Itália vai pagar 18 mil euros a Amanda Knox por danos e despesas

Scott335 / Flickr

Amanda Knox à saída da prisão, em Perugia, em 2011

Um tribunal europeu encontrou falhas em como a polícia italiana inicialmente questionou Amanda Knox, que ficou presa por quase quatro anos em Itália depois de a sua colega de quarto sido morta.

“Knox estada particularmente vulnerável, sendo uma jovem estrangeira, 20 na época, não tendo estado em Itália durante muito tempo e não sendo fluente em italiano”, disse a Corte Europeia de Direitos Humanos numa declaração na quinta-feira.

A decisão examinou os acontecimentos de 6 de novembro de 2007, quando a polícia questionou Knox às 5h45 da manhã sobre a morte de Meredith Kercher, uma britânica que estava a estudar em Perugia, que tinha sido encontrada morta no apartamento que dividia com Knox.

Em 2009, a Justiça italiana tinha condenado Amanda Knox e o italiano Raffaele Sollecito – namorado de Knox – pelo assassinato da estudante. A jovem foi sentenciada a 28 anos e seis meses de prisão e Sollecito foi condenado a 25 anos por homicídio e abuso sexual.

Mas a decisão foi revista em 2011, depois de alguns procedimentos do caso e a recolha de provas de ADN terem sido postos em causa. Na ocasião, os dois réus já tinham passado quatro anos na prisão. A Procuradoria pediu um novo julgamento, no qual a Justiça confirmou o veredicto de 2009.

Em 2015, os juízes da mais alta instância judicial italiana consideraram que os ex-namorados não cometeram o crime e absolveram-nos.

Na quinta-feira, o tribunal disse que a acusação de Knox “foi tomada numa atmosfera de intensa pressão psicológica” e que as autoridades não conseguiram avaliar a conduta da intérprete de Knox.

As autoridades também negaram a Knox o seu direito a um advogado e não provaram que “não tinham prejudicado irreparavelmente a imparcialidade do processo como um todo”.

Por isso, agora, o tribunal mandou que Itália pague cerca de 18.400 euros a Know por danos, custos e despesas.

Knox expressou gratidão pelo anúncio do tribunal. “Fui interrogada durante 53 horas durante cinco dias, sem advogado, numa língua idioma que eu entendia talvez tão bem como alguém com dez anos”, escreveu no seu blog. “Eu confiei nessas pessoas. Eram adultos. Eram autoridades. E mentiram-me”, acrescentou.

Agora com 31 anos, Knox continua a insistir que não teve nenhum papel na morte da sua colega de apartamento.

O caso

Meredith Kercher, nascida no sul de Londres, tinha 21 anos à época do crime. Foi encontrada com a garganta cortada, no apartamento que compartilhava com Knox.

(dr) família Kercher

Meredith Kercher

O principal argumento da acusação era de que Kercher teria morrido após uma espécie de jogo sexual que também envolvia Knox e Sollecito – e que a dada altura terá dado errado. Também foi alegado que a morte teria sido o resultado de uma discussão entre as duas raparigas quanto à limpeza do apartamento onde moravam.

Um terceiro elemento, o marfinense Rudy Guede, também foi condenado pela morte da britânica num julgamento anterior. Guede cumpre uma pena de 16 anos de prisão.

Knox argumenta que Guede (que era traficante de droga) agiu sozinho no homicídio.

ZAP ZAP // NPR

PARTILHAR

RESPONDER

O armazenamento de energia "sem massa" está a chegar

Uma equipa de cientistas da Chalmers University of Technology, na Suécia, produziu uma bateria estrutural com um desempenho dez vezes melhor do que todas as versões anteriores. A descoberta abre caminho ao armazenamento de energia …

Ataque terrorista a cidade na Nigéria atinge organizações humanitárias e instalações da ONU

Jihadistas alegadamente ligados ao Estado Islâmico atacaram este sábado as instalações de várias organizações humanitárias e das Nações Unidas na cidade nigeriana de Damasak, e ainda estão no local, afirmaram fontes das organizações não-governamentais (ONG). O …

Os humanos foram "superpredadores" durante dois milhões de anos

Uma nova investigação revelou que os humanos foram um predador de ponta durante cerca de dois milhões de anos. Só a extinção da megafauna e o declínio das fontes de alimentos de origem animal no …

Paços de Ferreira 0-5 Benfica | Seferovic “parte tudo” na Capital do Móvel

Na noite deste sábado, o Benfica somou o sétimo triunfo consecutivo no campeonato, ao golear o Paços de Ferreira por 5-0, num embate relativo à 26.ª jornada do campeonato. A equipa de Jorge Jesus, que acabou …

Após terramotos e deslizamentos, a "cidade moribunda" de Itália ainda resiste no topo de uma montanha

Chamar-se a si mesmo de "Cidade Moribunda" pode não parecer a melhor forma de atrair turistas, mas Civita, em Itália, aprendeu a viver com o facto de estar a morrer. Há vários séculos, a cidade …

"Alexa, estou com calor." Já é possível controlar o ar condicionado de um Lamborghini apenas com a voz

A Amazon está a dar um grande passo na indústria automóvel ao integrar a Alexa no Huracán EVO da Lamborghini, não apenas para fazer perguntas, mas dando ao assistente virtual a capacidade de controlar as …

Nova tecnologia pode enviar luz solar para o subsolo

Investigadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, na Singapura, inventaram um novo dispositivo que pode ajudar o país a iluminar a sua crescente infraestrutura subterrânea. A Singapura é um dos países que tem apostado cada vez mais …

Livro lança "caça ao tesouro" a urna de ouro oferecida por Inglaterra a França antes da Entente Cordiale

Um novo enigma literário está prestes a chegar às estantes de livros com uma recompensa incomum. Pistas em "The Golden Treasure of the Entente Cordiale" podem levar leitores no Reino Unido e França a um …

Para evitar casos de burnout, LinkedIn deu uma semana de férias aos quase 16 mil funcionários

O LinkedIn decidiu dar uma semana de férias (remunerada), que começou esta segunda-feira, a todos os seus funcionários espalhados pelo mundo. O objetivo? Desconectar, recarregar baterias e prevenir casos de burnout.  "Queríamos ter a certeza de …

Pequenos nadadores-robô curam-se a si próprios (e em movimento)

Uma equipa de investigadores da American Chemical Society desenvolveu pequenos robôs nadadores que conseguem curar-se a si mesmos magneticamente. O tecido vivo pode curar-se autonomamente de muitos ferimentos, mas fornecer habilidades semelhantes a sistemas artificiais, como …