhor e nem sempre a que é mais popular.
    Não me lembro de nenhuma das suas obras, e o Dr. Pedro Santana Lopes tem obra que chegue para mostrar, que não seja hoje reconhecidamente oportuna e importante.
    Ficarei atenta.

  6. Eureka.
    Que tal fazer o novo aeroporto, onde de resto já se encontra feito, em beja.
    Dar-lhe a funcionalidade para que foi criado, pois não nasceu certamente para ser um museu, pelo dinheiro que custou aos contribuintes. é longe da capital? Sim é.
    Mas valorizar o interior, seria apenas investir seriamente numa excelente ligação de transportes de ligação. Afinal quando foi construído era igualmente longe, a distancia não encolheu, nem esticou, apenas os eruditos cérebros.

Responder a Nitzy Cancelar resposta

OLX regista queda na procura de casas, mas oferta de imóveis subiu 228% em relação a 2019

A pandemia afetou várias áreas da economia e o setor imobiliário não fugiu à regra. De acordo com o Público, a procura de casas para alugar na plataforma OLX teve uma queda abrupta entre os …

Recurso de Sócrates distribuído a Rangel foi redigido por Fátima Galante

Um recurso de José Sócrates, no âmbito da Operação Marquês, distribuído em 2015 ao juiz Rui Rangel, foi, afinal, redigido pela desembargadora Fátima Galante, sua mulher, revela a acusação da Operação Lex. Segundo a acusação do processo …

Filme sobre Snu Abecassis e Francisco Sá Carneiro estreia na RTP1

Snu, a produção realizada por Patrícia Sequeira e lançada nos cinemas portugueses em março do ano passado, chega à RTP1, esta segunda-feira (21), às 22h30. O filme retrata a história romântica de Snu Abecassis e …

Há mais recuperados do que apontam os dados oficiais

A diretora-geral da Saúde admitiu esta segunda-feira que o número de doentes recuperados de covid-19 é superior ao apontado pelos dados oficiais, disponibilizados no boletim diário da DGS, por atrasos na notificação. “Sabemos que há mais …

E agora, o Famalicão-Benfica em versão musical

Senhoras e senhores, bem-vindos à CoronaLiga 2020/2021. Não é ao mambo número cinco. O Lou Bega não sabe o que está a dizer. Ou a cantar. David Lubega. Talvez muita gente não saiba que nasceu em …

StayAway Covid conta mais de um milhão de utilizadores

StayAway Covid, a aplicação móvel que permite rastrear as redes de contágio de covid-19, já foi descarregada por mais de um milhão de pessoas, 19 dias após o seu lançamento. O administrador do Instituto de Engenharia …

Bielorrússia. 440 pessoas detidas violentamente após se juntarem na "marcha da justiça"

Mais de 440 pessoas foram detidas no domingo em várias cidades da Bielorrússia por participarem em protestos contra o Presidente do país, Alexander Lukashenko, informou esta segunda-feira o Ministério do Interior bielorrusso. Em todo o país, …

"Sim" vence referendo para reduzir um terço dos deputados em Itália

O “sim” à redução em um terço dos deputados em Itália venceu o referendo realizado no domingo e hoje com 60% a 64% dos votos, segundo sondagens à boca das urnas citada pela agência Lusa. O …

Depois de vários boicotes à atividade de Navalny, Supremo dissolve o seu partido político

O Supremo tribunal da Rússia dissolveu hoje o partido político "A Rússia do Futuro", fundado pelo líder da oposição Alexei Navalny, hospitalizado na Alemanha após ser envenenado com o agente neurotóxico Novichok, de acordo com …

"Solução Milagrosa" também é vendida em Portugal para tratar covid-19. Infarmed avisa que é "uma lixívia"

A Solução Mineral Milagrosa, ou MMS, está também a ser vendida em Portugal como tratamento para a covid-19, tal como tem acontecido noutros países. Mas o Infarmed alerta que este produto é, basicamente, "uma lixívia" …