Mais 9 mortes e 1.190 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou esta segunda-feira 1.190 novos casos de infeção por covid-19 e mais nove mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Portugal regista esta segunda-feira nove mortes atribuídas à covid-19, 1.190 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e um novo aumento nos internamentos em enfermaria e cuidados intensivos, segundo os dados oficiais.

De acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) estão hoje internadas 968 pessoas com covid-19, mais 45 em relação a domingo, 203 das quais em cuidados intensivos, mais três nas últimas 24 horas.

A área de Lisboa e Vale do Tejo com 444 casos e a região Norte com 420 têm 72,6% do total das novas infeções verificadas nas últimas 24 horas.

As nove mortes ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (3), na região Norte (4) na região Centro (1)e na região Autónoma da Madeira (1).

No que respeita às faixas etárias, quatros das vítimas mortais tinham mais de 80 anos, duas entre os 70 e os 79, uma entre os 50 e os 59 e duas entre os 40 e os 49 anos.

Portugal desce em média de novos casos diários na UE

Portugal desceu esta semana de quinto para oitavo país da União Europeia com mais novos casos de infeção por SARS-CoV-2, com uma média diária de 188 por milhão de habitantes nos últimos sete dias, segundo o site Our World in Data.

A média diária em Portugal desceu dos 316 casos verificados na semana passada. Entre os países da União, Chipre tem a maior média diária, com 724 casos, seguido de Espanha (509), França (324), Irlanda (262) e Grécia (260).

A média da União Europeia neste indicador subiu ligeiramente de 154 para 155, enquanto a média mundial subiu de 68 para 76.

A leste encontram-se os países com médias diárias de novos casos mais baixas: Polónia, com pouco mais de três casos, Hungria (cinco), Roménia (sete) e Eslováquia (nove).

No mundo, os países com mais de um milhão de habitantes com médias diárias de novos casos mais altas são Cuba (774), Chipre, Geórgia (695), Botswana (548) e Malásia (516).

Quanto à média de mortes diárias por milhão de habitantes nos últimos sete dias, Portugal desce de segundo para quarto país da União neste indicador, com uma média de 0,73, descendo de 1,19 na passada segunda-feira.

Chipre (3,34), Grécia (1,04) e Espanha (0,81) estão no topo desta lista, com a média da União Europeia em 0,37 e a mundial em 1,19.

A nível mundial, pior neste indicador estão a Tunísia (17,7), Namíbia (13,8), Botswana (11,7), Paraguai (7,79) e Myanmar (6,88).

Em números de sábado passado, Portugal tinha 55,76 por cento da população com vacinação contra a covid-19 completa, só atrás da Irlanda, uma décima acima, com a média da União Europeia nos 48,9%.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.227.765 mortos em todo o mundo, entre mais de 198,2 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.369 pessoas e foram registados 970.937 casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …