Alemanha ultrapassa Japão e passa a ter menor taxa de natalidade do mundo

EPP / wikimedia

A chanceler alemã, Angela Merkel

A chanceler alemã, Angela Merkel

A Alemanha ultrapassou o Japão e passou a ter a menor taxa de natalidade do mundo, gerando temores de que a escassez de mão-de-obra no mercado de trabalho possa prejudicar a economia do país mais rico da Europa.

Os autores de um novo estudo alertam para os efeitos da redução da população em idade ativa, ou seja, apta a exercer uma atividade económica, e afirmam que a maior participação das mulheres na força de trabalho poderá ser a chave para o futuro económico do país.

Na Alemanha, houve uma média de 8,2 nascimentos para cada mil habitantes nos últimos cinco anos, segundo o estudo divulgado pela empresa de auditoria alemã BDO, em conjunto com o Instituto de Economia Internacional de Hamburgo (HWWI).

O levantamento diz que, no mesmo período, o Japão registou uma média ligeiramente maior do que a alemã, de 8,4 nascimentos para cada mil habitantes.

Na Europa, Portugal e Itália vêm em segundo e terceiro lugares com uma média de 9 e 9,3 filhos a cada mil habitantes, respectivamente. França e Reino Unido têm, em média, 12,7 nascimentos a cada mil habitantes.

Por outro lado, aponta o levantamento, as maiores taxas de natalidade foram verificadas entre os países africanos. O Níger encabeça o ranking, com 50 nascimentos a cada mil habitantes.

Salários mais altos

A taxa de natalidade decrescente da Alemanha significa que o número de pessoas em idade ativa no país – entre os 20 e os 65 anos – cairia de 61% para 54% em 2030, informou o diretor da HWWI, Henning Voepel, através de um comunicado.

Arno Probst, da BDO, afirma por sua vez que, devido à baixa taxa de natalidade, os empregadores alemães vão enfrentar procura por maiores salários para pagar as despesas com a segurança social.

“Sem um mercado de trabalho forte, a Alemanha não poderá manter-se na dianteira da economia por muito tempo”, acrescentou Probst.

Os especialistas, no entanto, discordam sobre as razões do baixo número de nascimentos na Alemanha, assim como os meios para fazer frente à situação.

Probst considera que o país precisaria de jovens imigrantes para preencher lacunas importantes do mercado de trabalho, e mais mulheres teriam que se juntar à população economicamente ativa para evitar problemas no futuro.

A Alemanha tem uma das maiores taxas de migração do mundo, mas, recentemente, vem assistindo a um crescente apoio ao partido anti-imigrante Alternativa para a Alemanha (AfD).

Os dados vêm à tona numa altura de esforços do atual governo da chanceler alemã Angela Merkel para incentivar o nascimento de mais bebés no país.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …

Japão diz que é seguro libertar água radioativa de Fukushima no Pacífico

O Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão afirmou esta segunda-feira que é seguro libertar água contaminada de Fukushima no Oceano Pacífico, de acordo com o jornal local Japan Today. A central nuclear, recorde-se, sofreu …

Dez autarcas e quatro clubes entre os 68 acusados na operação Ajuste Secreto

O Ministério Público da Feira deduziu acusação contra 68 arguidos, incluindo dez autarcas e ex-autarcas, quatro clubes desportivos e os seus respetivos presidentes, no âmbito da operação "Ajuste Secreto". Numa nota publicada no seu site oficial, …