40 mil nas ruas de Lisboa em defesa dos colégios privados

António Cotrim / Lusa

-

Organização diz que estiveram presentes na manifestação deste domingo cerca de 40 mil pessoas.

Lisboa vestiu-se de amarelo na tarde deste domingo graças à manifestação em defesa dos contratos de associações celebrados entre o Estado e os colégios privados e cooperativos.

Em declarações aos jornalistas, o responsável do movimento considerou que o protesto trouxe até à capital cerca de 40 mil pessoas.

Manuel Bento disse acreditar que com a manifestação de hoje o Governo de António Costa retroceda na decisão de alterar alguns dos contratos assinados em 2015.

Os manifestantes concentraram-se em frente à Assembleia da República, num protesto que trouxe pessoas de Norte a Sul do país, numa ação contra as alterações aos contratos de associação que o Governo atual quer aplicar.

Em dia de protesto, a Federação Nacional de Professores anunciou também uma manifestação, a realizar-se no próximo dia 18 de junho.

“Num momento tão importante como o que vivemos na Educação, torna-se ainda mais importante afirmar a escola pública e, simultaneamente, rejeitar a ideia de que o público e privado poderão ser uma e a mesma coisa”, lê-se em comunicado.

O movimento em defesa da escola pública organizado pela Fenprof vai decorrer no Parque Eduardo VII, a partir das 14h30.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Está bem organizada, esta máfia dos colégios…
    Até conseguem convencer os pais, alunos e professores a fazer o “trabalho sujo”, enquanto eles arrecadam os milhões…

RESPONDER

15 testes de covid-19 por mês: Rui Costa antevê a nova época

Ciclista português quer terminar o ano no topo da tabela UCI. Os Jogos Olímpicos estão na lista de prioridades mas a Volta a França também pode aparecer no calendário. Rui Costa entra na nova temporada com …

A segurança da Casa Branca pode estar em perigo (e a culpa é da bicicleta estática de Biden)

Na quarta-feira, Joe Biden assumiu a presidência dos Estados Unidos, o que significa que, a partir de agora, viverá na Casa Branca. Porém, os hábitos do novo Presidente podem ameaçar a segurança das informações de …

Rio acusa Costa de desgoverno: Só fechou as escolas por "pressão da opinião pública"

O presidente do PSD considerou que o Governo não fechou as escolas mais cedo porque não estava preparado para o fazer, acusando o primeiro-ministro de “desgoverno” e de só ter decidido perante “pressão da opinião …

Lei da eutanásia aprovada na especialidade. PS, BE e PAN votaram a favor

A lei da morte medicamente assistida foi esta quinta-feira aprovada, na especialidade, na comissão de Assuntos Constitucionais, com os votos favoráveis do PS, BE e PAN, o voto contra do CDS-PP e PCP e abstenção …

MP abre inquérito à morte de idoso que esperou três horas em ambulância em Portalegre

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito sobre a morte de um idoso, de 87 anos, na passada segunda-feira, no hospital de Portalegre, depois de estar quase três horas numa ambulância. Questionada pela agência Lusa através …

AHRESP pede revogação da proibição de venda de bebidas em take away

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu, na quarta-feira, a revogação da proibição da venda, no 'take away' de qualquer tipo de bebidas, alertando que o que se pretende impedir é …

Governo garante que Portugal terá todas as vacinas para cumprir plano de vacinação

O Ministério da Saúde garantiu que Portugal terá todas as vacinas necessárias para cumprir o plano de vacinação estabelecido, tendo já assegurado mais de 31 milhões de doses, suficientes para vacinar mais de 18 milhões …

Galp compromete-se a falar com cada um dos 401 trabalhadores da refinaria de Matosinhos

A petrolífera anunciou que irá realizar, entre fevereiro e março, conversas individuais com cada um dos 401 trabalhadores afetados pela decisão de fechar a refinaria de Matosinhos. No final de dezembro do ano passado, a …

RTP anuncia intérpretes do Festival da Canção 2021. Final acontece em estúdio sem público

A RTP anunciou, esta quarta-feira, os intérpretes e as 20 canções a concurso na edição deste ano do Festival da Canção. Na conferência de imprensa, decorrida online, ficou também a saber-se que a final do …

França disposta a reconhecer erros do passado colonial na Argélia

O Presidente francês Emmanuel Macron vai adotar "atos simbólicos" destinados a reconhecer os erros da era colonial francesa na Argélia, mas não está a considerar um pedido de "desculpas" oficial pretendido por Argel, indicou esta …