Ações da Tesla disparam após Musk admitir tirar a empresa da bolsa

tedconference/ Flickr

Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX

Elon Musk admitiu esta terça-feira retirar a Telsa de bolsa, avaliando cada ação em 420 dólares (363 euros). O palco foi, uma vez mais, o Twitter e os títulos reagiram ao anúncio com uma subida de 7%. 

“Estou a considerar tornar a Tesla privada a 420 dólares. Financiamento assegurado”, escreveu o presidente executivo da empresa na rede social, assegurando que tem o financiamento necessário.

Deixar de ser uma empresa cotada – o que significa dar contas auditadas aos seus acionistas a cada três meses – evitaria “uma série de dores de cabeça”, respondeu o CEO a um seguidor no Twitter.

O tweet de Musk surgiu horas depois de o Financial Times ter reportado que o Fundo de Saúde soberano da Arábia Saudita – país exportador de petróleo – comprou uma participação significativa (entre 3% e 5%) na Tesla Inc.

As ações da fabricante de carros elétricos chegaram a valorizar-se 7,4% para mais de 367 dólares (317 euros) e a negociação foi interrompida pelas 14:08 locais (19:08 em Lisboa).

Com o valor de 420 dólares por ação, o presidente da Tesla está a avaliar a empresa em mais de 70 mil milhões de dólares (60 mil milhões de euros), e a oferecer um prémio de cerca de 22% e que é cerca de 9% superior ao valor mais alto de sempre das ações da fabricante, que era 385 dólares (cerca de 333 euros).

Elon Musk garantiu, através de um comunicado interno disponibilizado no Twitter da Tesla, que a “decisão final ainda não está tomada”. Justificando depois o racional da posição: “criar um contexto para a Tesla operar melhor”.

Para o presidente executivo do grupo, como sociedade de capital aberto ao investimento público, disperso no mercado de capitais, a Tesla está “sujeita a variações violentas no preço das ações, que podem ser uma enorme distração para toda a gente que trabalha” na companhia, e “que são todos acionistas”.

Além disso, a “pressão” a que está sujeita trimestralmente pode não ser benéfica para tomar decisões a médio prazo, atraindo muitos especuladores. A proposta será será sujeita “ao voto dos nossos acionistas”, afirmou.

A comunicação de Musk surge também duas semanas após a Tesla ter revelado que teve prejuízos de 717,5 milhões de euros no segundo trimestre do ano.

A Tesla perdeu milhões para atingir o objetivo de produzir cinco mil exemplares do Modelo 3 por semana até junho. A empresa diz que a produção está a aumentar, com o objetivo e seis mil por semana até ao final e agosto.

O estilo de Musk tem sido criticado por ser visto como conflituante com Wall Street. No início do ano, excluiu dois analistas de uma conferência, depois de perguntas que o incomodaram.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …

Diogo Jota no Liverpool

O Liverpool oficializou hoje a contratação do futebolista internacional Diogo Jota, de 23 anos, num contrato “de longa duração”, sem especificar a duração. A imprensa inglesa tem adiantado que o jogador vai assinar por cinco épocas, …

Companhia aérea australiana oferece voos de 7 horas (para lugar nenhum)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou recentemente planos para um voo panorâmico de sete horas que fará um loop gigante em Queensland e Gold Coast, New South Wales e os remotos centros do interior do …

Barack Obama vai publicar um livro de memórias (mas só depois da eleições de novembro)

O livro de memórias do antigo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, só vai ser publicado depois das eleições presidenciais de novembro. Uma enxurrada de livros políticos chegou às prateleiras nas últimas semanas, no final da …

Confrontos em Londres entre polícia e opositores das restrições devido à pandemia

A polícia de Londres, Inglaterra, entrou hoje em confronto com manifestantes que protestavam contra as restrições que visam conter a disseminação do novo coronavírus. De acordo com a agência Associated Press (AP), os confrontos ocorreram quando …

Milhares infetados por bactéria após fuga em fábrica farmacêutica chinesa

Milhares de pessoas no noroeste da China contraíram uma doença bacteriana depois de uma fuga que causou um surto numa biofarmacêutica no ano passado. De acordo com a CNN, que cita relatos dos media locais, mais …

Guardas da Revolução do Irão prometem vingar morte do general Soleimani

O chefe dos Guardas da Revolução, o exército ideológico do Irão, garantiu hoje que a morte do general Qassem Soleimani, alvo de um raide aéreo dos Estados Unidos, será vingada em “todos os seus implicados”. “Senhor …

"O mundo está no momento mais perigoso da história humana", diz Noam Chomsky

O professor norte-americano Noam Chomsky, conhecido como o pai da linguística moderna, advertiu que o mundo está no momento mais perigoso da história da humanidade devido à crise climática, à ameaça de guerra nuclear e …

Portugal com 849 novas infecções por covid-19. Há 20.722 casos activos

Portugal registou 849 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, mantendo-se a tendência de subida verificada nos dias anteriores. Mas o número de pacientes recuperados também não era tão alto desde Julho. O boletim da …

A Grândola Vila Morena abafou "a maior marcha alguma vez vista" do Chega

Com a Praça do Giraldo, em Évora, dividida por barreiras anti-motim, os participantes da concentração "Pela Liberdade" receberam os apoiantes do Chega de André Ventura ao som de "Grândola Vila Morena" e empunhando cravos vermelhos …