/

Aumentam para 58 os concelhos com incidência superior a 120 casos

Rodrigo Antunes / Lusa

Portugal tem hoje 58 concelhos com incidência do coronavírus SARS-CoV-2 superior a 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, mais 18 do que na última sexta-feira.

Segundo os dados hoje divulgados no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), dos 58 concelhos com incidência superior a 120 casos por 100 mil habitantes, 18 pertencem à Área Metropolitana de Lisboa (AML).

Dos 18 concelhos da AML, 13 têm mais de 240 casos de covid-19 por 100 mil habitantes, tendo os restantes cinco uma incidência superior a 120 casos.

Os dados da DGS mostram também que o concelho do Porto surge com uma incidência do coronavírus SARS-CoV-2 superior a 120 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, o que não acontecia nas últimas semanas.

Esta quinta-feira, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, anunciou que, face à evolução da situação epidemiológica em Portugal nas últimas semanas, “não temos condições de avançar“, e que o país teria que recuar no desconfinamento.

De acordo com a ministra, havia ontem um conjunto de 25 concelhos que, por terem tido mais de 120 casos por 100 mil habitantes durante duas semanas consecutivas, ou 240 se fossem de baixa densidade populacional, iriam “voltar a ter o conjunto de regras que se aplicava até agora a poucos concelhos como era o caso de Lisboa”.

A ministra chamou a atenção para o facto de, face aos dados da semana que corre, “se se mantiverem, teremos mais 16 concelhos nesta situação. Este é um sinal de que a situação se agrava no nosso país”, afirmou então a governante.

Os concelhos que se encontrarem em níveis de risco elevado ou muito elevado “terão já durante a próxima semana regras distintas“, anunciou Mariana Vieira da Silva.

A todos estes concelhos aplicam-se as restrições horárias que temos vivido por exemplo no concelho de Lisboa”, explicou a ministra, “desde logo, o encerramento dos restaurantes às 22.30 e similares”.

“Nestes concelhos, passaremos a partir deste fim de semana os restaurantes e similares encerrados às 15h30, bem como estabelecimentos comerciais do ramo não alimentar”.

Este é um recuo significativo, que decorre da aplicação da matriz”, admitiu a ministra.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.