Adesivo na roupa ajuda vítimas em caso de tentativa de violação

A invenção é de uma cientista indiana, ciente da falta de segurança – em especial no seu país de origem – que muitas mulheres vivem quando saem sozinhas à rua. E, como Manisha Mohan acredita que as mulheres devem sentir-se capazes de se proteger, criou uma forma que ajuda as vítimas em caso de violação.

Trata-se de um pequeno adesivo colocado na roupa, nomeadamente no soutien, que emite um alerta em tempo real caso o vestuário seja arrancado. “Criamos um projeto para detectar, comunicar e prevenir ataques sexuais em tempo real”, explicou a cientista do MIT (Massachusetts Institute of Technology).

Com o nome “Intrepid”, a invenção de Manisha – que considera o ataque sexual uma doença da nossa sociedade e que precisa de cura imediata – pode até ajudar vítimas que não tenham condições de cuidar de si próprias.

“Imagine um cenário em que a pessoa não está em condições de responder, um ataque numa universidade ou até mesmo um encontro que termine em violação”, exemplifica a criadora.

Assim sendo, o sistema do Intrepid pode funcionar de forma passiva ou ativa. No primeiro caso, a vítima aperta uma espécie de botão de pânico, acionando contactos de confiança previamente escolhidos.

Já na forma ativa, quando o agressor tentar arrancar a roupa da vítima, o dispositivo envia a geolocalização da vítima a amigos, liga para um contacto e grava o áudio captado em redor, para que seja usado nos tribunais como prova da tentativa de violação.

E, adianta Manisha, o adesivo é confortável e pode ser usado em várias peças de roupa, caso não queira colocar no soutien. Além disso é feito de hidrogel, “não deixa vestígios” e “pode ser lavado e colocado como um adesivo”.

Para usar o dispositivo, o utilizador tem de fazer download no telemóvel de uma aplicação que vem com o Intrepid e inserir os cinco contactos a contactar em caso de emergência. O adesivo é emparelhado com o telemóvel através de Bluetooth.

“Na Índia, em nome da segurança, muitas vezes as mulheres são alertadas para ficar dentro de casa à noite. Acredito que, em vez disso, deveríamos ter mais segurança. Não precisamos de guarda-costas. Acho que deveríamos ter a capacidade de nos proteger a nós mesmas e sermos capazes de estar sozinhas e em segurança”, salientou Mohan.

// Move

PARTILHAR

RESPONDER

Vítimas do franquismo pedem investigação à origem das jóias que a família Franco vai leiloar

A Associação para a Recuperação da Memória Histórica (ARMH), que inclui familiares das vítimas do franquismo, pediu ao Governo espanhol que investigue a origem das jóias que a família Franco vai leiloar. De acordo com …

"Sem dúvida". Montenegro diz que era capaz de derrotar Costa

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro, que é agora candidato à liderança do partido, afirmou, em entrevista ao jornal Público e à Rádio Renascença, que era capaz de derrotar António Costa.  "Acho que era …

Rússia quer legalizar comércio de 'diamantes de sangue' africanos

Os diamantes exportados da República Centro-Africana estão associados à corrupção, à violência, à guerra civil, a violações e assassinatos. Agora, Moscovo anunciou que quer o fim do embargo internacional, buscando legalizar na totalidade a sua …

Economia abrandou, mas ainda é possível cumprir meta de crescimento

O Produto Interno Bruto cresceu 0,3% no terceiro trimestre, face aos três meses anteriores, metade do registado no segundo trimestre, mantendo o ritmo de crescimento, de 1,9%, na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo …

Sporting vai avançar com ação de despejo das claques

A SAD leonina vai avançar com uma ação de despejo para que as claques Juventude Leonina e Directivo Ultras XXI deixem os espaços que ocupam no Estádio José Alvalade, avança A Bola esta quarta-feira. De …

"Ninguém quer trabalhar" na Casa Pia. Pais em protesto devido à falta de pessoal

Os pais e encarregados de educação do Centro Educativo e Desenvolvimento D. Maria Pia, em Lisboa, vão entregar na segunda-feira um abaixo-assinado à tutela para pedir a abertura de concursos externos para reforço de pessoal …

Trump elogiou Erdogan, depois de uma reunião que descreveu como "maravilhosa e produtiva"

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou na quarta-feira o seu relacionamento com o homólogo turco, Recep Tayyip Erdogan. Os dois líderes encontraram-se para tentar superar várias diferenças, incluindo a situação na Síria e a compra …

MH17. Novas provas revelam contactos frequentes entre a Rússia e separatistas ucranianos

A equipa internacional que conduziu a investigação sobre a queda do voo MH17 em 2014 no leste da Ucrânia divulgou novas provas que apontam para contactos muito frequentes entre a Rússia e os rebeldes separatistas …

Imunidade diplomática deixa em liberdade suspeito de tentar matar com ácido sulfúrico

O suspeito de homicídio, na forma tentada, ficou em liberdade depois de ter apresentado o passaporte diplomático às autoridades, que impede que seja detido ou constituído arguido. De acordo com a TVI24, um alto responsável da …

Zivkovic quer rescindir contrato com o Benfica

O extremo sérvio quer chegar a acordo com o Benfica para ficar livre a ano e meio do final do seu contrato mas, pelos vistos, a SAD encarnada nem quer ouvir falar dessa hipótese. De acordo …