ADN de cadáver decapitado revela a história de um assassino que fugiu da prisão há 100 anos

DNA Doe Project

O DNA Doe Project, organização norte-americana criada para identificar pessoas mortas desconhecidas com genealogia forense, encontrou um criminoso que matou a sua esposa com um machado e foi visto pela última vez depois de escapar da prisão há 100 anos.

Algumas partes do corpo sem cabeça de um desconhecido foram encontradas em cavernas remotas perto da cidade de Dubois, no estado de Idaho, Estados Unidos, em 1979 e em 1991. Agora, depois de examinar mais de 31.730 pessoas, o DNA Doe Project identificou o homem como sendo Joseph Henry Loveless – e até rastreou o seu neto de 87 anos.

A organização descobriu que Joseph Henry Loveless, nascido em 1870 na cidade de Payson, no Utah, teve vários problemas com a lei, mas conseguiu escapar várias vezes da prisão.

Em março e dezembro de 1914, Loveless foi preso por contrabandear bebidas alcoólicas, mas nunca cumpriu a cadeia, uma vez que escapou após serrar as grades da prisão. Da segunda vez, conseguiu parar o comboio que o escoltava para a prisão e fugiu.

Durante sua vida, Loveless foi casado duas vezes. O homem divorciou-se da sua primeira esposa, Harriett Jane ‘Hattie’ Savage, em 1904, cinco anos após o casamento por “não conseguir sustentá-la a a ela nem à sua filha”, de acordo com a NBC News. Um ano depois, casou-se com Agnes Octavia Caldwell, com quem teve quatro filhos.

Mas, em 5 de maio de 1916, Caldwell foi assassinada com um machado na presença de pelo menos dois dos seus filhos por um homem chamado “Charles Smith”, que é descrito em alguns relatos como o seu marido. Em 11 de maio, o assassino da mulher foi preso sob o nome de “Walter Currans”.

No funeral da mulher, um dos filhos terá dito: “O pai nunca ficou preso durante muito tempo e rapidamente sairá”. Vários dias depois, “Walter Cairns” escapou da prisão, depois de serrar as barras com uma serra que tinha escondido no sapato.

“Ao reconstruir estas histórias, os relatórios sugeriram claramente que Walter Currans, Charles Smith e Joseph Henry Loveless eram todos a mesma pessoa e que Agnes foi assassinada pelo seu marido. Isto foi confirmado mais tarde através dos registos policiais”, explicou a organização numa conferência de imprensa.

Acredita-se que Loveless tenha morrido aos 46 anos após ser assassinado e transportado para as cavernas perto de Dubois, pouco depois de ter escapado da prisão em maio de 1916. Os seus restos mortais “foram preservados durante 63 anos, excedendo significativamente o intervalo post mortem [o tempo entre a morte e a descoberta do corpo] estimado entre seis meses e cinco anos”, afirmou a organização.

Porém, não se sabe quem o desmembrou e decapitou por isso, o caso permanece aberto.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Medina leva nega. Bloco, PCP e PAN querem concorrer sozinhos em Lisboa

O anúncio de que Carlos Moedas vai encabeçar a candidatura PSD/CDS à Câmara Municipal de Lisboa uniu a direita, mas não mudou a estratégia da esquerda. O Bloco, o PCP e o PAN querem concorrer …

Coates alcançou feito sem paralelo na Europa

Coates não comete uma única falta há mais de um mês, embora tenha sido totalista de minutos nesse período. É o único jogador das principais ligas europeias a consegui-lo. Provavelmente já não se lembra da última …

"Nunca batem certo". Madeira contesta dados do boletim da DGS

As autoridades regionais madeirenses afirmam que "os números fidedignos são os dados reportados, diariamente, pela Direção Regional de Saúde". A Direção Regional da Saúde (DRS) da Madeira contestou, esta terça-feira, os dados reportados nos boletins da …

I Liga pondera reduzir número de equipas a partir de 2022/2023

O desportivo Record avança esta quarta-feira que a Liga de Clube pondera reduzir o número de equipas em competição na I Liga já a partir da época de 2022/2023. Em cima da mesa está a redução …

Sob risco de expulsão, Fidesz de Orbán deixa bancada do Partido Popular Europeu pelo próprio pé

O partido Fidesz, liderado pelo primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán, vai deixar a bancada do Partido Popular Europeu no Parlamento Europeu. De acordo com a agência Reuters, o partido Fidesz, que governa a Hungria, anunciou esta quarta-feira …

Varandas move mundos e fundos por João Mário, que ganha dobro do teto salarial

Frederico Varandas está disposto a investir na contratação em definitivo de João Mário. O médio do Inter ganha quase o dobro do teto salarial em Alvalade. "João Mário é para ficar", lê-se esta quarta-feira na capa …

Moedas é a cara de uma megacoligação em Lisboa. PSD tenta fechar Santana em Sintra

Aliança, RIR, MPT e PPM também estão fechados. Carlos Moedas vai encabeçar a candidatura PSD/CDS à Câmara Municipal de Lisboa, uma megacoligação de centro-direita. O Público avança que a participação do Aliança, do Reagir, Incluir e …

Neandertais tinham a capacidade de falar e perceber a linguagem humana

Um novo estudo mostra que os nossos parentes Neandertais tinham a capacidade de ouvir e produzir os sons da fala dos humanos modernos. Nos últimos anos, várias evidências científicas provaram que os Neandertais eram muitos …

Maria José Valério morre vítima de covid-19 ao 87 anos

A cançonetista Maria José Valério, que deu voz à "Marcha do Sporting", morreu esta quarta-feira em Lisboa, aos 87 anos, vítima de covid-19, disse fonte da Casa do Artista. A intérprete de "Menina dos Telefones" (1961) …

Mais impostos e incentivos. Governo avança com reforma fiscal verde (e tem o apoio de Bruxelas)

O Governo está a trabalhar com a Comissão Europeia para aprofundar a primeira vaga reformista, lançada pelo anterior Governo PSD-CDS em 2015, para avançar com uma nova reforma fiscal verde. O Diário de Notícias avança esta …