Youtube encaminha milhões de utilizadores para desinformação climática

Os algoritmos do YouTube estão a encaminhar milhões de utilizadores de vídeos de empresas para a desinformação sobre as alterações climáticas, através de serviços de publicidade online, de acordo com uma investigação da comunidade virtual norte-americana Avaaz.

A organização não-governamental analisou os vídeos que o YouTube recomenda quando os utilizadores pesquisam por “aquecimento global”, “alterações climáticas” ou “manipulação climática”.

A base da investigação foram as sugestões de vídeos e a barra abaixo da janela de reprodução da plataforma em dispositivos móveis e no lado direito do monitor dos computadores.

“O YouTube é a maior plataforma de transmissão [de vídeos] do mundo e está a encaminhar milhões de pessoas à desinformação climática. Não se trata de um discurso livre, trata-se de uma publicidade gratuita”, atentou a ativista da Avaaz Julie Deruy.

A Avaaz indica que o YouTube promove mais vídeos do que aqueles que são vistos pelos utilizadores.

De acordo com o relatório da Avaaz, 16% dos 100 vídeos analisados relacionados com “aquecimento global” continham informações erradas, numa média de um milhão de visualizações por vídeo.

O estudo revelou ainda que 21% da pesquisa pela expressão “manipulação climática” é incorreta, bem como 8% da informação sobre “alterações climáticas”.

É apenas a ponta do iceberg, uma vez que as recomendações do algoritmo do YouTube são responsáveis por cerca de 70% do tempo total que as pessoas passam na plataforma”, anota a o relatório da investigação.

A Avaaz encontrou mais de 100 empresas com publicidade de informação climática falsa nos vídeos. Samsung, L’Oreal, Deacthlon, Carrefour, WWF, Greenpeace Espanha, Nikin e Ecosia são algumas das empresas visadas que desconheciam a inclusão de anúncios falsos nos seus vídeos. Segundo a Avaaz, todas as empresas citadas já pediram ao YouTube para tomar medidas.

No entanto, a ONG fez uma série de recomendações ao YouTube para que “desintoxique” os algoritmos de recomendações e “ponha termo à promoção gratuita de conteúdos falsos”.

Citada pela agência EFE, a Avaaz pediu ao YouTube para excluir os vídeos de desinformação sobre alterações climáticas, trabalhando com verificadores independentes para informar os utilizadores da veracidade dos conteúdos, assim como publicar correções.

Por seu turno, o YouTube, em resposta à AFP, garantiu que “os seus sistemas de recomendações não foram projetados para filtrar ou remover vídeos ou canais com base em perspetivas específicas“.

A investigação da Avaaz ocorreu entre agosto e dezembro de 2019, tendo analisado dados da Alemanha, Brasil, Espanha, Estados Unidos, França e Reino Unido.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

Red Bull equacionou infeção voluntária dos seus pilotos

Um responsável da Red Bull admitiu que propôs aos pilotos da marca austríaca, que participa no Mundial de Fórmula 1, uma estratégia de infeção voluntária de covid-19, visando ficarem imunes no início da temporada. Helmut Marko …

TAP avança com lay-off para 90% dos trabalhadores (e reduz atividade para cinco voos semanais)

Numa mensagem enviada aos seus funcionários, a TAP revelou que vai mesmo avançar com um processo de 'lay-off' para 90% dos trabalhadores e com a redução do período normal de trabalho em 20% para os …

Estado vai devolver 3 mil milhões em reembolsos do IRS

O Estado vai devolver 3 mil milhões de euros aos contribuintes em reembolsos do IRS, cuja entrega arranca esta quarta-feira e se estende até 30 de junho. A informação foi avançada pelo ministro de Estado, …

Há quatro infetados no sistema prisional. Estão todos em isolamento domiciliário

O Ministério da Justiça revelou esta terça-feira que aumentou para quatro o número de infetados com covid-19 no sistema prisional e que estão todos em isolamento domiciliário segundo indicação da saúde pública. Em comunicado, o Ministério …

Sousa Cintra diz que Rafael Leão "não ficou no Sporting porque foi apertado"

Sousa Cintra, ex-líder da SAD do Sporting no tempo da Comissão de Gestão, lamenta a rescisão do jogador Rafael Leão, considerando que "ele não continuou porque foi apertado". O jovem jogador foi, recentemente, condenado a …

Portugal tem há cinco dias os mesmos 43 recuperados. DGS e especialistas explicam porquê

Portugal regista, desde o passado dia 27 de abril, os mesmos 43 recuperados da Covid-19, segundo os boletins epidemiológicos diários da Direção-Geral da Saúde. Questionado pela agência Lusa sobre a estagnação no número de altas hospitalares …

Morreu o coronel Andrade de Moura, um dos capitães de Abril

A Câmara Municipal de Estremoz, no distrito de Évora, prestou esta terça-feira homenagem ao coronel Andrade de Moura, um dos capitães de Abril de 1974, que morreu no passado dia 23 de março aos 86 …

À boleia da pandemia, Parlamento da Hungria reforça poderes de Viktor Orbán

O Parlamento húngaro aprovou, esta segunda-feira, uma série de medidas para fazer face à pandemia de covid-19, entre as quais um projeto de lei que permite o estado de emergência por tempo indeterminado. De acordo com …

Portugal deverá perder dois milhões de habitantes até 2080

A população residente em Portugal poderá baixar dos atuais 10,3 milhões de habitantes para 8,2 milhões em 2080, de acordo com projeções do Instituto Nacional de Estatística (INE) esta terça-feira divulgadas. Os mesmos dados indicam, porém, …

Ministro da Economia admite nacionalizar empresas em caso de necessidade para combater surto

O ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, admitiu esta terça-feira a possibilidade do Estado vir a nacionalizar empresas, caso seja necessário para combater as consequências económicas do surto de Covid-19. "O Estado tem ferramentas …