Algoritmo controverso consegue detetar orientação sexual a partir de fotografias

O novo algoritmo de inteligência artificial diz-se capaz de perceber, através de uma simples fotografia, se a pessoa em questão é homossexual ou heterossexual.

Segundo o The Guardian, o novo estudo feito na Universidade de Stanford, nos EUA, sugere que as máquinas têm um melhor instinto – o chamado “gaydar” – do que o dos humanos para perceber a orientação sexual de uma determinada pessoa.

O algoritmo, que analisou mais de 35 mil fotografias de rostos publicadas num site de encontros norte-americano, conseguiu distinguir corretamente se um homem era gay ou heterossexual em 81% e, no caso das mulheres, teve um nível de eficácia de 74%.

Por sua vez, as mesmas fotografias foram apresentadas a “juízes humanos” que tiveram piores resultados: 61% no caso dos homens e 54% nas mulheres.

Além disso, quando o software reviu cinco imagens da mesma pessoa, teve ainda mais sucesso: 91% quando se tratavam de homens e 83% no caso das mulheres.

As conclusões do estudo, publicado no Journal of Personality and Social Psychology, estão a criar polémica, nomeadamente, por levantar questões éticas em torno das tecnologias inovadoras de reconhecimento facial, escreve o jornal britânico.

O algoritmo descobriu que os homossexuais têm traços incomuns. Por exemplo, os homens tinham maxilares mais estreitos, narizes mais longos e testas maiores, enquanto que as mulheres tinham maxilares maiores e testas menores.

De acordo com os autores deste estudo, Michal Kosinski e Yilun Wang, “os rostos contêm muito mais informação acerca da orientação sexual do que é possível percecionar ou interpretar pelo cérebro humano”.

Tal como escreve o The Guardian, é fácil imaginar mulheres a utilizar esta aplicação quando suspeitam dos marido ou mesmo adolescentes a tirar partido deste algoritmo quando têm dúvidas relativamente à sua orientação sexual. Mais assustador ainda seria Governos (que continuam a perseguir a comunidade LGBT) a usar esta tecnologia.

No entanto, os autores defendem que as capacidades deste algoritmo são importantes precisamente por expor isso, para que Governos e empresas possam pro-ativamente considerar os riscos da privacidade e a necessidade de outras proteções e regulamentos.

No estudo agora publicado, os autores notam ainda que a inteligência artificial pode também ser usada para explorar as ligações entre os traços faciais e outro tipo de fenómenos como, por exemplo, a visão política ou traços da personalidade.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Isto é para haver maior descriminação ou maior controlo populacional? ….. muito honestamente as maquinas são tão boas a fazer coisas que não precisamos mais de humanos para nada sugiro que deixem as maquinas inventarem se a si próprias e talvez tenhamos grandes surpresas no que ao controlo da opinião e da população diz respeito.

  2. Não sei os detalhes do estudo de avaliação do algoritmo, mas sendo o número de homossexuais muito provavelmente inferior a 20% da população, em fotos de uma amostra aleatória desta seria fácil acertar 80% (ou mais) das vezes simplesmente respondendo sempre “hetero”…

RESPONDER

Astrónomos treinam IA para encontrar antigas colisões de galáxias

Há luzes brilhantes em todo o Universo que representam as colisões de galáxias. Os astrónomos encontraram agora uma nova forma de as encontrar. Há luzes brilhantes em todo o Universo que representam as colisões de galáxias. …

Inteligência Artificial está a reviver jogos de tabuleiro ancestrais

A Inteligência Artificial consegue descobrir, com um grande grau de precisão, o conjunto de regras de vários jogos de tabuleiro ancestrais. Jogos de tabuleiro com centenas de anos são, por vezes, encontrados em escavações arqueológicas. Sem …

Panteras da Flórida estão a agir como se tivessem sido envenenadas (e os cientistas não sabem porquê)

Algumas panteras da Flórida, nos Estados Unidos, estão a ter um comportamento estranho ao andar, quase como se tivessem sido envenenadas. Os cientistas ainda não conseguiram perceber porquê. De acordo com o Washington Post, pelo menos …

SL Benfica 0-2 FC Porto | "Dragão" astuto arranca triunfo na Luz

O FC Porto foi ao Estádio da Luz vencer o “clássico” por 2-0 e recuperar a desvantagem de três pontos que tinha no campeonato. Com uma estratégia muito bem montada, baseada numa grande pressão sobre o …

Câmaras de Inteligência Artificial podem ser a solução para evitar tiroteios

Câmaras de videovigilância com Inteligência Artificial podem ser a solução para pôr um fim aos tiroteios. Esta tecnologia é capaz de detetar armas de fogo e avisar logo de seguida as autoridades. Com as dificuldades em …

Violência policial é uma das principais causas de morte de jovens negros nos EUA

A violência policial é uma das principais causas de morte entre jovens nos Estados Unidos, com os negros a terem 2,5 vezes mais hipóteses de serem mortos do que os homens brancos. O estudo, publicado este …

A Volocopter apresenta o seu táxi voador mais potente (e já andou no ar)

https://vimeo.com/355573555 Desde 2013 a Volocopter tem vindo a aprimorar o seu projeto de táxi voador. Desta vez, o design é mais redondo, mais simples e mais potente. O Volocopter é uma aeronave 100% elétrica que os criadores …

Israel desenvolve terapia à base de ecstasy para tratar stress pós-traumático

O Ministério da Saúde israelita desenvolveu uma terapia à base de MDMA - o componente ativo da metanfetamina popularmente conhecida como 'ecstasy' - para tratar pessoas que sofrem de stress pós-traumático resistente. Num entrevista sobre a …

Quaresma de saída do Besiktas. "Presidente não me quer na equipa"

Revelação feita pelo jogador, no Instagram: "Acabei de ser informado pelo presidente do clube que ele não quer que eu continue a jogar na equipa. Estou a tentar encontrar solução para o meu futuro". O internacional …

O Dr. House português diz que 90% do que os médicos fazem é "fantochada"

É conhecido como o Dr. House português, numa referência à série televisiva norte-americana, pela forma como faz diagnósticos certeiros. E Vítor Brotas que trabalha no Hospital dos Capuchos, em Lisboa, admite que é "um médico …