26 organizações internacionais pedem à ONU que proteja encriptação e privacidade online

Tor Håkon / Flickr

-

Vinte e seis organizações da sociedade civil apresentaram esta quarta-feira uma declaração comum exortando os governos a promover as tecnologias de encriptação e a anonimidade para proteger o direito à privacidade na era digital.

Amnistia Internacional, Federação Internacional dos Direitos Humanos (FIDH), Repórteres Sem Fronteiras, Comissão para a Proteção dos Jornalistas e Privacy International estão entre as organizações subscritoras da declaração “Promover a Forte Encriptação e a Anonimidade na Era Digital“, divulgada pela Human Rights Watch.

A declaração foi entregue ontem no Conselho de Direitos Humanos, em Genebra, após a apresentação de um relatório da ONU que reconhece a encriptação e a anonimidade como “instrumentos principais da segurança online e do direito à privacidade, à liberdade de opinião e à liberdade de expressão” e insta os países a garantirem que os cidadãos têm liberdade para proteger a sua privacidade nas comunicações digitais.

“Instamos todos os governos a promover o uso de tecnologias seguras de encriptação e a proteger o direito a procurar, receber e partilhar informação online anonimamente. Quaisquer leis ou regulamentos que restrinjam o uso de encriptação ou anonimidade devem ser revistos. (…) Instamos igualmente as empresas de tecnologias de informação e comunicação a (…) proteger a segurança dos utilizadores”, lê-se na declaração comum.

No texto sublinha-se que, em ambientes repressivos, as novas tecnologias são a única forma segura de as pessoas se exprimirem livremente, tendo “beneficiado enormemente” o movimento pelos direitos humanos, o trabalho jornalístico e a sociedade civil independente em todo o mundo.

Por outro lado, no entanto, abriram a porta a técnicas de “vigilância intrusiva de um âmbito e escala sem precedentes”, que “permitem aos governos identificar fontes jornalísticas, críticos do governo ou membros de minorias perseguidas e expô-los a represálias. Os simples utilizadores também enfrentam uma série de riscos, da vigilância abusiva à vitimização por cibercriminosos”, afirmam

As 26 Organizações Não-Governamentais (ONG) instam por isso os governos a aplicar as principais recomendações do relator especial da ONU para a liberdade de expressão, David Kaye, não apenas promovendo a encriptação e anonimidade, mas também limitando quaisquer restrições a casos específicos e bem fundamentados ou abstendo-se de exigir a identificação dos utilizadores como condição para o acesso a serviços na Internet.

As ONG exortam por outro lado o setor privado a adotar regras próprias de proteção dos dados dos utilizadores, designadamente permitir a transmissão de comunicações encriptadas, abster-se de exigir o registo da identificação, disponibilizar a encriptação nos seus serviços e produtos e apoiar o desenvolvimento de outras tecnologias de segurança.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Etna volta a entrar em erupção. É a segunda vez em menos de um mês

O vulcão Etna, em Itália, voltou a entrar erupção, espalhando rapidamente uma nuvem de fumo na parte oriental da ilha italiana da Sicília. O vulcão mais ativo da Europa entrou em erupção esta terça-feira. Segundo o …

CNE recebeu queixas de cidadãos contra Costa por usar PRR em campanha

A Comissão Nacional de Eleições já recebeu queixas de cidadãos contra António Costa pela utilização do PRR nos discursos de campanha. A Comissão Nacional de Eleições (CNE) já recebeu cerca de meia dúzia de queixas de …

Joe Biden afirma que EUA estão "de volta" às Nações Unidas

"Os Estados Unidos estão de volta" às Nações Unidas, afirmou, na segunda-feira, o Presidente dos Estados Unidos. "Os Estados Unidos estão de volta. Acreditamos nas Nações Unidas e nos seus valores", disse Joe Biden após …

Portugal regista mais 11 mortes e 780 casos de covid-19

Portugal registou, esta terça-feira, 780 novos casos e 11 mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Pandemia já matou quase tantos norte-americanos como a gripe espanhola

A covid-19 já matou quase tantos norte-americanos, no último ano e meio, como a gripe espanhola, entre 1918 e 1919, de acordo com dados esta terça-feira divulgados pela Universidade Johns Hopkins. Embora o aumento das novas …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: A sexta, a bonança e um festival de juventude

O pleno das águias, o regresso do campeão às vitórias e um dragão jovem com chama alta. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. A prática de Darwin SL Benfica 3 …

Autoeuropa retoma hoje produção após paragem face à crise dos semicondutores

Falta de semicondutores tem sido uma constante, apesar da melhora da situação pandémica, face ao atraso dos países asiáticos no que concerne à vacinação, o que obriga à paragem das fábricas responsáveis pelo fabrico das …

Os smartphones avariam mal acaba a garantia? Portugal e a UE estão a lutar contra a obsolescência programada

As empresas criam os telemóveis para avariarem pouco depois de acabar a garantia - mas a União Europeia e várias associações estão a lutar contra o desperdício e a tentar proteger os direitos do consumidor. É …

Lava do vulcão de La Palma está a escorrer em direção ao mar aumentando o risco de gases tóxicos

O vulcão Cumbre Vieja na ilha de La Palma, nas Canárias, que entrou em erupção no domingo, tem uma nova boca eruptiva, o que obrigou a evacuar mais habitações, informaram as autoridades. De acordo como Plano …

Adesão ao IVAucher quase duplicou no último mês - mas restauração quer mais medidas

No último mês, quase duplicou o número de contribuintes que se inscreveu no programa que permitirá rebater os descontos acumulados no âmbito da iniciativa IVAucher. De acordo com o Jornal de Notícias, a 23 de agosto, …