Afinal, Governo não avança já com mais escalões do IRS nem com englobamento

Estela Silva / Lusa

O Governo não pretende avançar já com as alterações ao IRS, introduzindo novos escalões, nem com o englobamento de todos os tipos de rendimento neste imposto.

As duas medidas constam do Programa do PS, mas, de acordo com o Observador, no Executivo são tidas como medidas de “probabilidade muitíssimo remota” no Orçamento do Estado do próximo ano. As prioridades neste imposto são aumentar deduções fiscais para o segundo filho e tratar de forma diferenciada jovens em início de vida.

Do lado dos parceiros, o Governo já conhece as prioridades, mas pouco se sabe das intenções do Executivo liderado por António Costa. O que o jornal conseguiu apurar foi que duas das principais medidas em termos fiscais previstas pelo PS não devem avançar na proposta do Governo. Segundo uma fonte governativa, as alterações exigem “muito estudo” – e o Orçamento será entregue já a 16 de dezembro.

As alterações aos escalões do IRS deverão acontecer apenas no Orçamento de 2021. O PS colocou esta alteração como uma forma de aliviar a carga fiscal sobre a classe média, chegando a falar na introdução de dois novos escalões para esse efeito que possam aliviar os contribuintes que não beneficiaram significativamente com a eliminação da sobretaxa e com a reforma do IRS sobre os rendimentos mais baixos.

Já em relação ao englobamento de todos os rendimentos no IRS, o receio do Governo é que a medida possa dar um sinal contrário ao que se quer dar nesta altura.

No IRS, os rendimentos de capital, prediais e de incremento patrimonial são taxados de forma diferenciada, a 28%, independentemente do escalão de rendimento do contribuinte que os declare. No Executivo teme-se que, sobretudo com os rendimentos de capital e com os rendimentos prediais, os investidores possam retrair-se ao verem uma medida que torne o englobamento destes rendimentos obrigatório.

No último debate quinzenal, o primeiro-ministro advertiu que o englobamento de todos os rendimentos está previsto no Programa do Governo “mas nunca foi dito que no Orçamento para 2020 haveria qualquer medida em matéria de englobamento, e muito menos que tipo de rendimentos seriam englobados e em que medida”.

A decisão deverá, segundo o Observador, ser contestada pelos parceiros à esquerda, que têm inscrito ambas as medidas no topo das suas prioridades fiscais.

Por outro lado, as prioridades de Costa, em matéria de IRS, passam antes por criar um tratamento diferenciado para jovens em início de vida, sendo que o desenho da medida equacionada pelo Governo ainda não está fechado.

A ideia é fixar em Portugal os jovens que o país forma, estancando a emigração nos recém formados, tendo em conta que os dados mais atuais mostram que cerca de um quarto dos jovens portugueses que emigram são licenciados.

As hipóteses que estão em cima da mesa passam por aumentos nas deduções específicas, uma dedução acrescida nos primeiros anos de autonomia fiscal ou uma redução da taxa no escalão respetivo.

A outra medida prioritária é o aumento das deduções em função do número de filhos.

Na Função Pública, as propostas do Governo passam pela continuação do descongelamento de carreiras que começou em 2018.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Descoberto o ingrediente secreto para desenvolver um escudo contra radiação espacial mortal

Investigadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte desenvolveram uma nova técnica para proteger eletrónicos da tecnologia de exploração militar e espacial da radiação ionizante. A nova abordagem é mais económica do que as técnicas …

Guardas e familiares das vítimas pediram clemência. Mas Nicholas Sutton foi executado

O norte-americano foi executado, esta quinta-feira, no Tennessee, devido ao assassinato de quatro pessoas, apesar de alguns pedidos de clemência por parte de guardas prisionais e familiares das vítimas. De acordo com a CNN, Nicholas Sutton, …

O primeiro drone acrobático tripulado de sempre é testado a fazer piruetas

Um novo vídeo mostra que o "Big Drone", da Drone Champions AG, é capaz de fazer acrobacias alucinantes com um passageiro dentro. A tecnologia dos drones melhora de vento em popa com o passar dos anos …

Fenómeno extremo ameaça corais na Grande Barreira na Austrália. E já matou quase metade

A Grande Barreira de Coral da Austrália pode estar a enfrentar a terceira "descoloração" no espaço de cinco anos, fenómeno provocado por um aumento da temperatura das águas do mar. Como avançou o Expresso, este fenómeno …

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …

Governo diz que prejuízo da TAP "não foi um desvio qualquer" e que já devia ter tido lucro em 2018 e 2019

O ministro das Infraestruturas disse, esta sexta-feira, que o orçamento que a comissão executiva da TAP apresentou ao Conselho de Administração para 2018 e 2019 previa lucro e que o prejuízo de 105,6 milhões "não …