Adeus a Mandela: as rivalidades, as ausências e um aperto de mão

(cv) SABC / YouTube

Barack Obama e Raúl Castro apertam as mãos no funeral de Nelson Mandela

Barack Obama e Raúl Castro apertam as mãos no funeral de Nelson Mandela

Qualquer despedida de uma figura global costuma ser uma dança diplomática, tensa e marcada por gestos habilidosos em busca de entendimentos. O funeral de Nelson Mandela não foi diferente.

Entre os cerca de cem chefes de Estado ou governo, actuais ou retirados, estiveram presentes muitos amigos e alguns inimigos.

Mas talvez o gesto mais notável, coerente com o espírito de conciliação de Nelson Mandela, tenha vindo de Barack Obama.

O aperto de mão do presidente americano ao presidente de Cuba, Raúl Casto, talvez tenha sido um acto deliberado num momento em que ressurge a perspectiva de descongelamento das relações entre os Estados Unidos e a Cuba comunista, após mais de meio século de hostilidades.

 

Rivalidades

Com o mesmo espírito de celebração do legado de Mandela, o actual e o ex-presidente da França, os conhecidos rivais François Hollande e Nicolas Sarkozy, desembarcaram juntos.

Mas os dois rivais não conseguiram disfarçar inteiramente o mal-estar. Sarkozy recusou uma confortável boleia no avião presidencial de Hollande. No estádio, os dois ficaram lado a lado. Sentaram-se encabulados, quase sempre a olhar em direcções opostas.

Muitos países enviaram delegações múltiplas, reflectindo a influência emblemática de Mandela no mundo.

Quatro primeiros-ministros britânicos estiveram lá: David Cameron, Gordon Brown, Tony Blair e John Major. É a primeira vez em muitos anos que todos os ex-chefes de governo vivos da Grã-Bretanha viajam juntos para o mesmo evento.

Do Brasil, a presidente Dilma Rousseff viajou acompanhada dos ex-presidentes Lula, Fernando Henrique Cardoso, José Sarney e Fernando Collor de Melo.

Os Estados Unidos também mandaram uma delegação formidável – além de Obama, foram o ex-presidentes George W. Bush, Bill Clinton e Jimmy Carter, com as respectivas ex-primeiras damas.

 

Ausências

Tão interessante quanto as presenças foram algumas ausências notáveis.

O prêmio Nobel da Paz Dalai Lama não compareceu. Não foi surpresa, já que ele viu por duas vezes negado o visto de entrada na África do Sul, numa demonstração da preocupação de Pretória em não irritar Pequim. A China, aliás, foi representada pelo vice-presidente Li Yuanchao.

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, e o presidente do país, Shimon Perez, também preferiram ficar em casa – alegaram custos, segurança e questões de saúde.

Segundo a BBC, a verdadeira razão, para Netanyahu pelo menos, terá sido o receio de protestos contra Israel no meio da multidão. Além dos antigos laços de Israel com o regime do apartheid, há também um grande apoio à causa palestiniana na África do Sul.

Outros líderes estiveram ausentes por diversas razões.

O presidente do Sudão, Omar al-Bashir, não compareceu para “evitar complicações”, segundo diplomatas sudaneses. Bashir é procurado pelo Tribunal Penal Internacional.

O novo presidente iraniano, Hassan Rouhani, também não foi. Teerão enviou o vice-presidente. Após a repercussão do recente telefonema inédito a Obama, a possibilidade de encontrar o presidente americano e protagonizar um aperto de mão poderia causar ainda mais problemas. Deu jeito a Obama também – evitou ter que explicar “lá em casa” dois cumprimentos polémicos no mesmo dia.

Supresa também foi a ausência do presidente ou do primeiro-ministro da Rússia, dado o longo histórico de apoio da ex-União Soviética ao Congresso Nacional Africano, partido de Mandela. Estaria Vladimir Putin ocupado? O presidente deverá fazer o seu discurso anual à nação esta quinta-feira.

Já o primeiro-ministro da República Checa, Jiri Rusnok, protagonizou uma situação constrangedora que correu o mundo. Um microfone captou uma conversa na qual se queixava ao ministro da defesa de ter que viajar à África do Sul. Até lhe “dava arrepios” pensar em ir ao funeral.

Rusnok apresentou mais tarde desculpas, mas o estrago estava feito. Em sua representação, enviou o Ministro dos Negócios Estrangeiros.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …

Hackers expõem na cloud dados que roubaram de utilizadores do Spotify. Foi um acidente

Um grupo de piratas informáticos compilou uma base de dados com cerca de 250.000 palavras-passe do Spotify e armazenaram os dados na cloud. No entanto, esqueceram-se de proteger o armazenamento com uma palavra-passe. De acordo com …

Disney vai colocar em lay-off mais de 30.000 trabalhadores em 2021

A gigante norte-americana Walt Disney Company anunciou esta semana que vai colocar em regime de lay-off 32.000 trabalhadores no primeiro semestre de 2021 devido às quebras financeiras causadas por causada da pandemia de covid-19. A …

Ventura responde a Rodrigues dos Santos (e os ânimos à direita tornam-se cada vez mais ácidos)

Depois de Francisco Rodrigues dos Santos ter afirmado, em entrevista ao Sol, que o CDS "não fará alianças políticas com o partido Chega", André Ventura reagiu em tom irónico: "Como é que o Chega conseguirá …

Portugal com mais 4.093 novos casos e 64 óbitos. Há 536 doentes em cuidados intensivos

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 64 óbitos e 4.093 novos casos de covid-19. O número de internamentos nos cuidados intensivos volta a bater recorde, com 536 doentes. Portugal contabilizou, nas últimas 24 horas, 64 …