Agência de saúde dos EUA aprova comercialização da primeira vacina contra o Ébola

A Food and Drug Administration (FDA), agência norte-americana de promoção e controlo da saúde pública, anunciou na quinta-feira que os Estados Unidos (EUA) aprovaram, pela primeira vez, a comercialização de uma vacina contra o Ébola.

A vacina, designada Ervebo, protege contra o Ébola do Zaire, a variante mais comum dos surtos, responsável pelo atual surto de longa duração na República Democrática do Congo, noticiou a Scientist American. A decisão da FDA segue medidas semelhantes tomadas anteriormente pela Comissão Europeia, que licenciou a vacina a 11 de novembro.

“A doença do vírus Ebola é uma rara, porém grave e muitas vezes mortal, que não conhece fronteiras”, disse Peter Marks, diretor do Centro de Avaliação e Pesquisa em Biologia da FDA, em comunicado. “A vacinação é essencial para ajudar a prevenir surtos e impedir que o vírus se espalhe quando ocorrem surtos”, acrescentou.

O caminho para a aprovação da vacina foi longo e, provavelmente, está será armazenada em alguns países – entre os quais os EUA – como uma proteção contra um possível ataque de bioterrorismo, referiu a Scientist American.

É também provável que a vacina constitua uma parte substancial de um estoque de emergência para surtos que está a ser criado pela Gavi Alliance. A organização anunciou recentemente planos para estabelecer um estoque de 500 mil doses. A vacina da Merck, administrada numa dose única, gera uma resposta imunológica rápida, com proteção a ocorrer em cerca de 10 dias.

O trabalho para elaboração desta vacina remonta aos anos 90, quando um investigador da Universidade de Yale, John “Jack” Rose, transformou um vírus que infeta o gado – vírus da estomatite vesicular – num vetor que pode ser usado para vacinas.

Sanofi Pasteur / Flickr

Nos anos 2000, cientistas do Laboratório Nacional de Microbiologia do Canadá, liderados por Heinz Feldmann, modificaram o vetor, transformando-o num sistema de entrega para mostrar ao sistema imunitário uma proteína do Ébola. Criou-se, assim, uma maneira segura de ensinar esse sistema a se defender da infeção pelo vírus.

Embora a vacina parecesse altamente promissora em testes em animais, a falta de um mercado comercial tradicional para as vacinas contra o Ébola levava a que as farmacêuticas mostrassem pouco interesse em estabelecer parcerias no seu desenvolvimento. Isso mudou com o surto de Ébola na África Ocidental, em 2014.

Os ensaios clínicos realizados na América do Norte, em África e na Europa culminaram num estudo em humanos, realizado na Guiné, um dos países devastados por aquele surto. Foi quando a vacina provou ser eficaz.

A Ervebo tem sido uma parte essencial do esforço para controlar o atual surto na República Democrática do Congo, o segundo maior já registado, com mais de 258 mil pessoas vacinadas até o momento. Mais de 3.350 pessoas contraíram a doença durante este surto e pelo menos 2.220 morreram.

 

A vacina foi utilizada sob “uso compassivo”, um protocolo de pesquisa semelhante ao usado num ensaio clínico. Isso continuará a acontecer nos próximos tempos, visto que a esta vacina atualmente foi fabricada enquanto a última não estava licenciada.

A Merck anunciou ainda que submeteu a Ervebo à aprovação das autoridades reguladoras em vários países africanos com risco de surtos do vírus. A vacina foi pré-qualificada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), um processo que pode acelerar a aprovação nos países africanos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

NASA dedica novo telescópio a Nancy Grace Roman, a "mãe" do Hubble

A NASA renomeou o telescópio Wide Field Infrared Probing Telescope (WFIRST) em homenagem a Nancy Grace Roman, a mãe do Hubble. A NASA batizou o seu telescópio espacial de última geração, atualmente em desenvolvimento, - o …

Guitarrista dos Queen teve um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte

Brian May, guitarrista dos Queen, sofreu um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte, anunciou o próprio músico, de 72 anos. May partilhou um vídeo no Instagram no qual conta todo o episódio. Tudo …

"Missão Tianwen". China planeia lançar sonda para Marte em julho

A China planeia lançar uma sonda e um pequeno robô de controlo remoto para Marte, em julho, na sua primeira missão ao Planeta Vermelho, anunciou esta segunda-feira a agência responsável pelo projeto. "O nosso objetivo era …

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …

Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19. No início de março, os membros da …