Acessos indevidos ao sistema prejudicaram o combate em Pedrógão Grande

Paulo Novais / Lusa

Quase 10 meses depois do incêndio de Pedrógão Grande, a ANPC detetou que o sistema que concentra informação sobre o que se passa no país em matéria de proteção civil esteve sobrecarregado com acessos de antigos utilizadores.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) detetou, quase 10 meses após o incêndio de Pedrógão Grande, que o Sistema de Apoio à Decisão Operacional (SADO), um sistema que concentra toda a informação sobre o que se passa no país em matéria de proteção civil, esteve sobrecarregado com acessos de antigos utilizadores.

Esta sobrecarga terá gerado, segundo fonte da ANPC, congestionamento do sistema, informações contraditórias e ordens operacionais deficientes que terão prejudicado o combate ao incêndio.

Ao que a Sábado apurou, existem mais de 4.000 pessoas que não deveriam ter acesso ao sistema, mas que continuam com os mesmos privilégios que lhes foram atribuídos desde que o sistema entrou em funcionamento, no ano de 2012. No entanto, o SADO não permite saber a cada momentos quantas pessoas estão a monitorizar o sistema.

No primeiro dia do incêndio em Pedrógão Grande, 17 de junho, houve pelo menos três registos de crianças desaparecidas. No entanto, mais tarde, percebeu-se que era a mesma criança.

Este problema de inserções repetidas, por exemplo, em conjunto com a sobrecarga e descoordenação operacional, levou a que o comandante do teatro de operações ordenasse que todas as inserções no SADO passassem a ter de ser autorizadas pelo comando.

Tal fez com que a comissão independente que elaborou o relatório referisse que “esta determinação do Comandante das Operações de Socorro pode subtrair à fita do tempo do SADO informações que poderiam ser importantes para a compreensão dos acontecimentos na noite de 17 para 18″.

De acordo com o relatório, a ordem foi dada às 4h56 de 18 de junho, mas, ao contrário do que sugere o documento, só até às 9 da manhã, o SADO registou 30 novas comunicações. Até ao fim das operações, no dia 23 de manhã, houve cerca de mil comunicações na fita do tempo, isto é, cerca de seis novas inserções por hora, avança a Sábado.

Ao sistema SADO têm acesso os presidentes da ANPC, assessores do Ministério da Administração Interna (MAI) e todos os operacionais do Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS), que deveriam rondar as 250 autorizações. Além destes, durante a época de fogos, são atribuídos acessos temporários.

A Sábado explica que os operacionais do CNOS deveriam ter capacidade de inserir dados e os restantes apenas para visualizar, mas estas autorizações nunca foram canceladas ao longo do tempo, permitindo assim que mais de 4.000 pessoas acedam ao sistema.

O SADO vai ser alterado de modo a ser possível restringir e monitorizar os acessos, assim como cancelar os antigos e saber quem está em determinado momento a aceder a este sistema.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Donald Trump diz que a ex-assessora é "um cão!"

O Presidente Donald Trump aumentou hoje o tom do seu confronto com a sua antiga assessora Omarosa Manigault Newman, que chegou a ser a afro-americana com estatuto mais elevado na Casa Branca, designando-a como “esse …

Natalie Dormer junta-se ao universo mágico de Harry Potter

Harry Potter: A History of Magic, o novo audiobook que vai continuar a explorar a obra de J. K. Rowling vai ser lançado a 4 de Outubro deste ano e tem como voz principal a …

Derrocada em prédio em obras em Lisboa provocou um morto

O acidente de trabalho que ocorreu hoje à tarde num prédio em obras, na freguesia da Misericórdia, em Lisboa, fez um morto e um ferido ligeiro, disse à Lusa fonte do INEM. De acordo com a …

Fenerbahçe vs Benfica | Em frente nas asas de Gedson

O Benfica garantiu a passagem ao “play-off” de apuramento da Liga dos Campeões. A formação portuguesa foi à Turquia empatar 1-1 com o Fenerbahçe, e até esteve a ganhar, fruto de um golo de Gedson …

Segurança Social disponibiliza linhas de apoio às populações afetadas pelos incêndios

A Segurança Social disponibiliza, a partir desta terça-feira, quatro linhas telefónicas específicas para apoiar as populações afetadas pelo incêndio de Monchique. “Na sequência do incêndio que deflagrou em Monchique, no passado dia 3 de Agosto, e …

Cientistas chineses descobrem proteínas chave do cancro no pulmão

Investigadores chineses do Instituto de Zoologia da Academia de Ciências da China descobriram 21 proteínas chave, que podem inibir ou estimular o crescimento de células do cancro do pulmão. Através de técnicas laboratoriais, os investigadores testaram …

Italiano foi a Serralves ver a obra de Anish Kapoor. Acabou hospitalizado

Um homem sofreu ferimentos na passada segunda-feira ao cair na obra "Descida para o Limbo", de Anish Kappor, exposta em Serralves, no Porto, e encontra-se ainda internado no Hospital de Santo António, revelou fonte da …

Novas regras das reformas antecipadas para carreiras longas em vigor a 1 de outubro

Governo enviou aos parceiros sociais uma proposta de alteração às pensões antecipadas para entrar em vigor em outubro. Esta proposta estabelece o fim dos cortes para quem tem 46 anos de contribuições e tenha começado …

Economia portuguesa cresce ligeiramente acima da média europeia

O crescimento da economia portuguesa acelerou no segundo trimestre, ao avançar 2,3% face ao mesmo período do ano anterior e 0,5% em cadeia, avançou esta terça-feira o Instituto Nacional de Estatística. De acordo com a estimativa …

Um em cada três alunos "frágeis" que optam pelo ensino profissional abandonam a escola

Os alunos que durante o ensino básico acumulam várias retenções e acabam desviados para outras opções educativas são também os que menos sucesso alcançam nos cursos profissionais do ensino secundário. Um novo estudo da Direção-Geral de …