Alemanha ilumina-se com as cores do arco-íris em apoio à comunidade LGBT ( e contra a UEFA)

Andreas Gebert / AFP / POOL

Estádio Allianz Arena, em Munique, iluminado com as cores do arco-íris em apoio à comunidade LGBT

No momento do apito inicial para o jogo entre a Alemanha e a Hungria, vários estádios alemães vão iluminar-se com as cores do arco-íris, em apoio à comunidade LGBTI (e contra a decisão da UEFA).

Esta quarta-feira à noite pelas 20h, no momento do apito inicial para o jogo entre a seleção alemã e a húngara, vários estádios vão iluminar-se com as cores do arco-íris, num protesto em apoio à comunidade LGBTI e contra a UEFA.

A polémica surge na sequência da UEFA, organismo que gere o futebol europeu, não ter permitido que o Allianz Arena se iluminasse com as cores do arco-íris – representativas a comunidade LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgénero e Intersexo) -, esta quarta-feira, para protestar contra uma lei húngara que proíbe a “disseminação de conteúdos que promovem a homossexualidade nas escolas”.

“Dever de neutralidade”. Portugal não assinou carta contra a Hungria pelos direitos LGBTI

A proposta de iluminar o estádio partiu da autarquia de Munique, presidida por Dieter Reiter, mas a UEFA rejeitou-a, escudando-se na neutralidade que os estatutos de fundação ditam. “Pelos seus estatutos, a UEFA é uma organização política e religiosamente neutra”, reiterou o organismo em comunicado.

No entanto, lembra o Público, em agosto de 2019, a UEFA partilhou uma publicação na sua conta oficial de Twitter em que se congratulava pelo facto de esta competição ser “um torneio para todos”, usando o símbolo do arco-íris e defendendo a inclusão da comunidade LGBT no mundo do futebol.

https://twitter.com/UEFA/status/1157702852413968384?s=20

“É com sentido de condenação que recebemos esta notícia, principalmente face à política de respeito que a UEFA diz ter. O que nos parece é que está a enviar a mensagem contrária, a de que o futebol pode não ser – e não é, muitas vezes – um espaço seguro para adeptos e praticantes da modalidade que pertençam à comunidade LGBTI. Parece-nos que este afastamento por parte da UEFA tem um efeito adverso que é perigoso”, disse também Ana Aresta, presidente da ILGA — Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual e Transgénero, em declarações ao jornal Público.

“Nós, em Munique, certamente não vamos ser desencorajados [pela decisão da UEFA] de enviar um sinal claro à Hungria e ao mundo”, garantiu o autarca Dieter Reiter, depois de ter classificado a decisão da UEFA como “vergonhosa”.

Sofia Teixeira Santos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Surpresa na Liga dos Campeões: Celtic é uma equipa de "terceira divisão"

Críticas à qualidade do plantel do gigante escocês, que nem passou da segunda pré-eliminatória de acesso à Liga dos Campeões. O Midtjylland fez a festa. Há uns tempos seria uma surpresa mas, nos anos mais recentes, …

Corrida à Câmara de Lisboa divide CDS. Mesquita Nunes junta-se aos críticos

A escolha de Filipe Anacoreta Correia, em vez de João Gonçalves Pereira, para número dois da lista à Câmara de Lisboa está a gerar uma guerra interna no CDS. A escolha de Filipe Anacoreta Correia para …

Tragédia Hillsborough: morreu uma vítima, depois de 32 anos em estado vegetativo

Andrew Devine faleceu aos 55 anos. É oficialmente a 97.ª pessoa a morrer por causa do desastre em 1989, em Sheffield. De 15 de abril de 1989 até 27 de julho de 2021 passaram mais de …

Trabalhadores da Google só regressam aos escritórios em outubro e todos vacinados

A maioria dos trabalhadores da Google só regressará aos escritórios em meados de outubro, depois de ser totalmente vacinada, numa tentativa de combater a disseminação da variante Delta do novo coronavírus SARS-COV-2, anunciou esta quarta-feira …

Primeiro-ministro tunisino terá sido agredido antes de concordar em renunciar

O primeiro-ministro da Tunísia, Hichem Mechichi, terá sido alegadamente agredido dentro do palácio presidencial antes de ser afastado de cargo pelo chefe de Estado do país, Kais Saied. Mechichi e o restante governo foram demitidos na …

Comissão Europeia envia primeiro “cheque” do PRR na próxima semana

A Comissão Europeia irá fazer o pagamento da primeira verba do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) no decorrer da próxima semana. Na sessão de assinatura dos contratos do Mecanismo de Recuperação e Resiliência da União …

Marcelo pede ao TC fiscalização do artigo 6.º da Carta de Direitos na Era Digital

O Presidente da República pediu, esta quinta-feira, ao Tribunal Constitucional a fiscalização sucessiva do artigo 6.º da Carta Portuguesa de Direitos Humanos na Era Digital em vigor, tendo em conta o "importante debate público" sobre …

Portugal regista mais 10 mortes e 3009 casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais 10 mortes e 3009 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3009 novos …

Ministra da Coesão diz que Portugal vai precisar de imigrantes

A ministra da Coesão Territorial disse hoje que a perda de população é preocupante e que Portugal vai ter de trabalhar numa política de imigração muito ativa e acolhedora para fazer face aos investimentos previstos. "Estando …

Testes rápidos serão gratuitos até ao final de agosto

A comparticipação a 100% dos testes rápidos de antigénio (TRAg), que vigorava até final do mês, foi alargada até 31 de agosto, segundo uma portaria esta quinta-feira publicada em Diário da República. "Perante a atual situação …