Afinal, Governo não avança já com mais escalões do IRS nem com englobamento

Estela Silva / Lusa

O Governo não pretende avançar já com as alterações ao IRS, introduzindo novos escalões, nem com o englobamento de todos os tipos de rendimento neste imposto.

As duas medidas constam do Programa do PS, mas, de acordo com o Observador, no Executivo são tidas como medidas de “probabilidade muitíssimo remota” no Orçamento do Estado do próximo ano. As prioridades neste imposto são aumentar deduções fiscais para o segundo filho e tratar de forma diferenciada jovens em início de vida.

Do lado dos parceiros, o Governo já conhece as prioridades, mas pouco se sabe das intenções do Executivo liderado por António Costa. O que o jornal conseguiu apurar foi que duas das principais medidas em termos fiscais previstas pelo PS não devem avançar na proposta do Governo. Segundo uma fonte governativa, as alterações exigem “muito estudo” – e o Orçamento será entregue já a 16 de dezembro.

As alterações aos escalões do IRS deverão acontecer apenas no Orçamento de 2021. O PS colocou esta alteração como uma forma de aliviar a carga fiscal sobre a classe média, chegando a falar na introdução de dois novos escalões para esse efeito que possam aliviar os contribuintes que não beneficiaram significativamente com a eliminação da sobretaxa e com a reforma do IRS sobre os rendimentos mais baixos.

Já em relação ao englobamento de todos os rendimentos no IRS, o receio do Governo é que a medida possa dar um sinal contrário ao que se quer dar nesta altura.

No IRS, os rendimentos de capital, prediais e de incremento patrimonial são taxados de forma diferenciada, a 28%, independentemente do escalão de rendimento do contribuinte que os declare. No Executivo teme-se que, sobretudo com os rendimentos de capital e com os rendimentos prediais, os investidores possam retrair-se ao verem uma medida que torne o englobamento destes rendimentos obrigatório.

No último debate quinzenal, o primeiro-ministro advertiu que o englobamento de todos os rendimentos está previsto no Programa do Governo “mas nunca foi dito que no Orçamento para 2020 haveria qualquer medida em matéria de englobamento, e muito menos que tipo de rendimentos seriam englobados e em que medida”.

A decisão deverá, segundo o Observador, ser contestada pelos parceiros à esquerda, que têm inscrito ambas as medidas no topo das suas prioridades fiscais.

Por outro lado, as prioridades de Costa, em matéria de IRS, passam antes por criar um tratamento diferenciado para jovens em início de vida, sendo que o desenho da medida equacionada pelo Governo ainda não está fechado.

A ideia é fixar em Portugal os jovens que o país forma, estancando a emigração nos recém formados, tendo em conta que os dados mais atuais mostram que cerca de um quarto dos jovens portugueses que emigram são licenciados.

As hipóteses que estão em cima da mesa passam por aumentos nas deduções específicas, uma dedução acrescida nos primeiros anos de autonomia fiscal ou uma redução da taxa no escalão respetivo.

A outra medida prioritária é o aumento das deduções em função do número de filhos.

Na Função Pública, as propostas do Governo passam pela continuação do descongelamento de carreiras que começou em 2018.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Há quatro anos, Ronaldo saiu em lágrimas e Paris foi surpreendida pelo "patinho feio"

Foi precisamente há quatro anos que Portugal sagrou-se campeão europeu de futebol. Na final da competição, a Seleção derrotou a anfitriã França, por 1-0. Portugal começou o Euro 2016 com o pé esquerdo. Num grupo com …

China alerta para pneumonia "mais mortal" do que a covid-19. Informações "incorretas", garante Cazaquistão

A Embaixada da China no Cazaquistão alertou esta quinta-feira os cidadãos chineses para uma pneumonia desconhecida, cuja mortalidade é "muito maior" do que a covid-19. De acordo com o jornal chinês Global Times, que cita um …

Cláusula "secreta" permite nacionalização encapotada do Novo Banco

Na eventualidade de um cenário adverso, um mecanismo exigido por Bruxelas prevê a intervenção direta do Estado no Novo Banco. Isto pode levar a uma espécie de nacionalização encapotada. A venda do Novo Banco ao fundo …

Descoberta uma mina de ocre pré-histórica nas cavernas subaquáticas do México

As cavernas subaquáticas ao longo da península de Yucatán, no México, contêm um vasto labirinto de relíquias arqueológicas. A vasta rede de cavernas submersas guardam segredos dos Maias. Porém, uma nova descoberta remonta a episódios …

Da alta velocidade entre Porto Lisboa ao novo aeroporto. Os dez pilares de Costa e Silva para a retoma do país

O diretor diretor executivo da petrolífera Partex, António Costa Silva, convidado pelo Governo para estudar um plano de retoma económica para o período pós-pandemia, já apresentou as suas ideias ao Executivo socialista. Num documento com …

Fim das reuniões no Infarmed. BE quer dados da pandemia entregues ao Parlamento (e publicados na Internet)

Com o fim das reuniões entre peritos e políticos no Infarmed, o Bloco de Esquerda quer que os deputados passem a receber informações e dados científicos sobre a evolução da pandemia no Parlamento. De acordo com a …

Ter um cão pode ajudar as crianças a comportarem-se melhor

Ter um cão durante a infância pode ajudar a melhorar a saúde física e emocional das crianças, de acordo com uma nova investigação levada a cabo pelo Telethon Kids Institute, sediado na Austrália. A mesma …

Marcelo com reeleição garantida. Ana Gomes em segundo com o dobro de André Ventura

Se decidir recandidatar-se à Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa vencerá confortavelmente à primeira volta, revela uma nova sondagem. De acordo com a pesquisa de opinião da Aximage para o Jornal Económico, o atual …

Presidente interina da Bolívia infetada com covid-19

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez, testou positivo para o novo coronavírus, anunciou esta sexta-feira a própria, referindo que está bem. “Estou positiva para a covid-19, estou bem, trabalharei em isolamento. Juntos, seguiremos em frente”, …

Filho de Humberto Pedrosa na calha para CEO da TAP

O Jornal Económico escreve na sua edição desta sexta-feira que o nome de David Pedrosa, filho de Humberto Pedrosa, poderá vir a ser o substituto temporário de Antonoaldo Neves na liderança da companhia aérea portuguesa. …