Acessos indevidos ao sistema prejudicaram o combate em Pedrógão Grande

Paulo Novais / Lusa

Quase 10 meses depois do incêndio de Pedrógão Grande, a ANPC detetou que o sistema que concentra informação sobre o que se passa no país em matéria de proteção civil esteve sobrecarregado com acessos de antigos utilizadores.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) detetou, quase 10 meses após o incêndio de Pedrógão Grande, que o Sistema de Apoio à Decisão Operacional (SADO), um sistema que concentra toda a informação sobre o que se passa no país em matéria de proteção civil, esteve sobrecarregado com acessos de antigos utilizadores.

Esta sobrecarga terá gerado, segundo fonte da ANPC, congestionamento do sistema, informações contraditórias e ordens operacionais deficientes que terão prejudicado o combate ao incêndio.

Ao que a Sábado apurou, existem mais de 4.000 pessoas que não deveriam ter acesso ao sistema, mas que continuam com os mesmos privilégios que lhes foram atribuídos desde que o sistema entrou em funcionamento, no ano de 2012. No entanto, o SADO não permite saber a cada momentos quantas pessoas estão a monitorizar o sistema.

No primeiro dia do incêndio em Pedrógão Grande, 17 de junho, houve pelo menos três registos de crianças desaparecidas. No entanto, mais tarde, percebeu-se que era a mesma criança.

Este problema de inserções repetidas, por exemplo, em conjunto com a sobrecarga e descoordenação operacional, levou a que o comandante do teatro de operações ordenasse que todas as inserções no SADO passassem a ter de ser autorizadas pelo comando.

Tal fez com que a comissão independente que elaborou o relatório referisse que “esta determinação do Comandante das Operações de Socorro pode subtrair à fita do tempo do SADO informações que poderiam ser importantes para a compreensão dos acontecimentos na noite de 17 para 18″.

De acordo com o relatório, a ordem foi dada às 4h56 de 18 de junho, mas, ao contrário do que sugere o documento, só até às 9 da manhã, o SADO registou 30 novas comunicações. Até ao fim das operações, no dia 23 de manhã, houve cerca de mil comunicações na fita do tempo, isto é, cerca de seis novas inserções por hora, avança a Sábado.

Ao sistema SADO têm acesso os presidentes da ANPC, assessores do Ministério da Administração Interna (MAI) e todos os operacionais do Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS), que deveriam rondar as 250 autorizações. Além destes, durante a época de fogos, são atribuídos acessos temporários.

A Sábado explica que os operacionais do CNOS deveriam ter capacidade de inserir dados e os restantes apenas para visualizar, mas estas autorizações nunca foram canceladas ao longo do tempo, permitindo assim que mais de 4.000 pessoas acedam ao sistema.

O SADO vai ser alterado de modo a ser possível restringir e monitorizar os acessos, assim como cancelar os antigos e saber quem está em determinado momento a aceder a este sistema.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Super-vulcão Yellowstone registou 91 terramotos em apenas 24 horas

Os vulcanólogos têm andado atentos ao super-vulcão localizado no Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos. O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) relatou recentemente a ocorrência de 91 terremotos em apenas 24 horas. Estes …

Cartoonista alemão Frank Hoppmann é o vencedor do 15.º World Press Cartoon

O 'cartoonista' alemão Frank Hoppmann, com a caricatura do primeiro-ministro britânico Boris Johnson, é o vencedor da 15.ª edição do World Press Cartoon, foi hoje anunciado nas Caldas da Rainha, na cerimónia de entrega de …

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …

Milhares de pássaros migratórios estão (misteriosamente) a morrer no Novo México

Um elevado número de pássaros migratórios está a morrer em todo o Novo México, numa misteriosa mortalidade em massa que está a preocupar os cientistas. Estima-se que o número de pássaros mortos seja de centenas de …

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …

FC Porto 3-1 Braga | Entrada de “dragão”

O FC Porto iniciou a defesa do título nacional com uma vitória importante sobre o Sporting de Braga por 3-1. Os minhotos marcaram primeiro no Dragão, por um ex-portista, mas os descontos do primeiro tempo foram …

Barco navega em forma de coração para agradecer aos habitantes da Nova Escócia

A escuna Bluenose II navegou de forma bastante original no último dia da temporada de 2020. A rota seguida criou a forma de um coração no porto de Lunenburg, na Nova Escócia. De acordo com o …

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …