Afinal, centros de vacinação vão ser apenas 120 (e já não serão necessários tantos enfermeiros)

Carlos Ramirez / EPA

Inicialmente, previa-se que seriam abertos mais de 150 centros de vacinação rápida e maciça em todo o país, mas, afinal, serão apenas 120.

De acordo com uma fonte ligada ao processo, ouvida pelo jornal Público, estes 120 centros de vacinação em massa serão organizados pelas administrações regionais de saúde em conjunto com os agrupamentos de centros de saúde e as autarquias.

Estes locais estão preparados para vacinar pelo menos 600 pessoas por dia ao longo de um período mínimo de 100 dias e obedecem a uma série de requisitos definidos pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

Nos locais com menor densidade populacional, haverá centros de vacinação intermédios com capacidade para inocular pelo menos 150 pessoas por dia.

Além disso, está ainda prevista a vacinação em alguns centros de saúde.

O objetivo desta operação é evitar que as pessoas tenham que se deslocar mais de 20 quilómetros da sua área de residência para serem vacinadas. Além disso, vai permitir reduzir o número de enfermeiros necessários, uma vez que estes profissionais ficam dispensados das tarefas burocráticas que atualmente os impedem de ser mais céleres.

Nestes centros, os enfermeiros já não terão de participar na convocatória e no agendamento das pessoas nem de fazer o registo dos dados, que pode ser efetuado por auxiliares. Assim, será possível que um enfermeiro vacine cerca de 20 pessoas por hora quando num centro de saúde consegue imunizar cinco em cada hora.

Os agrupamentos de centros de saúde (ACES) estão calcular quantos enfermeiros vão ser necessários.

O grande teste da vacinação em massa está previsto para este fim-de-semana, com a administração da primeira dose a perto de 190 mil professores e funcionários dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e ensino secundário, e 32 mil trabalhadores das “respostas sociais”, como creches e amas, serviços de apoio domiciliário e centros de atividades ocupacionais.

Esta semana, termina oficialmente a primeira fase da vacinação contra a covid-19, com a conclusão da administração da primeira dose aos idosos a partir dos 80 anos e os doentes de maior risco entre os 50 e os 79 anos.

A partir de agora, o plano de vacinação vai mudar e a idade passará a ser o critério principal. Em paralelo, serão imunizadas pessoas que sofrem de várias doenças com maior risco associado a covid-19.

As soluções de vacinação rápida já estão a ser testadas, mas a operação só arrancará em maio, com a chegada de um grande volume de doses das várias vacinas, prevendo-se que nessa altura seja possível vacinar mais de 100 mil pessoas por dia.

Nessa altura, também já estará a funcionar a plataforma informática que permitirá às pessoas efetuar o agendamento e escolher o dia, a hora e o local da toma da vacina. Esta plataforma deverá ser testada no próximo fim-de-semana.

  Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Homem budista a meditar

O tukdam - um estado mental "meio-morto" dos monges budistas - é o novo fascínio da ciência

Os monges budistas conseguem chegar a um estado de meditação tão profunda que não é detectada qualquer actividade cerebral. No Budismo no Tibete, há um conceito mítico conhecido como "thukdam" ou "tukdam". Acredita-se que este é …

Como nasceu o mito dos vampiros? Mais doenças e menos Drácula

Os vampiros são um mito com séculos de história e que podem estar associados a doenças como a raiva e a pelagra — e não ao Drácula. O vampiro é uma imagem comum na cultura pop …

Edifícios impressos em 3D pelo exército norte-americano

Exército dos EUA pode agora imprimir edifícios de cimento em 3D em zonas de desastre

O objectivo da tecnologia é facilitar a construção de casas e pontes quando são precisas com urgência em zonas afectadas por catástrofes. O Corpo de Engenheiros do exército norte-americano pode agora imprimir quartéis, bunkers e outras …

Monumento Pillar of Shame, na Universidade de Hong Kong

Pillar of Shame foi, em tempos, um testemunho da liberdade de Hong Kong. Agora, dizem-lhe adeus

Em tempos, a escultura Pillar of Shame, plantada na Universidade de Hong Kong, foi um testemunho das liberdades da cidade. Agora, está a ser removida. Exposta há mais de 20 anos na Universidade de Hong Kong, …

Arquitetura em nome do amor. Homem constrói casa giratória para que a esposa possa escolher a vista

Na Bósnia, um autodidata de 72 anos construiu uma casa invulgar: a habitação gira 360 graus para mudar de vista. Algumas das mais bonitas obras arquitetónicas do mundo nasceram em nome do amor. É o …

Novo SEF deverá chamar-se Agência para as Migrações e Asilo

Afinal, já não vai haver um Serviço de Estrangeiros e Asilo (SEA) para substituir o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), mas sim uma Agência Portuguesa para as Migrações e Asilo (APMA). De acordo com o …

Pinto da Costa, presidente do FC Porto, com o guarda-redes Diogo Costa

Diogo Costa renova com o FC Porto até 2026

O guarda-redes Diogo Costa renovou contrato com o FC Porto até 2026, anunciaram os dragões, na tarde deste sábado. Diogo Costa, de 22 anos, aproveitou a lesão de Marchesín no início da temporada e assumiu a …

O algoritmo das plataformas de streaming afeta o que vemos (e quem somos)

As plataformas de streaming usam um algoritmo que afeta aquilo que vemos e o que queremos ver, moldando a nossa personalidade. Squid Game, o drama coreano distópico da Netflix, tornou-se a série mais vista lançada pela …

BPN e Banif custam mais do que alívio de IRS e subida de pensões

A despesa prevista no OE2022 para os veículos financeiros dos antigos Banif e BPN supera o valor previsto para medidas como o alívio no IRS e o aumento extra das pensões. Tal como destaca o Dinheiro …

A praia de Katoku, no Japão.

Praia intocada no Japão é uma das últimas do país. A sua pureza está a ser violada

A praia em Katoku, no Japão, é parte do Património Mundial da UNESCO. A construção de um paredão está a dividir a população local. Nesta praia cercada por montanhas em Katoku, no Japão, quase não há …