Comissão Europeia aprova comercialização da primeira vacina para o Ébola

Julien Harneis / wikimedia

A Comissão Europeia anunciou no início da semana que concedeu uma autorização para a comercialização da primeira vacina contra o Ébola, designada Ervebo e produzida pela farmacêutica Merck.

A vacina estava a ser produzida desde o surto de Ébola na África Ocidental, em 2014. Agora, está a ser utilizada no surto que decorre na República Democrática do Congo (RDC), com base em um protocolo de “uso compassivo”, noticiou a Ars Technica esta quarta-feira.

O atual surto na RDC já vitimou cerca de 2.200 desde agosto de 2018, registando-se quase 3.300 casos. Este é o segundo maior surto registado, superado apenas pelo surto da África Ocidental, que originou 28 mil casos e causou mais de 11 mil mortes.

Dados preliminares da utilização da vacina na RDC mostraram que a Ervebo é 97,5% eficaz na prevenção da doença, tendo protegido mais de 90 mil pessoas expostas ao surto.

A vacina protege contra uma das quatro variantes do Ébola, conhecidas por infetar seres humanos: a do Zaire. Esta é responsável pelos surtos na RDC e na África Ocidental, e por quase todos os outros registados desde que o vírus foi descoberto, em 1976.

“Encontrar uma vacina o mais rapidamente possível contra esse terrível vírus é uma prioridade para a comunidade internacional desde que o Ébola atingiu a África Ocidental, há cinco anos”, afirmou o comissário europeu Vytenis Andriukaitis, num comunicado divulgado no domingo. “A decisão de hoje é, portanto, um grande passo para salvar vidas”.

A vacina foi inicialmente desenvolvida por investigadores do Laboratório Nacional de Microbiologia da Agência de Saúde Pública do Canadá, que posteriormente a licenciou para a NewLink Genetics Corporation. A Merck obteve a licença em 2014, quando já decorria o surto na África Ocidental, tendo continuado o seu desenvolvimento.

“Este é um marco histórico e uma prova do poder da ciência, inovação e parceria público-privada”, disse o CEO da Merck, Kenneth Frazier, em comunicado. “Depois de reconhecer a necessidade e a urgência de uma vacina contra o Ébola Zaire, muitos se reuniram em vários setores para responder à demanda global para a preparação contra os surtos. Nós, da Merck, temos a honra de participar dos esforços na resposta aos surtos de Ébola e continuamos comprometidos com nossos parceiros e com as pessoas a quem servimos”.

A Food and Drug Administration, agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, deve tomar uma decisão sobre a comercialização da vacina em março de 2020.

Enquanto isso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou na terça-feira que “pré-qualificou” a Ervebo, sinalizando aos países membros que a vacina atende aos seus padrões de segurança, qualidade e eficácia.

Em comunicado, a OMS observou que este foi “o processo de pré-qualificação de uma vacina mais rapidamente realizado” pela organização, tendo ocorrido menos de 48 horas depois que a Comissão Europeia aprovou a vacina. A organização acrescentou que está a trabalhar para facilitar o licença de comercialização em países em risco de surtos de Ébola.

A pré-qualificação “é um passo histórico para garantir que as pessoas que mais precisam possam aceder a esta vacina que salva vidas”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. “Há cinco anos, não tínhamos vacina nem terapia para o Ébola. Com uma vacina pré-qualificada e com a terapêutica experimental, o Ébola agora é evitável e tratável”, concluiu.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa suspensa a partir de hoje (e durante 45 dias)

A Transtejo tinha informado que a ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa estaria suspensa a partir desta segunda-feira, por 45 dias, devido a obras, mas será assegurado transporte rodoviário até ao terminal de Almada. “A …

Nagorno-Karabakh. Arménia e Azerbaijão acusam-se mutuamente de violação de novo cessar-fogo

A Arménia e o Azerbaijão trocaram esta segunda-feira acusações pela violação de um novo cessar-fogo acordado no domingo para pôr fim às hostilidades no enclave de Nagorno-Karabakh, que deveria ter entrado hoje em vigor. A Arménia …

Venezuela testou molécula que "anula a 100%" o novo coronavírus

O Presidente da Venezuela anunciou, este domingo, que o Instituto Venezuelano de Investigações Científicas (IVIC) testou com sucesso uma molécula, a DR10, que "anula 100%" o novo coronavírus. "O IVIC testou uma molécula usada para tratar …

Com a bancarrota a caminho, Governo Sócrates vendeu quase 80% dos imóveis públicos

Numa altura em que o país já estava em situação complicada, com o cenário de bancarrota no horizonte, o último Governo de José Sócrates vendeu quase 80% do património imobiliário público em apenas dois anos. Estes …

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, houve centenas de festas ilegais e álcool na rua

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, foram muitos os que ignoraram as restrições. A polícia espanhola foi obrigada a intervir em centenas de festas ilegais e numa festa ao ar livre com mais …

Casa Branca admite que EUA não poderão controlar pandemia. Biden acusa Trump de ter desistido

A Casa Branca admitiu este domingo que os EUA não poderão controlar a pandemia por ser tão contagiosa, numa mudança à postura de minimização da gravidade da crise, numa altura em que há novos recordes …

GNR obrigada a intervir no GP de Fórmula 1. Bastonário diz que evento foi um "insulto" aos profissionais de saúde

O circuito de Portimão teve de fechar algumas bancadas para garantir o distanciamento dos 27.500 espetadores autorizados pela Direção-Geral de Saúde (DGS). Pelo menos em duas foi necessária a intervenção da GNR. Em comunicado, a GNR …

Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é "incompreensível"

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que "o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda" para aprovar o Orçamento do …

Chilenos votam de forma esmagadora para substituir Constituição de Pinochet

Os chilenos votaram de forma esmagadora, este domingo, a favor de uma nova Constituição para substituir a herdada da era do ditador Pinochet, num referendo realizado um ano após uma revolta popular contra a desigualdade …

Parques eólicos instalados em terrenos baldios vão passar a pagar IMI

Os terrenos baldios onde sejam instalados parques eólicos destinados a produzir energia elétrica vão perder o direito à isenção de IMI que a lei previa anteriormente para este tipo de imóveis. O Jornal de Negócios adianta …