Afinal, a menina símbolo das crianças migrantes nos EUA não foi retirada à mãe

A menina que se tornou símbolo da política de imigração de Donald Trump, que está a levar à separação de famílias de imigrantes ilegais, e que fez a capa da revista Time não foi retirada à mãe na fronteira com o México, garante o seu pai.

A imagem da pequena hondurenha Yanela Denise a chorar, com um casaco cor-de-rosa, olhando para a mãe, foi feita durante a detenção de um grupo que tentava cruzar ilegalmente a fronteira.

A fotografia foi amplamente divulgada nos meios de comunicação e nas redes sociais, e numa montagem feita para a capa da Time, Yanela foi colocada em frente ao presidente Donald Trump, que a observa do alto, com a legenda ao lado “Bem-vinda à América”.

No entanto, a icónica fotografia não representa na realidade uma das centenas de crianças  recentemente retiradas aos pais e colocadas em campos de detenção junto à fronteira entre os EUA e o México.

A fotografia da menina foi captada no dia 12 de Junho na cidade de McAllen, no Texas, por John Moore, um fotógrafo que já venceu o Prémio Pulitzer. Moore contou à BBC que, momentos antes de ser detida, a mãe estava a amamentar a criança.

Mãe e filha chegaram aos EUA de barco, através do Rio Grande, que banha o México e os EUA. Moore afirma que foram levadas juntas por agentes da Patrulha de Fronteira.

A foto gerou revolta contra as medidas anunciadas, em Abril passado, pela Presidência de Trump, que prevêem que crianças sem documentação, detidas na fronteira entre EUA e México, possam ser separadas dos pais, e ajudou a impulsionar 17 milhões de dólares em doações.

Mas a menina e a mãe nunca foram separadas, segundo confirma o pai da criança, Denis Valera, em declarações à agência de notícias Reuters. O homem diz que as duas foram detidas juntas na fronteira da cidade de McAllen, quando a mulher tentava pedir asilo.

Valera afirma também que a mãe e a filha deixaram a cidade hondurenha de Puerto Cortes sem o avisar, e deixando para trás os três outros filhos do casal, que têm 14, 11 e seis anos de idade, segundo anunciou o jornal Daily Mail.

Denis Valera (e) afirma que a mulher saiu de casa com a pequena Yanela (c) sem o avisar de que tentaria entrar no EUA

A revista Time continua a defender a sua capa, declarando que não foi à toa que a menina hondurenha se tornou no “símbolo mais visível do actual debate sobre a imigração na América”. “A nossa capa e reportagem capturam o que está em jogo neste momento”, escreveu o editor-chefe, Edward Felsenthal, numa nota enviada à CNN.

O presidente Donald Trump, por seu turno, acusou os democratas de fazerem política com “uma história falsa de dor e tristeza”.

Cerca de 2,3 mil crianças foram retiradas das suas famílias desde que a política de “tolerância zero” de Trump, em relação à imigração ilegal, começou, em Maio passado. Foram colocadas em centros de detenção provisórios administrados pelo Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS) dos EUA.

Alguns abrigos, incluindo três no Texas, recebem crianças com menos de cinco anos de idade. Cerca de 500 voltaram às famílias desde Maio, informou o Departamento de Segurança Interna dos EUA.

ZAP // BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Se as pessoas são “todas iguais” porque é que nos países dominados por latinos e africanos é só crime fome e miséria? Porque é que o México, por exemplo, não é tão rico como os EUA? Na África e nos países sul-americanos só sabem fazer filhos para mandar para a Europa e para os EUA.

RESPONDER

Parker Solar Probe lança nova luz sobre o Sol

Em agosto de 2018, a Parker Solar Probe da NASA foi lançada para o espaço, tornando-se pouco tempo depois a sonda mais próxima do Sol. Com instrumentos científicos de ponta para medir o ambiente em …

Encontrado no mar das Malvinas navio alemão da I Guerra Mundial 105 anos depois de naufragar

O naufrágio de um cruzador alemão da I Guerra Mundial foi identificado nas Ilhas Malvinas, onde foi afundado pela Marinha britânica há 105 anos. O SMS Scharnhorst foi o principal ativo da esquadra alemã na Ásia …

Boavista 1-4 Benfica | Águia goleia no xadrez do Bessa

O Benfica deu o pontapé de saída da 13ª jornada com uma vitória competente na visita ao Boavista, por 4-1. Num jogo potencialmente perigoso para as aspirações “encarnadas”, frente a um adversário com somente uma derrota …

Cientistas desenvolvem técnica para determinar o humor através da caligrafia

Uma equipa de cientistas estudou a biomecânica dos movimentos das mãos a escrever e a desenhar, e desenvolveu um método para avaliar as propriedades individuais da velocidade de escrita e da pressão do lápis no …

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …