Açores recebem primeiro festival internacional de palhaças

Descalças / Blogspot

-

A ilha de São Miguel, nos Açores, acolhe, em 2015, o primeiro festival internacional de palhaças, que pretende dar visibilidade a esta atividade e criar uma rede mundial das mulheres palhaças, revelou hoje a organização.

“Tal como noutras áreas, é um trabalho ainda muito invisível e, portanto, se estivermos mais juntas, cremos que isso vai dar maior visibilidade ao trabalho das palhaças”, afirmou à Lusa Maria Simões, das Descalças Cooperativa Cultural, entidade que promove o evento.

O festival, designado Bolina, vai decorrer de 30 de janeiro a 01 de fevereiro, em Ponta Delgada.

Além de oficinas de formação e intervenções em várias instituições, haverá também espetáculos de rua e outras iniciativas.

Maria Simões, que disse ser a única mulher nos Açores a viver como palhaça, adiantou que este evento resulta de um trabalho que desenvolve há mais de dez anos em vários países e da necessidade que encontrou de haver espaço para refletir, reunir e estabelecer uma maior ligação entre todas as profissionais deste ramo de atividade.

-

Segundo Maria Simões, neste primeiro festival, nos Açores, irá nascer uma rede internacional de palhaças, sendo que um dos objetivos passa por ter uma representante em cada um dos países do mundo, de modo a desenvolver ações estratégicas conjuntas.

Apesar das inscrições decorrerem até 15 de janeiro, Maria Simões revelou haver já muitas manifestações de interesse em participar no Bolina, sobretudo de palhaças do continente americano e europeu, dada a posição geográfica dos Açores, mas lamentou o pouco apoio institucional no arquipélago.

“Independentemente de ter um apoio residual da Direção Regional da Cultura, este é um festival que está a ser auto-sustentado. As participantes vão pagar as suas despesas, nomeadamente no que diz respeito aos transportes, e nós sabemos que é extraordinariamente difícil e, por isso, se calhar, vai ter pouca participação”, afirmou Maria Simões, acrescentando que todo o trabalho que as palhaças desenvolverem durante o festival será gratuito.

Para minimizar custos, a organização apela aos habitantes de S. Miguel para, se puderem, acolherem em sua casa uma participante do festival, assegurando o alojamento e as refeições. Os interessados em colaborar podem entrar em contacto pelo email bolinafestival@gmail.com.

“As palhaças vêm trabalhar, dar alegria, sorrisos, mostrar outra forma de olhar o mundo e recebem a possibilidade de conviver com uma família, durante a semana em que estão cá. Isso também tem um lado positivo de integração das artes na vida das pessoas em geral, para que a arte não seja uma coisa elitista”, referiu Maria Simões, alegando que o que está em causa é uma troca entre ambas as partes envolvidas.

Embora o festival decorra entre 30 de janeiro e 01 de fevereiro, haverá uma pré-festival entre 26 e 29 de janeiro, mais destinado à formação das palhaças e do público em geral, visitas a instituições e saídas de rua, ficando os três dias do festival mais destinados aos espetáculos propriamente ditos, que vão decorrer em vários locais.

O programa final do festival será anunciado a 31 de dezembro.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Fim dos debates quinzenais. Rio diz que é o melhor para o país (e pensa em si próprio)

O líder do PSD, Rui Rio, explicou, num vídeo da PSD/TV que defende o fim dos debates quinzenais porque é o "melhor para o país", alegando que esta proposta não tem a "preocupação de dificultar …

Lei de segurança nacional. Taiwan teme ser próximo alvo da China (e Hong Kong pode ser o novo Tibete)

A decisão de Pequim em impor a Hong Kong uma lei draconiana sobre segurança faz crescer os receios de que Taiwan possa ser o próximo alvo da República Popular da China. Por outro lado, teme-se …

Patrick Mahomes assina o maior contrato da história do desporto: 10 anos por 446 milhões

O jogador de futebol americano Patrick Mahomes fez história ao assinar o maior contrato de sempre do mundo do desporto. O quarterback dos Kansas City Chiefs renovou por dez temporadas, num valor total de 446 …

Centeno rejeita conflito de interesses. “Não conseguia emprego em Portugal nas próximas décadas"

O antigo ministro das Finanças está esta quarta-feira a ser ouvido no Parlamento, naquela que é a sua primeira grande prova de fogo no caminho que terá que percorrer até chegar ao cargo de governador …

Centenas de holandeses nas ruas de Albufeira. GNR obrigada a intervir

A Guarda Nacional Republicana (GNR) levantou, no domingo, dezenas de autos de contraordenação a estabelecimentos e a pessoas, em Albufeira, no Algarve, por desrespeito das regras impostas devido à pandemia da Covid-19, disse esta terça-feira …

Soares atravessou jejum de golos, mas há uma estatística em que ninguém o bate

O avançado portista Tiquinho Soares é o jogador que mais golos faz de cabeça, em Portugal e na Europa. Esta temporada, já leva sete cabeceamento certeiros. Tiquinho Soares esteve 12 jogos sem marcar qualquer golo com …

"Dêem a Portugal uma Ponte Aérea". Escocês faz petição e diz que decisão do Reino Unido é injusta

Um escocês admirador de Portugal considera a exclusão da lista de países isentos de quarentena nas chegadas ao Reino Unido “injusta” e “pouco transparente” e por isso promoveu uma petição popular a pedir o levantamento …

Juiz Carlos Alexandre está em isolamento profilático

O juiz Carlos Alexandre encontra-se em isolamento profilático depois de ter participado, no final de junho, numa busca a uma agência bancária em que estiverem envolvidas três pessoas infetadas com covid-19. De acordo com a RTP, …

Jogo de loucos em Itália. Milan de Ibrahimovic derrota Juve de CR7 com golo português

Cristiano Ronaldo fez o 2-0 para a Juventus em casa do AC Milan, porém, o campeão perdeu 4-2 e desperdiçou a oportunidade de ampliar para 10 os pontos de vantagem para a Lazio, derrotada em …

A maior promessa do futebol alemão pede para sair. Chelsea prepara 100 milhões de euros

O internacional alemão Kai Havertz pediu à direção do Leverkusen para sair este verão. O Chelsea é o principal candidato à contratação do médio, tendo de desembolsar 100 milhões de euros. Kai Havertz é provavelmente a …