/

Mais 71 mortes e 5290 casos de covid-19. 517 doentes nos cuidados intensivos

1

Tiago Petinga / Pool / Lusa

Portugal regista, esta quarta-feira, mais 71 mortes e 5290 novos casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o último boletim da DGS, dos 5290 novos casos, 3224 são na região Norte. Na região de Lisboa e Vale do Tejo há mais 1177 infetados do que nas últimas 24 horas, no Centro há mais 506, no Alentejo há mais 256, no Algarve há mais 81 e nos Açores e na Madeira há mais 16 e 30 casos, respetivamente.

No total, o número de pessoas infetadas pela doença desde o início da pandemia é agora de 274.011. Há, neste momento, 80.528 casos ativos, mais 96 do que nesta terça-feira.

Estão também confirmadas 4127 mortes devido à covid-19, mais 71 óbitos do que nas últimas 24 horas. A DGS indica que 35 ocorreram na região Norte, 25 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 10 na região Centro e um no Alentejo.

Neste momento, existem 3251 doentes internados (menos 24 do que ontem), dos quais 517 estão nos cuidados intensivos (mais 11 do que ontem).

O boletim da DGS também aponta para mais 5123 doentes recuperados, verificando-se já um total de 189.356 pessoas. Há ainda 81.946 pessoas em vigilância pelas autoridades de saúde, menos 214 em relação ao dia de ontem.

Esta terça-feira, entrou em vigor o novo estado de emergência, que termina às 23h59 do dia 8 de dezembro, passando os 278 municípios do continente a estar divididos em quatro grupos, consoante os níveis de risco de transmissão.

As medidas gerais para todo país passam pela proibição de circular entre concelhos entre as 23h00 de 27 de novembro e as 05h00 de 2 de dezembro e entre as 23h00 de 4 de dezembro e as 23h59 de 8 de dezembro.

Nas vésperas dos feriados, não haverá aulas e a função pública terá tolerância de ponto. O Governo apelou também ao setor privado para dispensar trabalhadores nestes dois dias. A partir de agora, as máscaras são obrigatórias no local de trabalho.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.