//

O AirCar é um carro que abre as asas para voar (e já concluiu os testes de voo no aeroporto)

4

A Klein Vision anunciou que a sua última geração de carros voadores, o AirCar, concluiu os testes de voo em aeroportos. O próximo passo é a comercialização. 

Em menos de três minutos, o AirCar consegue transformar-se num veículo aéreo, através de um clique num botão. Com asas retrateis e superfícies de cauda dobráveis, o carro pode funcionar tanto na estrada quanto no céu.

O projeto foi desenhado por Stefan Klein, o fundador da Klein Vision. Recentemente, a empresa anunciou que o veículo completou dois testes importantes no aeroporto Piestany, na Eslováquia, levantando voo e aterrando de forma bem-sucedida. O próximo passo é, portanto, a comercialização.

O AirCar tem dois lugares e pesa 1.100kg, podendo carregar 200kg adicionais de carga. Alimentado por um motor BMW 1.6l de 140 cavalos, tem uma autonomia de viagem de 1.000 km, com um consumo de 18 litros.

Segundo o New Atlas, o veículo consegue levantar voo num espaço de 300 metros, atingindo uma velocidade de 200 km/h. A cauda do novo AirCar estende-se alguns metros no modo de voo para dar espaço às asas e retrai-se no solo para tornar o veículo um pouco mais leve na estrada.

“O mecanismo de implantação/retração da asa e cauda é muito impressionante, convertendo o automóvel num avião. O cockpit, que oferece espaço para o motorista/piloto e um passageiro, é muito espaçoso e bem decorado. A aparência geral do carro voador na estrada e no ar é excelente”, referiu Branko Sarh, investigador técnico sénior da Boeing.

Segundo a empresa, o protótipo voador totalmente funcional foi desenvolvido, desde a ideia inicial até ao produto final de categoria experimental, em apenas 18 meses. Com os testes completos com sucesso, segue-se agora questões burocráticas e certificações das autoridades de aviação.

O preço do veículo deverá rondar os 600 mil dólares.

  ZAP //

4 Comments

  1. mais uma ideia transformada num produtos.
    Ja pensaram que mais de 100 anos descobriram o motor, depois a turbina ou motor de aviao… nada mais … motor termico, vapor…por ai…ou seja em 100 anos nao descobrimos nada melhor… melhoramos e nada mais….tanta fanrarisse por ai e nada d novo….ser humano nao possui inteligencia necessaria no seu tempo de vida para dar pulo tecnologico… aqui ‘e que esta problema…. so com IA poderemos descobrir algo melhor…

    • Nao tem nada a ver com fanfarrisse humana nem a IA vai descobrir népia. O problema está no sistema económico e no poder que alguns alcançam dentro dele. Muitos conceitos interessantes foram enfiados na gaveta. O carro elétrico tem 100 anos, motores a ar comprimido, etc. Só não vão para a frente por interesses das petrolíferas. Abra os olhos.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.