Já há 53 pedidos de barrigas de aluguer desde terça-feira

 

A lei entrou em vigor na terça-feira. Menos de uma semana depois, contabilizam-se 53 pedidos de gestação de substituição. 25% dos candidatos são estrangeiros.

A edição semanal do Expresso avança que, desde que a lei de gestação de substituição entrou em vigor, na terça-feira, já existem 53 pedidos registados pelo Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida (CNPMA), a entidade responsável pelos processos.

A CNPMA confirmou que entre a primeira votação da lei e a aprovação do decreto 44 casais tinham efetuado ao pedido, aos quais se somaram nove com a aprovação da nova lei. Eurico Reis, o presidente do Conselho, garantiu ao Expresso que “nos próximos dois anos será, eventualmente, possível chegar aos cem casais”.

Dos 53 casais que pedem barriga de aluguer, 25% – 13 casais – são de origem estrangeira, na maioria vindos de Espanha, segundo Eurico Reis.

No entanto, o presidente da CNPMA acredita que muitos portugueses continuem a recorrer a outros países como Ucrânia, Geórgia ou Estados Unidos da América, países onde a gestação é paga e escolhida em catálogos fornecidos pelas clínicas de fertilidade – ao contrário daquilo que acontece em Portugal.

A nova lei prevê que a gestante não poderá receber qualquer pagamento, sendo apenas reembolsada por despesas ligadas ao processo. Segundo o presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida não vai ser fácil encontrar quem engravide a troco de nada.

O decreto foi publicado em Diário da República e permite “o recurso à gestação de substituição só a título excecional e com natureza gratuita, nos casos de ausência de útero e de lesão ou doença deste órgão que impeça de forma absoluta e definitiva a gravidez da mulher ou em situações clínicas que o justifiquem, e sempre sujeito à celebração de contratos de gestação de substituição, que depende de autorização do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida (CNPMA) e audição prévia da Ordem dos Médicos”.

Primeira decisão no final do ano

Os casos submetidos pelos casais têm o prazo máximo de 120 dias para serem autorizados, sendo que o CNPMA tem 60 dias para rejeitar ou admitir os interessados e a documentação médica para comprovar a infertilidade da mulher é enviada para o Ordem dos Médicos.

Esta instituição tem mais 60 dias para dar o seu parecer sem carácter vinculativo. Desta forma, a primeira decisão em Portugal pode ser conhecida já no final de outubro ou no princípio de novembro.

Os casais e os gestantes serão acompanhados por uma equipa de psicólogos, juristas e assistentes sociais. “Os membros do CNPMA vão entrevistar as pessoas envolvidas para perceber, no concreto, qual é a sua situação psicológica e emocional. Qual é o seu grau de comprometimento. Os pedidos vão ser analisados caso a caso”, explicou Eurico Reis.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Califórnia processa empresa por promover cigarros eletrónicos com sabores para atrair jovens

A Califórnia, nos Estados Unidos (EUA), abriu na segunda-feira um processo contra a Juul, marca líder de cigarros eletrónicos, acusando-a de desenvolver uma estratégia de marketing focada na conquista de menores de idade para adquirir …

Luis Enrique volta a assumir o comando da seleção espanhola

O treinador vai reassumir as funções de selecionador de futebol de Espanha, que deixou para acompanhar a doença da filha, que faleceu em agosto com um cancro ósseo. Luis Enrique, de 49 anos, regressa aos comandos …

Governo suspendeu 18 obras na ferrovia consideradas prioritárias

A Infraestruturas de Portugal (IP) adiou e/ou atrasou ou 18 obras do setor ferroviário que estavam contemplados no programa Ferrovia 2020 e eram consideradas prioritárias. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia …

Suspeito do roubo das pistolas Glock implicou Direcção da PSP (mas nunca foi interrogado sobre isso)

O polícia que está acusado do roubo das pistolas Glock da PSP insinuou, em conversas telefónicas, que haveria chefias da Direcção Nacional desta força policial envolvidas na prática do crime. Apesar disso, nunca terá sido …

O Natal traz emoções fortes. Viva-as intensamente

Quando o tempo frio faz as suas primeiras aparições, quase imediatamente alguém afirma “não tarda nada estamos no Natal”. De facto, a quadra natalícia é o grande prémio de consolação do Inverno: o motivo pelo qual …

Estádio para os Jogos Olímpicos concluído antes da data prevista

O estádio Nacional Japonês, sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio de 2020, está concluído, a um mês da estreia oficial, informou esta terça-feira o organismo proprietário do complexo. De acordo com o Conselho de …

Suécia deixa cair investigação de violação contra Julian Assange

O Ministério Público sueco deixou cair a investigação de um caso de violação alegadamente cometido por Julian Assange, fundador do WikiLeaks, em 2010. "O Diretor Adjunto do Ministério Público, Eva-Marie Persson, decidiu hoje [terça-feira] descontinuar a …

Portugal produz menos lixo do que a média da OCDE (mas é o 3.º que menos recicla)

Portugal produz menos lixo do que a média da OCDE, mas é o 3.º que menos recicla, revelaram dados recentes da organização internacional. Em 2017, cada português produzir quase 500 quilogramas de lixo, valor inferior …

Novas demissões na Agência de Informações Financeiras do Vaticano

Um membro da entidade de regulação financeira do Estado do Vaticano, Marc Odendall, demitiu-se na sequência de buscas realizadas pela polícia e que originaram na suspensão do organismo do sistema de comunicações global. Marc Odendall, banqueiro …

Governo e Liga de clubes discutem redução do IVA para espetáculos desportivos

Secretário de Estado do Desporto afirma querer ouvir as reivindicações do organismo, mas sem se comprometer. O secretário de Estado da Juventude e do Desporto anunciou ontem que vai reunir-se com representantes da Liga Portuguesa de …