//

Alemanha está prestes a ter o primeiro edifício habitacional impresso a 3D

Linkedin

A construção do primeiro edifício residencial impresso a 3D começou em setembro de 2020 na Baviera, na Alemanha. Agora, o projeto está prestes a ficar concluído.

A estrutura foi pensada para acomodar cinco apartamentos em três andares com cerca de 380 m² de área habitável. O edifício foi criado com a utilização de uma impressora 3D,  chamada BOD2, que é a mais rápida no mercado. A BOD2 tem capacidade para imprimir um metro quadrado de uma parede dupla em menos de cinco minutos.

Assim, dez meses e 100 horas de impressão depois, a construção está quase concluída. Faltam apenas cinco semanas para que o edifício esteja pronto, sendo que em agosto deverá começar a receber visitantes.

A casa foi construída pela PERI, uma empresa de construção familiar, que se associou ao fabricante dinamarquês COBOD que forneceu a impressora.

A tecnologia construtiva utilizada na casa, que foi posta em prática na Alemanha pela primeira vez, passou por todos os processos de homologação regulamentar, segundo uma nota de imprensa.

O sistema possui um mecanismo de impressão que se desloca ao longo de três eixos numa robusta estrutura metálica, permitindo que a impressora se desloque para qualquer local dentro desta e só necessite de ser calibrada uma única vez, economizando tempo e dinheiro.

A impressora tem ainda outras vantagens: pode analisar as redes de tubos e conexões de água, eletricidade e outras utilidades que serão adicionadas posteriormente, e funciona de forma a que a impressão possa ocorrer enquanto outras tarefas são feitas. Desta forma, tarefas manuais como a instalação de tubos e ligações podem ser concluídas enquanto a construção ainda está a ser impressa.

Por sua vez, a estrutura é composta por paredes ocas de revestimento triplo que são preenchidas com um material isolante.

Quando estiverem concluídos, os apartamentos serão alugados, mas uma das unidades irá ficar livre para servir de andar-modelo.

A crescente popularidade da impressão 3D vai fazer nascer outras estruturas deste tipo na Alemanha, escreve o Interesting Engineering.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

 

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.