Há 400 processos em Tribunal contra o Banco de Portugal por causa do BES

Mário Cruz / Lusa

O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa

Cerca de 400 processos correm atualmente nos tribunais a colocar em causa as decisões do Banco de Portugal no âmbito da resolução do BES, segundo fonte ligada aos processos.

Os processos dizem respeito às decisões do Banco de Portugal, que em agosto de 2014 acabou com o BES e criou o Novo Banco, e contestam as decisões: a deliberação de 3 agosto que aplica a medida de resolução ao BES, decisões anteriores à resolução, como de obrigar o BES a fazer provisões de 2.000 milhões de euros, ou posteriores à resolução, como a passagem em dezembro de 2015 de obrigações do Novo Banco para o BES “banco mau” – que causa perdas sobretudo em grandes fundos de investimento internacionais.

Corre ainda na Justiça o processo em que o banco BCP põe em causa o mecanismo de contingência pelo qual o Fundo de Resolução recapitaliza o Novo Banco.

Em 1 de março, o Novo Banco pediu mais de 1.000 milhões de euros ao abrigo deste mecanismo. Além de Portugal, corre ainda uma ação movida pelo BCP junto do Tribunal Geral da União Europeia, uma vez que a Comissão Europeia aprovou aquele mecanismo de que beneficia o Novo Banco.

Entre os processos em curso, há ainda a ação judicial metida pela Goldman Sachs que contesta a decisão do Banco de Portugal de que a dívida do BES à Oak Finance (veículo financeiro da Goldman Sachs) fica no “banco mau” BES. O banco central toma esta decisão quando toma conhecimento de que a Goldman Sachs era acionista qualificada do BES antes da resolução.

O Tribunal Administrativo de Lisboa deu razão ao Banco de Portugal na resolução do BES, considerando a decisão do banco central de 3 de agosto de 2014 legal e constitucional. Para o tribunal, a resolução era a única alternativa à liquidação perante “desventuras bancárias” e ocultação de dados nas contas do BES.

Esta decisão foi tomada por 20 juízes e tem efeito sobre o processo em análise por esta sentença, metido por grandes fundos internacionais que tinham investido no BES, mais cerca de 20 processos semelhantes que estavam no Tribunal Administrativo de Lisboa.

Isto porque, perante vários processos cuja questão central era a mesma, em 2017 o tribunal decidiu usar o mecanismo de resolução de processos em massa e escolheu julgar apenas um processo e aplicar a mesma decisão aos outros.

Os autores de todos os processos têm, desde a notificação, 15 dias para apresentarem recurso, o que deverão fazer, ou para o Tribunal Administrativo Central ou para o Supremo Tribunal Administrativo. Além do Tribunal Administrativo de Lisboa, há ainda processos contra o Banco de Portugal a correrem no Porto, Braga e Viseu.

No final de 2018, havia 800 processos sobre a resolução do BES contra o Banco de Portugal, mas esse número reduziu-se para cerca de 400 neste momento, nomeadamente devido à solução para clientes do retalho lesados pelo BES.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, empresas que não estiveram em lay-off também podem pedir apoio à retoma

Mesmo que não tenham estado em regime de lay-off simplificado, as empresas que tenham uma quebra de faturação de, pelo menos, 40% também podem aderir ao apoio à retoma progressiva. Em junho, o Governo indicou que …

Italianos afastam rumores. Ronaldo de "pedra e cal" na Juventus

A imprensa italiana afasta esta sexta-feira os rumores de que Cristiano Ronaldo estará para deixar a Juventus, frisando que o internacional português de de 35 anos está de "pedra e cal" na Vecchia Signora. Depois …

Seis concelhos da Grande Lisboa vão ter reforço das equipas de combate à covid-19

Seis concelhos da Grande Lisboa vão ver reforçadas as suas equipas multidisciplinares de combate à covid-19, avança o jornal Público.  Em causa estão os concelhos de Almada, Seixal, Barreiro, Moita e Setúbal e Vila Franca de …

Guarda-redes Cláudio Ramos assina pelo FC Porto até 2024

O guarda-redes, que defendia a baliza do Tondela, assinou um contrato válido até 2024 com o FC Porto, anunciou, esta quinta-feira, o campeão português. Cláudio Ramos chega ao Dragão como jogador livre, depois do vínculo com …

"Os russos precipitaram-se". Cientistas preocupados com a Sputnik V

A preocupação tem aumentado por parte da comunidade científica, em torno da vacina russa Sputnik V. Especialistas afirmam que o desenvolvimento pouco transparente e a falta de testes em massa pode ser um problema ainda …

Governo propôs proteção policial a deputadas ameaçadas

O Governo contactou as deputadas bloquistas Mariana Mortágua e Beatriz Gomes Dias, bem como a parlamentar não inscrita Joacine Katar Moreira, com uma proposta de proteção policial depois das ameaças de que foram alvo. Em …

Espanhóis elogiam João Félix após eliminação da Champions. "Só se salvou o que não foi titular"

O Leipzig qualificou-se esta sexta-feira para as meias-finais da Liga dos Campeões de futebol, ao vencer o Atlético de Madrid, por 2-1, nos quartos de final, no Estádio José Alvalade, em Lisboa. Estreante nas rondas a …

França, Malta e Países Baixos passam para a "lista negra" do Reino Unido

O Reino Unido impôs uma quarentena obrigatória, nesta quinta-feira, para aqueles que chegam ao território britânico a partir de França e dos Países Baixos, após um aumento dos casos de covid-19 nesses dois países. Portugal …

Em 100 anos, não foram encontradas grandes diferenças entre cérebros de homens e mulheres

Em mais de 100 anos de estudos, diferentes equipas de investigadores não encontraram grandes diferenças entre cérebros de homens e mulheres. Desde o século XIX, que se procuram diferenças nos cérebros de homens e mulheres. Gustave …

Há uma galáxia semelhante à Via Láctea no Universo primitivo. É uma "arca do tesouro"

Uma equipa de astrónomos observou uma galáxia muito distante e, consequentemente, muito jovem, semelhante à Via Láctea. A galáxia está tão distante que a sua luz demorou mais de 12 mil milhões de anos a …