//

40 mil nas ruas de Lisboa em defesa dos colégios privados

2

António Cotrim / Lusa

-

Organização diz que estiveram presentes na manifestação deste domingo cerca de 40 mil pessoas.

Lisboa vestiu-se de amarelo na tarde deste domingo graças à manifestação em defesa dos contratos de associações celebrados entre o Estado e os colégios privados e cooperativos.

Em declarações aos jornalistas, o responsável do movimento considerou que o protesto trouxe até à capital cerca de 40 mil pessoas.

Manuel Bento disse acreditar que com a manifestação de hoje o Governo de António Costa retroceda na decisão de alterar alguns dos contratos assinados em 2015.

Os manifestantes concentraram-se em frente à Assembleia da República, num protesto que trouxe pessoas de Norte a Sul do país, numa ação contra as alterações aos contratos de associação que o Governo atual quer aplicar.

Em dia de protesto, a Federação Nacional de Professores anunciou também uma manifestação, a realizar-se no próximo dia 18 de junho.

“Num momento tão importante como o que vivemos na Educação, torna-se ainda mais importante afirmar a escola pública e, simultaneamente, rejeitar a ideia de que o público e privado poderão ser uma e a mesma coisa”, lê-se em comunicado.

O movimento em defesa da escola pública organizado pela Fenprof vai decorrer no Parque Eduardo VII, a partir das 14h30.

ZAP / Lusa

2 Comments

  1. Está bem organizada, esta máfia dos colégios…
    Até conseguem convencer os pais, alunos e professores a fazer o “trabalho sujo”, enquanto eles arrecadam os milhões…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE