10 mil pessoas processaram a operadora da central de Fukushima

Gill Tudor / IAEA

Trabalhadores em Fukushima

Trabalhadores em Fukushima

Quase 10 mil pessoas processaram a empresa proprietária da central de Fukushima pelo acidente ocorrido na central em 2011, segundo dados disponibilizados por uma associação japonesa, citados esta quarta-feira na imprensa local.

Atualmente, 9.992 pessoas, incluindo aquelas que não puderam regressar às suas casas junto à central devido à radiação, juntaram-se aos 25 processos coletivos apresentados contra a Tokyo Electric Power (TEPCO) em 20 tribunais diferentes, escreve hoje o jornal Asahi.

A primeira ação contra a TEPCO foi interposta em dezembro de 2012 por um grupo de cidadãos que teve de ser retirado da localidade de Futaba, junto à central.

Desde então milhares de pessoas apresentaram ações judiciais ou juntaram-se às já existentes.

Na origem dos processos está o descontentamento com o sistema de indemnizações estabelecido pelo Governo japonês após o acidente nuclear provocado pelo sismo e tsunami a 11 de março de 2011.

Os autores dos processos argumentam que os pagamentos são insuficientes e exigem que a TEPCO pague indemnizações adicionais até que os níveis de radiação ao redor da central voltem ao que eram antes do acidente, pedindo também que sejam compensados financeiramente pela “destruição das suas comunidades”.

/Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE