Há 1605 bolsas para quem for estudar para o interior no próximo ano

US Department of Education / Flickr

Uma aula de Direito na Universidade de Harvard

O programa +Superior vai ter mais 1.605 novas bolsas de estudo, com o objetivo de estimular os efeitos do corte de vagas em Lisboa e Porto com mais candidaturas a um curso no interior. O Ministério estima que este ano seja atingida a meta dos 5000 mil estudantes abrangidos pela iniciativa.

O programa visa promover a deslocação para universidades e politécnicos de regiões menos povoadas de alunos carenciados de outras zonas do país e, este ano, deverá chegar à fasquia dos 5000 estudantes abrangidos por bolsas de 1500 a 1725 euros.

“É essa a ideia. As bolsas variam. Há bolsas com três anos, quatro, cinco, mas com este aumento dos novos candidatos deve-se ultrapassar os 5000 bolseiros ativos“, disse ao Diário de Notícias o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

O aumento anunciado para o ano letivo de 2018-2019 será “o maior de sempre“, rondando os 11%. “Esse é um dos aspetos a destacar. O outro é que neste ano, pela primeira vez, divulgamos as bolsas a atribuir antes de começarem as candidaturas, o que poderá ajudar a que mais alunos decidam candidatar-se”, explicou.

“Há uma grande parte de apoios sociais que tem sido usado para levar estudantes para Lisboa e para o Porto. Agora queremos naturalmente também estimular todos aqueles que têm possibilidades de receber apoios sociais que se distribuam pelo país.”

Em 2017-2018 foram atribuídas 1.450 novas bolsas. Em termos totais, em 2017-2018 havia 3.690 bolsas ativas no âmbito do programa +Superior. Uma parte destes são estudantes que deixarão de ser apoiados – ou por já terem concluído o ciclo de estudo ou por terem perdido o direito ao apoio. No entanto, a convicção do governo é que, entre permanências e novas entradas, a fasquia dos 5000 bolseiros seja facilmente atingida.

O ministro acrescentou ainda que existe “uma concentração muito grande de estudantes em Lisboa e no Porto”, frisando que atualmente 36% dos bolseiros de ação social estão em Lisboa e Porto, sendo agora o objetivo da tutela inverter este movimento migratória para o interior”.

Para António Fontainhas Fernandes, reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro  e atual presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas, o anúncio da tutela “é bom, mas não é suficiente”.

O reitor da UTAD insiste que a dinamização do ensino superior das regiões do interior precisa de “medidas integradas” dirigidas aos alunos, que deem respostas a problemas como o custo do alojamento e o reforço da ação social, porque “quem tem filhos, sabe que a crise ainda não está assim tão ultrapassada”.

Programa +Superior

A iniciativa – lançada no ano letivo de 2014-15 – do ministério visa incentivar e apoiar alunos do ensino superior que optem por estudar em zonas do interior do país com menor procura. Funciona como um complemento à ação social e atribuiu bolsas de mobilidade no valor mínimo de 1500 euros anuais pagos em 10 prestações.

O programa ajuda a financiar despesas relacionadas com os materiais e as deslocações dos estudantes para fora das suas áreas de residência.

O programa está integrado no Plano Nacional de Coesão Territorial, e é apoiado por fundos comunitários, tendo ainda a missão de aumentar a atratividade das regiões menos povoadas do país, e de atrair às mesmas estudantes de outras zonas.

Para serem admitidos, os candidatos devem ser beneficiários da Ação Social Escolar e escolher, obrigatoriamente, uma universidade ou instituto politécnico de unidade territorial diferente daquela em que vivem.

As universidades da Beira Interior, de Évora, de Trás-os-Montes e Alto Douro, e os Politécnicos de Beja, Bragança, Castelo Branco, Guarda, Portalegre, Santarém, Tomar, Viana do Castelo e Viseu são as instituições selecionadas para o programa.

As candidaturas a estas bolsas ou os pedidos de novos apoios são feitos através da plataforma BeOn, da Direção-Geral do Ensino Superior, até 15 de novembro.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Duque de Edimburgo foi transferido para outro hospital

O Palácio de Buckingham anunciou esta segunda-feira que o príncipe Filipe, marido da rainha do Reino Unido, Isabel II, foi transferido para outro hospital de Londres para continuar o tratamento de uma infeção. O Palácio disse …

Presidência da UE. Governo trabalha para encontro com Biden durante "semestre português"

A presidência portuguesa do Conselho da União Europeia quer um encontro com o Presidente Joe Biden ainda durante o primeiro semestre. A presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE) está a trabalhar na realização de …

Vacina da Pfizer. Intervalo entre doses aumenta para 28 dias (e lista de prioritários vai incluir pessoas com trissomia-21)

O intervalo entre a toma das duas doses da vacina da Pfizer/BioNtech contra a covid-19 foi alargado de 21 para 28 dias, anunciou esta segunda-feira o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda …

Caso do avião com cocaína. PJ vai vigiar Aérodromo de Tires 24 horas por dia

A Polícia Judiciária (PJ) vai vigiar as movimentações de aeronaves e passageiros que chegam e saem do Aeródromo de Tires 24 horas por dia. A informação foi adiantada pelo Correio da Manhã, que falou com …

Facebook paga 650 milhões para encerrar litígio sobre vida privada nos EUA

O juiz federal norte-americano James Donato aprovou a indemnização de 650 milhões de dólares (540 milhões de euros) a 1,6 milhões de utilizadores do estado norte-americano do Illinois por parte do Facebook. Este acordo, assinado na …

"Retoma da normalidade". Bruxelas propõe este mês livre-trânsito digital para vacinados e recuperados

A Comissão Europeia vai apresentar este mês uma proposta legislativa para criar um livre-trânsito digital que permita retomar as viagens em altura de pandemia de covid-19, comprovando a vacinação ou a recuperação dos cidadãos. A informação …

Noiva de Khashoggi pede "punição imediata" de Mohammed bin Salman

As declarações da noiva de Jamal Khashoggi surgem depois de as autoridades norte-americanas terem publicado um relatório em que Mohammed bin Salman é acusado de ter ordenado o assassínio do jornalista. Joe Biden está a ser …

Covax permite que países mais pobres comecem a receber a vacina (mas só garante 20% da vacinação)

A Covax visa fornecer vacinas contra a covid-19 a 20% da população de 200 países e territórios que estão incluídos no sistema através de um sistema de financiamento que permite a 92 economias de baixo …

Reino Unido vacinou 20 milhões com 1.ª dose. País deteta casos de variante de Manaus

O ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, anunciou no domingo que mais de 20 milhões de pessoas no Reino Unido já receberam a primeira dose da vacina contra covid-19. "Estou absolutamente encantado por informar que mais …

Famílias numerosas já podem pedir desconto no IVA da luz

As famílias com cinco ou mais elementos podem pedir a redução do IVA da eletricidade ao seu fornecedor a partir desta segunda-feira e têm de comprovar a sua condição de família numerosa. Em causa está a …